“Vou vencer democraticamente o PS Gaia”

O PS Gaia está em campanha interna. O atual líder, Eduardo Vítor Rodrigues, provavelmente irá suceder a si próprio. Pelo terceiro mandato consecutivo. Mas, a 2 de junho, os militantes gaienses deverão estar a escolher, em simultâneo, o nome que encabeçará a lista nas próximas Autárquicas. Eduardo Vítor é o candidato natural e consensual. Está na liderança da vereação socialista, travou a campanha como braço direito (ou esquerdo politicamente falando) de Joaquim Couto, em 2009, e há muito tempo tem sido o rosto, o mentor e o executante de muitas ações do PS. É, portanto, ao nível municipal, o nome que mais satisfaz a esquerda rosa. Nesta entrevista, o académico diz que nunca foi ‘profissional da política’. Pelo contrário. Nem espera nada do que do cargo possa advir. Também aqui, o agora ‘tri’ candidato ao PS, assegura que os vereadores da oposição têm desempenhado bem o papel que lhes foi confiado. Sem radicalismos e com consciência. Faz duras críticas aos seus opositores que não tiveram coragem de apresentar lista contra ele. E faz críticas mais ferozes a “alguns” autarcas. Um “vice-presidente”, em exercício, que  recentemente “ganhou novas funções” e que vai potenciando ou minimizando o desenvolvimento das freguesias conforme “os humores”. ‘Dedicado a Gaia’, confunde-se entre o que é partidário e o que é municipal. Podem ser duas eleições diferentes, mas o candidato… avizinha-se o mesmo! Os militