Autárquicas 2009

Legislativas animam João Semedo

IMG_128117 mil votos. Este número é o que o Bloco de Esquerda conseguiu em Gaia no último domingo. Resultado que, se acontecer em Outubro, garante a eleição de um vereador para o executivo. “Foi um extraordinário resultado”, afirmou o cabeça de lista do bloco. Agora, “o importante é que o eleitorado reconheça que somos os mesmos. Que se confiaram em nós para o governo, também podem confiar para a câmara e para as assembleias”, salientou João Semedo.

Até lá, o partido está no terreno. A conversar com os gaienses. A ouvir as preocupações que sustentam. O primeiro dia serviu para João Semedo visitar a Extensão de Saúde de Vilar de Andorinho, contactar com os trabalhadores da Salvador Caetano e finalizar com uma acção de rua junto do terminal do metro, na Avenida da República.

Quanto às preocupações dos gaienses são claras: os equipamentos de saúde completamente desadequados, a má rede de transportes IMG_1288municipais – na qual se destaca a demora do prolongamento do metro –, assim como a dívida da câmara. Relativamente a este ponto, o bloquista recorda que “todos os dias, quando o gaiense eleitor se levanta de manhã tem sobre ele uma dívida de 1109€”.

Por tudo isto “é necessário acabar com as despesas inúteis, com a má utilização do dinheiro público e apostar nas necessidades básicas das pessoas”, como por exemplo equipamentos de saúde.

No decorrer das acções, Semedo percebeu que “a população tem uma grande simpatia pelo bloco” e com este apoio acredita ser possível concretizar os dois grandes objectivos do partido para Gaia: “retirar a maioria absoluta a Luís Filipe Menezes e eleger vereadores para a câmara”. TT

Anúncios

Autárquicas 2009

Ilda Figueiredo pede ‘mais força’ aos gaienses

Candidatura apresenta 12 propostas concretas para levar a cabo nos próximos quatro anos. Comunistas acentuam críticas à não participação de Menezes nos debates

cdu on‘O projecto que faz a diferença na gestão municipal’ da CDU à câmara passa pela aposta em 12 medidas concretas.

A primeira delas, uma das mais reclamadas pelos munícipes, diz respeito à diminuição “para metade das quatro taxas contidas na factura da água e baixar o IMI pago por famílias carenciadas”. Com esta acção, os comunistas pretendem atenuar as dificuldades das “mais de 60 mil que vivem em situação de pobreza no concelho.

As taxas também vão ser atenuadas para os micro e pequenos empresários. Com a redução da derrama e outras taxas é possível promover o emprego com direitos, já que se apoia a produção e o comércio local, alarga as actividades turísticas às 24 freguesias com centros de apoio local, e valoriza o artesanato, saberes e tradições.

Uma das vertentes sociais passa pela construção e funcionamento de uma rede de centros de dia, lares para idosos e creches capaz de responder às necessidades municipais. A par destes equipamentos, pretendem garantir ainda o importante apoio domiciliário às pessoas que precisam, assim como centros de apoio a mulheres vítimas de violência.

Outra medida diz respeito à criação de espaços verdes e de lazer em todas as freguesias e não só nas de cariz mais urbano. Dentro desta proposta encontram-se os parques infantis, espaços de convívio com bancos e pequenas bibliotecas espalhadas pela cidade.

Espaços de convívio cobertos nas escolas básicas e jardins-de-infância e melhoramento de ruas e vias em más condições de pavimento e sem passeios são mais duas propostas apresentadas pela candidatura da CDU.

Seguem-se as empresas e agências municipais. A candidata acredita que é possível “reduzir para metade”, com a devida devolução das competências ao executivo municipal, “para diminuir despesas e garantir a igualdade no atendimento dos munícipes”. Claro que todos os direitos dos trabalhadores estão desde já assegurados.

cdu1 onRelativamente às colectividades, os comunistas apostam numa rede de animadores culturais e desportivos que apoiem as associações,  com programas efectivos, bem como o acesso gratuito de todos os gaienses aos equipamentos municipais, incluindo Parque Biológico e gimnodesportivos.

No que diz respeito à juventude, a candidatura pretende “criar e dinamizar o Conselho Municipal, visando a concretização de programas permanentes”.

Uma das batalhas da CDU nos últimos anos prende-se com a presença dos munícipes nas reuniões de câmara e da assembleia municipal. Ilda Figueiredo quer “garantir a intervenção livre dos munícipes no início das sessões e sem inscrição prévia”.

O Conselho Municipal de Transportes também é uma aposta dos comunistas. Com este projecto, vai ser possível garantir uma “rede de transportes públicos que cubra todo o concelho, a preços acessíveis, com passes intermodais e especiais para idosos, estudantes, desempregados e pessoas portadoras de deficiências”.

A última medida diz respeito à reabilitação das zonas urbanas, “dando prioridade à melhoria da qualidade de vida dos moradores e à defesa do património”. E dá exemplos: o Centro Histórico, a urbanização de Vila d’este, o centro de Arnelas, o complexo da ex-Cerâmica das Devesas, assim como a Casa Oficina Soares dos Reis.

“Se estas 12 medidas forem postas em prática, ao fim de quatro anos a população viverá muito melhor em Gaia”, afirmou a candidata comunista.  Para isso, basta que o eleitorado “dê força à CDU para contribuir para que estas medidas sejam postas em prática”.

A candidatura comunista prometeu visitar todas as freguesias do concelho nestes últimos dias de campanha, à semelhança do “que fizeram nos últimos anos” em que Ilda Figueiredo foi vereadora.

A terminar, a comunista evidenciou a falta permanente do candidato social-democrata nos debates que reunem todos os cabeça de lista às autárquicas, demonstrando “pouco respeito pelo pluralismo democrático”. Para a comunista esta “dificuldade em conviver com esse mesmo pluralismo democrático é evidente” e, também por este motivo, espera que a “população tire as suas próprias ilações”. TT

Sociedade

Requalificação de Vila D’Este arranca dentro de dias

vila d'esteFinalmente. A requalificação de Vila D’ Este vai sair do papel. Ontem, a autarquia de Gaia assinou o contrato para a primeira fase de requalificação dos edifícios, no valor de cinco milhões de euros. O projecto foi aprovado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional.

Apesar de não ser responsabilidade camarária, a autarquia encomendou um projecto ao Professor  Vítor Abrantes (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto), que agora pode passar à prática nesta primeira fase. O importante é recuperar uma urbanização onde vivem 17 mil pessoas.

A concurso público vão agora as restantes fases que dizem respeito, por exemplo, aos arranjos exteriores e nova requalificação de edifícios.

“É com particular satisfação que assinamos este protocolo”, referiu o vice-presidente da câmara e presidente da Gaiasocial”. E Marco António Costa explica: “Ao contrário do que alguns dizem, este acordo só acontece devido ao esforço concertado das forças políticas de Vila Nova de Gaia e das associações representativas”.

Os trabalhos começam já nos próximos dias e ficarão sob a alçada do departamento de Obras da autarquia. Entretanto, decorre o estudo de impacte ambiental para o prolongamento da linha do Metro até Vila D’Este. “Só chega em 2013 graças à vontade da população e à reivindicação da Câmara que, juntos, conseguiram que a decisão da secretária de Estado dos Transportes fosse anulada. Se nada tivesse sido feito, só teríamos Metro em Vila D´ Este em 2024”, salientou Marco António Costa.

Menezes recordou que a autarquia está a intervir em Vila D ‘ Este desde o primeiro mandato. “Construímos uma escola do 1º ciclo, um pavilhão, uma piscina e demos sedes às associações”. Paralelamente, foram realizadas intervenções ao nível da mobilidade e da recolha de lixo, que passou a ser diária. Mas não chega. No futuro “vamos lutar pela instalação de um policiamento de proximidade. Na educação, vamos dialogar com os proprietários da antiga escola privada para fazer o desdobramento da Escola Básica e permitir que os alunos tenham um horário contínuo. E com as associações e a Paróquia vai continuar o diálogo, para trabalharmos no campo da 1ª infância e da 3ª idade, que até nem são competências nossas”, finalizou o presidente do executivo camarário.

Cultura

Festa da Música junta colectividades em mega-espectáculo

orfeao madalenaNumerosas formações corais e musicais de todo o concelho vão actuar em conjunto no espectáculo que se realiza a 3 de Outubro no Pavilhão Municipal, em Oliveira do Douro.

Denominado “Festa da Música”, o evento assinala o Dia Mundial da Música (1 de Outubro) que, por calhar neste ano a um dia de semana, será celebrado em Gaia logo no Sábado seguinte. Este será um espectáculo múltiplo com a actuação sucessiva de coros, tunas e bandas de diferentes colectividades, sendo por isso uma rara ocasião de conhecer de perto muito do que se faz por cá em termos musicais.

A “Festa da Música” tem acesso gratuito e vai decorrer ao longo de toda a tarde e pela noite dentro, estando até ao momento confirmadas as participações do Coro da Associação Musical de Pedroso, da Associação Cultural e Recreativa Encantus Corus, do Orfeão da Madalena, da Tuna Musical “A Vencedora” de Vilar de Andorinho, da Tuna Orfeão de Grijó, da Associação Cultural e Musical de Avintes, da Sociedade Filarmónica de Crestuma, da Banda Musical Leverense e da Sociedade Musical 1º d’Agosto. Mas esperam-se ainda mais presenças.

Autárquicas 2009

Joaquim Couto “esperançado”

Propostas para combater a pobreza e para potenciar a transparência da gestão autárquica foram temas da última conferência da candidatura socialista

Couto1“Faço um apelo aos eleitores que votaram no domingo no PS que o façam novamente no dia 11 de Outubro já que o que está em causa é derrotar a maioria de direita, ao nível local”. Joaquim Couto pretende, desta forma, apelar à participação activa dos gaienses, ainda mais depois do resultado das últimas eleições que deu ao PS 41,26% dos votos, contra os 27,3% do PSD.

Resultado este que deixa a candidatura socialista confiante “num resultado semelhante ou superior”, até porque tradicionalmente o eleitorado gaiense é socialista”. Aliás, como se viu nas europeias, apesar do PSD ter ganho as eleições, em Gaia a população votou maioritariamente PS. “Estamos esperançados que se votarem do mesmo modo, não há dúvidas nenhumas que ganharemos a câmara”, revelou.

Desemprego e gestão autárquica

A candidatura “As pessoas valem mais” reconhece que Gaia é um município “complexo”, onde existe a “maior taxa de desemprego do país”, o “rendimento médio dos salários é baixo” e que apresenta uma “queda de 26 pontos no índice de qualidade de vida dos concelhos portugueses, nos últimos quatro anos”.

Algumas das propostas dos socialistas estão dirigidas ao combate ao desemprego. Assim, “quando chegarem ao poder”, irão promover um plano de desenvolvimento social potenciador da Rede Social; criar um observatório da pobreza; implementar mecanismos de intervenção preventiva e protecção eficaz de crianças e mentores em risco de pobreza; estabelecer parcerias com a Segurança Social e as IPSS’s para a diminuição significativa da pobreza de idosos; combater a toxicodependência e apoiar as famílias atingidas por esse flagelo; e, finalmente, apoiar com reconhecimento, transparência e meios financeiros adequados as IPSS’s, ONG’s e movimento associativo que trabalham na área da exclusão social.

No que diz respeito à transparência na gestão autárquica, Couto promete implementar um plano financeiro de emergência para pagamento das dívidas da câmara aos credores; garantir e honrar os compromissos políticos e financeiros com as juntas de freguesia, associações e colectividades; combater o despesismo da câmara e empresas municipais; realizar reuniões rotativas do executivo municipal em todas as freguesias; e certificar a qualidade dos serviços municipais.

Com estas medidas, os socialistas pretendem racionalizar a dívida da câmara e respectivas empresas municipais – que suspeitam ascender aos 500 milhões –, mas ao mesmo tempo gerir e investir em novos projectos. Assim, uma das primeiras reuniões será feita com todos os credores e a banca. “À semelhança do que António Costa fez em Lisboa”, explicou.

Também está na forja a diminuição e reorganização das empresas municipais para apenas 1/3. Os “funcionários serão reabsorvidos pelas que permanecem”, confirmou o candidato.

O socialista manifestou ainda a “situação indigna e desrespeitosa” que envolve a não participação de Luís Filipe Menezes nos debates em que participam todos os candidatos à câmara de Gaia. “O dr. Luís Filipe Menezes foi a favor do debate entre os candidatos para as legislativas, mas não para o município de Gaia”, salientou.

Joaquim Couto divulgou que dentro de dois dias o manifesto eleitoral da candidatura socialista chegará às mãos dos gaienses.

Isabel Oneto “honrada”

oneto“É uma honra para mim”. Foi por isto que a cabeça de lista do Partido Socialista à Assembleia Municipal (AM) de Vila Nova de Gaia aceitou o repto da candidatura. Mas não só. Isabel Oneto considera que “a AM é o órgão autárquico zelador dos interesses das populações e da fiscalização da actividade dos executivos municipais”. A ex-governadora civil termina dizendo que a assembleia é um “pilar fundamental da democracia”.

Couto e Elisa Ferreira juntos na campanha

Amanhã os candidatos às câmaras de Gaia e do Porto vão participar juntos numa acção que pretende dar visibilidade à potencial “união política” entre as duas cidades.

Devido a “picardias dos dois presidentes” as cidades têm estado de costas voltadas. Muitas vezes “duplicam investimentos e iniciativas que podiam ser feitas em conjunto”, revelou o candidato. Isto “para não falar de quando apenas se limitam a tecer considerações negativas um do outro”.

Este afastamento de Filipe Menezes e Rui Rio não “dignificam em nada a política”. Devido a esta ‘quezília’, as duas cidades e a própria Área Metropolitano do Porto tem saído prejudicas em vertentes distintas como o turismo ou na evidenciação das potencialidades das regiões.

Bem cedo, os candidatos vão fazer a travessia de barco de Gaia para o Porto. Couto ressalva que “o rio Douro deve ser elo de ligação e não de separação”. TT

Sociedade

Finalista do ISLA vence com curta-metragem no ART&TUR

Isabel Magalhães recebe prémio Júlio Verne

Isabel Magalhães recebe prémio Júlio Verne

‘Renascer num Teatro’, de Isabel Cristina Novais Magalhães, venceu na recente edição do Festival Internacional de Filmes de Turismo (ART&TUR) o prémio Júlio Verne, na categoria Jovens Talentos, que engloba curtas-metragens promocionais de temas relacionados com o Turismo.

Isabel Magalhães é finalista da Licenciatura em Comunicação do ISLA Gaia e funcionária do Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal do Porto.

Com base numa selecção de 169 filmes provenientes de 38 países, foram seleccionados três filmes de autores do ISLA Gaia, para integrarem a Selecção Oficial do Festival Internacional de Filmes de Turismo (ART&TUR), a decorrer em Barcelos, onde, durante cinco dias foram exibidos os melhores filmes de turismo a nível mundial.

A selecção oficial incluiu um total de 76 filmes, entre os quais se integram ‘A viagem do Vinho do Porto’, de Rogério Ferreira (Produção – Filipa Namora e André Monteiro), ‘Passeando o Porto’, de Patrícia Correia (Produção – Patrícia Correia, Paula Silva, Rita Santos), e o vendecor ‘Renascer num Teatro’, produção e realização de Isabel Magalhães.

Estas curtas-metragens são filmes promocionais, surgindo na categoria temática de jovens talentos. Rogério Ferreira é licenciado em Sistemas de Informação e Multimédia pelo ISLA Gaia, sendo as outras duas seleccionadas e Patrícia Correia finalista da licenciatura em Comunicação, também da mesma escola.

Promovido pela Associação Portuguesa de Turismologia (APTUR), o Festival ART&TUR é realizado com o alto patrocínio do município de Barcelos, tem o apoio institucional do Turismo do Porto e Norte e decorre sob os auspícios do CIFFT – Comité Internacional dos Festivais de Filmes de Turismo.

Artur Villares

Cultura

Cultura é vencedora em Gaia

A Casa da Cultura de Gaia efectuou um balanço positivo dos quatro anos de políticas culturais do actual mandato

Dorminsky na Expocidades

Dorminsky na Expocidades

Este período ficou marcado pela realização de numerosos eventos e actividades de relevo às quais o público correspondeu em massa, estimando-se que dois milhões de pessoas tenham sido abrangidos.

A estratégia do vereador do projecto, Mário Dorminsky, para a reunião dos sectores da Cultura, Património e Turismo com o objectivo de “Colocar Gaia no Mapa” foi deste modo atingida, sendo o concelho agora distinguido como “Capital da Cultura do Eixo Atlântico”.

A partir de uma parceria com a Gaianima – entidade gestora de numerosos equipamentos – foram estudados e avaliados os gostos e preferências dos gaienses, apelando à sensibilização do gosto cultural e à criação de novos públicos.

Alguns dos principais destaques na suma destes quatro anos centram-se no Passaporte Cultural e na Egg Parade, ambos acontecimentos de enorme sucesso junto de um numeroso público visitante.

Além dos referidos eventos, a aposta deste ciclo cultural centrou-se igualmente na recuperação e aproveitamento de património histórico do concelho, renovado e reutilizado em acções de cariz artístico e cultural. Neste contexto específico, destaca-se a reabilitação da Casa Barbot, do Convento Corpus Christi e do Cineteatro Eduardo Brazão, espaços que contaram com variadas iniciativas nos campos da música, teatro, artes plásticas e cinema, entrecortadas com diversas conferências e exposições. Desta forma o vasto património, em grande parte desconhecido da população, passou a ser um ponto de atracção de visitantes, não só num contexto de aproveitamento de uma herança com fortes raízes históricas como também sob um ponto de vista educativo. Neste último aspecto, o Solar dos Condes de Resende merece uma menção especial pelas recorrentes iniciativas, com evidência para as aulas de dança de salão e pintura, assim como os cursos livres, que, revelando uma aliança entre o apreço artístico e o carácter instrutivo, desafiam a criatividade artística dos jovens.

Um outro aspecto fundamental a salientar neste balanço é a grande variedade de parcerias e apoios estabelecidos e praticados pelo Pelouro da Cultura, Património e Turismo. Com o objectivo de promover os universos artístico e cultural foram levados a cabo projectos e iniciativas como o lançamento da Agenda Cultural e da Revista “Casa da Cultura”, a publicação de inúmeros catálogos, folhetos e livros dedicados a tradições populares, nomeadamente de carácter religioso, a edição de discos, no seguimento de festivais e concursos de música, assim como projectos nas áreas da literatura e teatro, que inclusive se distinguiram a nível internacional.

logotipo-gaia-capital-da-cultura-do-eixo-atlantico-2009Os Prémios Cidade de Gaia marcaram esta corrente de iniciativas através da distinção de grandes personalidades do concelho de Gaia. Foram efectuadas homenagens a figuras como o pintor Jaime Isidoro, o escritor Rentes de Carvalho ou o escultor Soares do Reis, tanto em cerimónias e actos culturais como na referida Revista “Casa da Cultura”.

Em síntese, os quatro anos de políticas culturais revelam uma Vila Nova de Gaia mais concorrida em eventos do género, com uma riqueza e produção de toda a forma alargadas, que movem visões positivas para um futuro que se desenvolve diariamente. MS

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Autárquicas 2009

Partido da Terra garante Gaia mais verde

Nuno Aldeia

Nuno Aldeia

No passado dia 18 de Setembro, o MPT – Partido da Terra apresentou a respectiva candidatura para as eleições autárquicas de Vila Nova de Gaia.
Uma vez que o partido pretende agir do litoral para o interior, começou a campanha na Praia da Madalena, tendo a convicção de poder tornar a cidade mais verde e mais humana.
Como candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia, o MPT apresenta Nuno Aldeia, o qual já se encontra há 14 anos ligado a questões ambientais.
Segundo o partido, “Gaia merece muito mais que uma política de estética que só agrava ainda mais as diversidades do concelho” e, acrescenta ainda que “ao longo dos últimos anos agravaram-se ainda mais as assimetrias, não houve uma política de coesão, o resultado foi um concelho ainda mais dividido, sem um desenvolvimento global”.
Para além de Nuno Aldeia, fazem parte da lista de candidatos do MPT, os seguintes elementos: Florbela Póvoa, Augusto Nunes, Carla Morais, Albano Pires, Maria Guimarães, Fernando Aldeia, Alexandra Aldeia, Roger Silva, Maria Faria, Maria Martinez.
O partido tem como linhas orientadoras do programa: promover o ambiente e a qualidade de vida, garantir a mobilidade e a acessibilidade física dos munícipes, incentivar a empregabilidade e a inserção profissional, dar respostas e equipamentos sociais e, por último, apoiar a educação.
Como tal, o programa do partido visa medidas como: apoiar o sector empresarial na gestão dos seus resíduos; construir passeios e alargar e preservar os existentes; favorecer a criação de ninhos de empresas em freguesias onde não exista parque empresarial; criar centros de noite para idosos e reforçar o programa de escola segura no concelho, entre outras. SO

* foto gentilmente cedida pela candidatura

Política

Lever escapa à onda rosa

PS perde maioria absoluta conquistada em 2005. CDS-PP consegue resultado improvável face às sondagens e apresenta-se agora como a terceira força política na Assembleia da República

Sócrates e Joaquim Couto em Gaia

Sócrates e Joaquim Couto em Gaia

Quase 40% dos eleitores não foi às urnas. Mesmo depois dos apelos feitos nos últimos dias de todos os partidos – e mesmo do presidente da República, Aníbal Cavaco Silva – os portugueses insistem em não se manifestar nestes importantes sufrágios.

Coube ao Partido Socialista a vitória destas eleições legislativas. José Sócrates alcançou 36,56% dos votos, garantindo a eleição de 96 deputados na Assembleia da República (AR). Foi uma “extraordinária vitória” revelou no discurso de vitória o líder socialista. Já Manuela Ferreira Leite não foi além dos 29,08% dos votos e garantiu 78 lugares para os sociais-democratas.

A primeira surpresa da noite foi a do CDS-PP. Apesar de todas as sondagens indicarem um resultado muito negativo, o partido de Paulo Portas conseguiu 10,46% e o título de terceira força política. Na AR vão estar sentados 21 deputados populares.

Segue-se em termos de votação o Bloco de Esquerda. Com os 9,85% dos votos consegue garantir 16 lugares. Finalmente, a CDU desce de terceira para quinta força partidária e chega apenas aos 7,8%. Apesar da descida, os comunistas conseguiram eleger mais um deputado do que em 2005.

Gaia pintada de rosa

No concelho de Gaia o resultado não foi diferente. Pelo contrário, o PS consegue no município uma vitória ainda mais clara com 41,26% dos votos gaienses contra os 27,30 do PSD.

Cá o BE consegue garantir o terceiro lugar com 10,58, seguindo-se o CDS com 9,07 e a CDU que chegou aos 6,56.

Só Lever escapou à onda socialista e deu a vitória aos sociais-democratas com um expressivo 38,79% contra 34,33 do PS.

A Afurada foi a freguesia que mais votou PS, com 53,63% dos votos rosa, seguida de Avintes, Canidelo e Madalena. Em Sandim, apenas 33 votos afastaram os dois principais partidos destas eleições, com a vitória também para os socialistas.

Ainda assim, a par do que aconteceu em termos nacionais, o PS em Gaia baixou no que diz respeito à votação em relação às eleições legislativas de 2005.

Reacções

Sócrates, Teixeira dos Santos e Joaquim Couto

Sócrates, Teixeira dos Santos e Joaquim Couto

A candidatura ‘As pessoas valem mais’ encabeçada pelo socialista Joaquim Couto não esperou muito para manifestar-se sobre o resultado de Vila Nova de Gaia.

Segundo os socialistas, “o resultado de 41,26 por cento, ultrapassando em cerca de 5 por cento o resultado nacional do Partido Socialista, traduz, mais uma vez, a confiança do povo de Gaia no PS e nas suas políticas de progresso, desenvolvimento e justiça social”. E por isto mesmo estão “confiantes que, também no dia 11 de Outubro, os gaienses saberão dar o seu voto ao PS, inaugurando um novo ciclo político em Vila Nova de Gaia”.

Para o PS-Gaia, o resultado do PSD e de Manuela Ferreira Leite “é, sobretudo, a derrota daqueles que, internamente no PSD, tudo fizeram para prejudicar o seu próprio partido. O PSD em Gaia teve um resultado humilhante, inferior ao resultado obtido em termos nacionais”. Resta agora a alertar os gaienses que “independentemente do resultado das Eleições Autárquicas, é cada vez mais expectável que Luís Filipe Menezes se prepare para sair de Gaia, delegando no número dois da lista a responsabilidade de gerir a coligação PSD/CDS”.

Assim, os socialistas acreditam que “no próximo dia 11 de Outubro, os gaienses terão, assim, que optar entre Joaquim Couto, candidato efectivo do Partido Socialista à Câmara Municipal de Gaia, e Luís Filipe Menezes, candidato aparente do PSD/CDS”.

Dentro de 15 dias os portugueses voltam às urnas. Desta vez para escolher quem vai ganhar a presidência da câmara municipal, as juntas de freguesia e as assembleias municipal e de freguesia. Esperam-se duas semanas de intensa actividade partidária. Para já há cinco candidaturas apresentadas para a autarquia de Gaia: o social-democrata Luís Filipe Menezes com a coligação ‘Gaia na frente’, Joaquim Couto liderando a candidatura socialista ‘As pessoas valem mais’, a comunista Ilda Figueiredo representando a CDU, o Bloco de Esquerda encabeçado por João Semedo e Nuno Aldeia em representação do MPT-Partido da Terra.

Dentro de 15 dias saberemos…

Quadro resultados em Gaia

PS – 41,26% – 67214 votos

PPD/PSD – 27,3% – 44474 votos

BE – 10,58% – 17234 votos

CDS-PP – 9,07% – 14772 votos

PCP-PEV – 6,56% – 10692 votos

PCTP/MRPP – 0,79% – 1293 votos

MEP – 0,38% – 619 votos

MMS – 0,3% – 483 votos

PPV – 0,22% – 362 votos

MPT-PH – 0,19% – 317 votos

PPM – 0,19% – 302 votos

POUS – 0,15% – 238 votos

PND – 0,15% – 237 votos

PNR – 0,13% – 217 votos

PS – 41,26% – 67214 votos

PPD/PSD – 27,3% – 44474 votos

BE – 10,58% – 17234 votos

CDS-PP – 9,07% – 14772 votos

PCP-PEV – 6,56% – 10692 votos

PCTP/MRPP – 0,79% – 1293 votos

MEP – 0,38% – 619 votos

MMS – 0,3% – 483 votos

PPV – 0,22% – 362 votos

MPT-PH – 0,19% – 317 votos

PPM – 0,19% – 302 votos

POUS – 0,15% – 238 votos

PND – 0,15% – 237 votos

PNR – 0,13% – 217 votos

Educação

Autarquia remodela escola da Serpente

escola serpenteAssim como aconteceu há uns dias em Serzedo, o executivo de Gaia inaugurou as novas instalações da Escola Básica da Serpente, em Vilar de Andorinho.

Desta vez, a autarquia investiu 500 mil euros na remodelação. Agora, os 175 alunos contam com uma nova cantina e um coberto que permite a prática do desporto no Inverno. Mas não só. Foram ainda ampliadas duas salas de aula, substituído o respectivo mobiliário e, claro, colocados quadros interactivos em todas as salas de aula.

Segundo o presidente da câmara, Luís Filipe Menezes, “As pessoas são conscientes e sabem o que se passa em Gaia. Temos um parque escolar com o essencial, com uma ou outra excepção que é sempre inevitável quando se gere quase 200 escolas. Um parque escolar do melhor que há no país, em muitas vertentes do melhor que há no mundo, no que diz respeito à qualidade das cantinas, no que diz respeito às actividades extra-curriculares, que chegaram a Gaia meia dúzia de anos antes de chegarem ao resto do país”.

Menezes aproveitou ainda para falar dos sete Campus Escolares que vão nascer na cidade. Vilar do Andorinho é uma das freguesias contempladas com esse projecto. “Essas grandes escolas terão ainda mais equipamentos complementares, nomeadamente ginásios e auditórios, o que vai levar a uma mudança política no sentido de apostarmos nos transportes escolares para o ensino básico. Escolas públicas ao melhor nível das escolas privadas. Escola pública ao nível da melhor escola pública da Europa”.

Sociedade

1º Congresso Internacional de Gaia inaugura Parque Tecnológico de São Félix da Marinha

IMG_0932Em apenas dois meses, o Parque Tecnológico de São Félix da Marinha já tem 18 empresas instaladas, das 28 possíveis. Neste espaço está instalada a Inova.Gaia que abriga novas empresas especializadas em energias renováveis, tecnologias de informação e comunicação, agro-indústria, ciências do mar e construção.

O Inova.Gaia – Centro de Incubação de Base Tecnológica de Vila Nova de Gaia é uma associação de direito privado sem fins lucrativos e será dotada de autonomia administrativa, financeira e patrimonial. Representa um investimento de quatro milhões de euros, três milhões do 3.º quadro de apoio comunitário e um de capital próprio, “onde se encontra uma grande parte do investimento do município”, salientou Álvaro Santos, presidente do Inova.Gaia.

As empresas interessadas candidatam-se a um dos espaços e caso consigam pagam uma mensalidade de apenas 8 euros por cada m2 da sala. Tudo o resto é cedido pelo Centro de Incubação, nomeadamente equipamento, mobiliário, apoio jurídico e financeiro e, inclusive, as oportunidades de financiamento – nacionais ou comunitárias – para as empresas já instaladas ou mesmo para as que pretendam instalar-se.

IMG_0960 onNo entender do presidente da câmara, esta inauguração representa “uma pequena peça para ajudar o mercado e para criar emprego, sobretudo na dinamização de uma nova economia, mais adequada a um paradigma de desenvolvimento actual”.

Este é um dos parques que foi construído de raiz. Seguem-se mais dois: em Sandim e Perosinho. Os que já existem em Gaia vão ser recuperados, ao abrigo do programa municipal ‘Gaia Fénix Industria’. Uma das novidades é que em todos os equipamentos vão ser instaladas cantinas sociais.

O Inova.Gaia recebeu durante três dias o 1º Congresso Internacional de Gaia. Este evento foi organizado pelo ISLA, IspGaya, IESF e Instituto Piaget, todas instituições superiores da cidade de Gaia. “Queremos estabelecer uma ponte entre o mundo académico e o empresarial. Vamos ter apresentações de vários artigos científicos e casos práticos. Estou certo que vai dar um enorme contributo para sermos ainda mais competitivos”, explicou Álvaro Santos.

TEGOPI deixa Vilar do Paraíso

Uma das empresas que deverá rumar ao Parque Tecnológico de São Félix da Marinha é a TEGOPI – de indústria metalomecânica – que se encontra no miolo urbano de Gaia, concretamente na freguesia de Vilar do Paraíso.

Com esta deslocalização para o parque empresarial, a empresa poderá valorizar e rentabilizar o terreno de Vilar e, simultaneamente, o município vê concretizada a possibilidade de “reordenar do ponto de vista urbano de uma área central de Vila Nova de Gaia”, evidenciou Luís Filipe Menezes.

Cultura

Fim de Semana Cultural

ENTREGA DE PRÉMIOS EGG PARADE 2009

'a crise'

'a crise'

Os prémios das melhores decorações artísticas nos ovos gigantes da “Egg Parade 2009” são entregues às escolas vencedoras em cerimónia a realizar nesta sexta-feira, 25 de Setembro, pelas 17 horas, na Casa da Cultura/Casa Barbot. O 1º prémio (computador de mesa) foi atribuído ao ovo “Crise”, da Escola Secundária Inês de Castro, enquanto o 2º prémio (1 LCD) recaiu sobre o “Magic Egg”, do Colégio dos Carvalhos, e o 3º (máquina fotográfica digital) sobre o “World Crisis”, do Colégio Nossa Senhora da Bonança. O júri atribuiu ainda menções honrosas ao “DragãOVO”, do Colégio de Gaia, e ao “Abraço”, da Escola E.B. 2.3. Valadares, que receberão uma máquina fotográfica digital.

CASA BARBOT EXPÕE PINTURA DE LUDMILA

A pintora russa Ludmila está de regresso à Casa da Cultura/CasaBarbot, com uma nova exposição que é inaugurada pelas 18 horas desta sexta-feira, 25 de Setembro. Intitulada “Metamorphosis”, a exposição tem entrada livre e fica patente até 31 de Outubro, de 2ª a 6ª das 09h às 20h e aos Sábados das 15h às 19h.

TRADIÇÕES CELEBRAM DIA MUNDIAL DO TURISMO

Recepção de boas-vindas aos turistas no aeroporto e uma Mostra de Tradições, Artesanato e Produtos regionais marca, nos próximos Sábado e Domingo, a celebração do Dia Mundial do Turismo em Gaia.

O programa realiza-se entre as 11h e as 19h na Beira Rio, frente ao Posto de Turismo, e contempla nos dois dias um momento musical em monumentos do Centro Histórico de Gaia, seguido de visita guiada. Ainda pelas 16 horas de Sábado, na Olhares – Galeria de Imagem, realiza-se a cerimónia de entrega de prémios e inauguração da exposição dos melhores trabalhos do concurso de fotografia “Objectiva’mente Gaia 2009”, subordinado ao tema “Gaia no séc. XXI”.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Sociedade

Menezes entrega mais casas a famílias carenciadas

DSC09003Mais 39 casas entregues pela empresa municipal Gaiasocial a famílias gaienses. Desta feita, grande parte das habitações encontra-se no empreendimento social Alberto Andrade, em São Félix da Marinha. Segundo o presidente da câmara municipal, já foi construída habitação social “em 21 das 24 freguesias do concelho. Isso significa cerca de 4 mil famílias que, de uma forma ou de outra, tiveram acesso a habitação condigna” No total entre “15 e 20 mil gaienses vivem agora com uma dignidade completamente diferente da que tinham há anos atrás”, salientou Filipe Menezes.

Apesar deste quadro, o autarca reconhece que não chega: “fruto da situação actual do país, uma situação que provocou desemprego e dificuldades nomeadamente para os mais idosos, precisaríamos de mais 3 ou 4 mil casas”. Mas, para colocar esta medida em prática, o município necessita da ajuda do Estado, como aconteceu anteriormente.

DSC08942Tendo em conta a proximidade das eleições, a atribuição de casas pode ser vista como uma manobra de campanha política. Menezes descarta essa visão e defende que “não devemos ter o sadismo de estar a atrasar a entrega das chaves a pessoas que já estão á espera de casa há muitos anos, somente porque há eleições. As eleições hão-de vir e vão embora e ainda vamos estar aqui todos com saúde e paz”.

Em poucas semanas, o município vai inaugurar o empreendimento Miradouro, bem no coração do centro histórico da cidade. Paralelamente, a autarquia pretende adquirir e reabilitar edifícios que se encontram degradados e muitas vezes abandonados. Depois da recuperação servirão de habitação social para as famílias gaienses que ainda vivem em sem grandes condições.

Autárquicas 2009

Políticos visitam feira dos Carvalhos

feira carvalhosCandidatos de diferentes partidos políticos visitaram a conhecida feira dos Carvalhos. PS, BE, CDU e PSD deslocaram-se à freguesia de Pedroso e contactaram com os feirantes, inteirando-se das maiores necessidades e dando, mais uma vez, a conhecer as respectivas políticas de intervenção.

Em período eleitoral, todos os partidos aproveitaram o aglomerado populacional próprio da feira para fazer campanha política.

Marco António Costa, presidente da concelhia social-democrata e vice-presidente da câmara, mostrou-se optimista relativamente aos votos e mandatos afirmando ter por objectivo “vencer mais juntas, ter mais mandatos na assembleia municipal e nas assembleias de freguesia”.

A cabeça-de-lista da CDU, Ilda Figueiredo declarou ter escolhido a feira para local de campanha pois “é o local onde se juntam milhares de pessoas”. Ainda assim, a comunista salientou que “também na feira se está a reflectir o baixo poder de compra da população. Os feirantes estão a vender menos e a feira está com menos gente”. A candidata da CDU afirmou ter perspectivas de vitória, relativamente às eleições autárquicas, ressalvando que é necessário adoptar “uma política municipal mais empenhada na resolução dos problemas das populações”.

Outra das preocupações de Ilda Figueiredo é o crescente desemprego e “a falta de uma perspectiva municipal de apoio ao emprego com direitos”. A autarca acusou a câmara de prometer e depois “esquecer as pessoas”.

Joaquim Couto, candidato do PS à câmara, diz que esta “é altura de mudança” e que “as pessoas já se aperceberam disso”. “A câmara já está cá há 12 anos, já está no final do ciclo” afirmou o socialista, salientando que “os políticos só devem prometer o que podem cumprir”. O candidato deu preferência à feira devido ao “grande ajuntamento de pessoas” e à necessidade de contactar com a população. Joaquim Couto aproveitou para acusar um dos principais problemas que a feira acarreta expondo a “desorganização da própria feira que entope a saída dos bombeiros, o que obriga a que os bombeiros nos dias de feira tenham de pôr os carros lá em cima na estrada porque se acontecer alguma emergência não conseguem passar por aqui”.

O Bloco de Esquerda também passou por lá. João Semedo reafirmou os principais objectivos: “primeiro tirar a maioria absoluta a Luís Filipe Menezes e eleger pela primeira vez vereadores para a Câmara Municipal”. O bloquista critica a política do actual presidente de câmara e afirmou que Luís Filipe Menezes “usando e abusando da sua maioria absoluta, tenha imprimido um rumo à Câmara do qual nós discordamos”. O candidato do BE tem como principal propósito derrotar Menezes, conferindo à câmara “a responsabilidade de governar a cidade e o concelho olhando para aqueles que vivem e trabalham todos os dias em Gaia” PC

Ambiente

Mais de 20 mil veraneantes salvam as praias do lixo

salve a sua praia“Salve a Sua praia, Não Deixe Lixo à Deriva” foi o mote que acompanhou os veraneantes, durante os meses de Agosto e Setembro, nas praias dos municípios de Vila Nova de Gaia, Ílhavo e Alcobaça. Cerca de 13 mil e 700 veraneantes abrangidos e 10 mil materiais distribuídos são os resultados desta campanha de sensibilização comportamental da SUMA, que alertou, em 20 dias de acção, para as questões de Segurança e Salubridade nas praias, espaço público por excelência.

Sensibilizar os veraneantes para a importância da prática da Cidadania Activa, para a adopção de uma postura de responsabilização individual, e para rotinas de fiscalização do comportamento dos utilizadores face aos outros, nos espaços de veraneio, são os pilares fundamentais que caracterizam a campanha.

salve a sua praia 1Para além de recordar conceitos ligados ao Ambiente, Cidadania e Deposição Selectiva, a campanha centra-se numa comunicação imperativa e pró-activa, baseando-se num modelo de participação implicativo.

Transversal a todos os municípios envolvidos nesta campanha foi a grande receptividade registada por parte dos veraneantes face ao tema abordado. De modo geral, os sujeitos abordados identificaram-se como cumpridores dos deveres, depositando correctamente os resíduos produzidos na praia e respeitando a sinalização existente.

Os 10 mil materiais de sensibilização distribuídos – bolsas térmicas, saco almofada, braçadeiras e fitas identificador, bem como T-shirts, para adultos e crianças –, foram recebidos com grande entusiasmo por parte dos veraneantes, que deram utilização aos mesmos após o momento do contacto.

Em Vila Nova de Gaia foram contactados mais de 18 mil veraneantes e distribuídos mais de sete mil materiais de sensibilização.

As acções decorreram nas praias de Lavadores, Salgueiros, Canide Norte, Canide Sul, Madalena, Madalena Sul, Valadares Norte, Valadares Sul, Dunas Mar, Francelos, Francemar, Sãozinha. Sr. da Pedra, Miramar, Mar e Sol, Aguda e Granja.

por noticiasdegaia Publicado em Ambiente

Cultura

“Pares e Ímpares” estreia na 5ª feira

IMG_8405Uma das mais representadas comédias espanholas da actualidade vai estrear em Portugal numa produção do Teatro Experimental do Porto.

Nesta quinta-feira, dia 24 de Setembro, pelas 21h45, o TEP estreia, no Auditório Municipal de Gaia, “Pares e Ímpares” de José Luís Alonso de Santos, com encenação de Susana Sá.

Esta comédia, como destaca o crítico espanhol Eduardo Galán, é “a IMG_8497apresentação irónica e exagerada do comportamento ridículo do indivíduo na sua vida privada, motivada por um facto hoje em dia banal como é o da separação do casamento. Através da análise do comportamento individual como reflexo de uma nova atitude social perante o amor, o sexo e a vida matrimonial, o autor salienta a incapacidade emocional que ainda domina uma grande parte da sociedade, para superar factos que ideológica ou racionalmente deveriam considerar-se como já tendo sido superados”. E, estas constatações não serão idênticas a tantas outras com que somos confrontados no nosso quotidiano de intervenção na vida da sociedade?

“Pares e Ímpares”, de José Luis Alonso de Santos, em tradução de Norberto Barroca, tem encenação e figurinos de Susana Sá, cenografia de Luís Baião e desenho de luz e sonoplastia de Eduardo Brandão. São intérpretes Isabel Nunes, José Dias e Rui Spranger, e permanecerá em cena até 18 de Outubro, de quarta-feira a sábado, às 21h45, e, ao domingo, às 16h.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Sociedade

Alunos de Artes vão colorir o centro histórico

IMG_0902Dentro de um ano, o centro histórico vai receber mais um estabelecimento de ensino: o Instituto das Artes e da Imagem (IAI).

Desta feita, a autarquia cedeu o edifício onde vai ser edificada a escola, por um período de 25 anos. Curiosamente, é o mesmo espaço onde esteve a fábrica de calçado Jipe e que recentemente servia de parque de estacionamento, gerido pela empresa municipal Gaianima.

O projecto vai ser financiado pelo QREN pela própria escola e cujo orçamento ascende um milhão de euros. Projectada pelo arquitecto João Resende, a obra servirá para instalar definitivamente o IAI.

IMG_0913Menezes aproveitou a cerimónia para recordar que esta aposta de levar escolas de relevo para a zona está integrada no projecto de reabilitação do centro histórico. Actualmente, já circulam cerca de três mil alunos pelas ruas de Santa Marinha, oriundos do Ginasiano e da Escola Superior e Técnica de Saúde.

Com as novas instalações, os alunos poderão ter uma formação académica mais consolidada e por isso Menezes acredita que muitos deles “façam a diferença de tudo” no futuro.

O IAI foi criado em 1994 e está actualmente instalado no antigo colégio Almeida Garret, no Porto. Este estabelecimento de ensino é o único de ensino artístico especializado no domínio das Artes Visuais, pertencente à rede de escolas secundárias do ensino público-privado. Existem apenas mais dois semelhantes em todo o país.

A escola tem por objectivo não apenas o ensino pela arte, mas acima de tudo promover um “modelo educativo integrado nos princípios do saber-pensar, saber-fazer e saber-ser que, tentando responder às necessidades resultantes da realidade social, contribui para o desenvolvimento pleno e harmonioso da personalidade dos indivíduos, incentivando a formação de cidadãos livres, responsáveis, autónomos, solidários e valorizando a dimensão humana”.

No ano lectivo de 1995/96 iniciam os cursos de Conservação e Restauro, Design de Equipamentos e Produtos e, mais tarde, os cursos de Desenhador de Arquitectura e Imagem Interactiva.

Em 2004/2005 foram aprovados novos planos nos cursos artísticos especializados de Conservação e Restauro do Património, Desenho de Arquitectura e Imagem Interactiva, que possibilitam também, no final do 12º ano, a candidatura ao Ensino Superior e também um diploma de qualificação profissional de nível III.

Sociedade

“O Cidadão enquanto Consumidor”

movimento civico canelasO Movimento Cívico da Vila de Canelas (MCVC) vai promover, no próximo dia 3 de Outubro, pelas 21:30horas, no Salão Paroquial da Vila de Canelas, um colóquio intitulado “O Cidadão enquanto Consumidor”.

O evento contará com a presença do Professor Dr. Mário Frota – Presidente da Associação Portuguesa de Direito de Consumo.

Um dos propósitos de cidadania do MCVC é o de informar e formar os consumidores.

Esta é também uma forma do movimento se associar ao primeiro aniversário da Vila de Canelas.

Cultura

Fernando Rocha encerra Festival de Humor em Gaia

fernando rochaEspectáculo no Pavilhão do Hóquei dos Carvalho fecha fim-de-semana com cinco espectáculos

O Festival de Humor de Gaia termina no próximo fim-de-semana, com a passagem dos artistas pelas últimas cinco freguesias do município. Na quinta-feira (dia (24 de Setembro), Miguel 7 Estacas estará no recinto da Urbanização da Asprela, em Sermonde, enquanto Rui Xará apresentará o seu espectáculo em Oliveira do Douro, no empreendimento D. Manuel Martins (21h30). Na sexta-feira (dia 25), João Seabra subirá ao palco no Teatro Amador de Sandim, enquanto Hugo Sousa actua no Centro Social do Olival. Por fim, no sábado, Fernando Rocha encerrará o I Festival de Humor de VN Gaia, no Pavilhão do Hóquei dos Carvalhos, em Pedroso.

O I Festival de Humor de Gaia percorreu as 24 freguesias de Vila Nova de Gaia, ocupando as noites de quintas, sextas e sábados de Agosto e Setembro. Um sucesso organizativo, que foi apreciado por mais de 20 mil pessoas no último mês e meio.

PROGRAMA

24 Setembro | 21h30 | Olival | centro social – Hugo Sousa (apresentado por Miguel 7 Estacas)

24 Setembro | 21h30 | Oliveira do Douro | Empreendimento. D. Manuel Martins – Rui Xará (apresentado por Pedro Neves)

25 Setembro | 21h30 | Sermonde | Urbanização da Asprela – Miguel 7 Estacas (apresentado por Rui Xará)

25 Setembro | 21h30 | Sandim | Teatro Amador de Sandim – João Seabra (apresentado por Rui Xará)

26 Setembro | 21h30 | Pedroso | Pavilhão Hóquei dos Carvalhos – Fernando Rocha (apresentado por Rui Xará)

Ambiente

Parque Biológico quer diminuir emissões de carbono

Logo-ParqueBiologicoJPGO Parque Biológico celebrou uma parceria com o El Corte Inglés cujo objectivo principal é a redução da emissão de carbono para o ambiente.

Nuno Oliveira, director do parque, afirmou que a campanha ‘Sequestros do Carbono’ tem dois propósitos: “por um lado contribuir para retirar carbono da atmosfera, por outro contribuir para alargar a área do parque florestando uma área contígua com 22 ou 23 hectares”.

Ressalvando a importância das florestas Nuno Oliveira explicou que “muito do desequilíbrio que existe no planeta deve-se ao excesso de carbono e tem a ver com a redução da área florestal do planeta”.

Salientando a poluição feita pelos meios de transporte, o director apontou os automóveis como “uma das maiores fontes de libertação de carbono” e advertiu para a necessidade de implementar “medidas compatíveis com o não-aquecimento do planeta”.

Não alimentando falsas ilusões Nuno Oliveira sublinha que “o Parque Biológico não vai obviamente salvar o mundo com 22 hectares de floresta, mas dá um pequeno contributo”.

900506 - EL-CORTE-INGLES-GAIA_02O El Corte Inglés abraçará esta campanha, sob o tema ‘Compras Sustentáveis’. Uma parte da venda de produtos em ‘Gaia Stock Off’, com descontos a atingirem os 70%, terá como destino a compra de terrenos para o Parque Biológico.

Pedro Gil Vasconcelos, representante do espaço comercial, corrobora que “também temos noção que não vamos salvar o mundo mas pretendemos acima de tudo alertar consciências”. Mais: “as pessoas ao fazerem aquela compra sabem que estão a contribuir para um ambiente melhor no futuro, daí a lógica das ‘Compras sustentáveis’” afirma.

Com o propósito de sensibilizar as pessoas, Pedro Vasconcelos defende que não há uma solução definitiva para os problemas causados pela emissão de carbono, mas “há micro acções que são realizadas e que no seu todo têm um resultado final positivo”.

Juntos, Parque Biológico e El Corte Inglés pretendem “sensibilizar para a necessidade de mudar hábitos”. PC

por noticiasdegaia Publicado em Ambiente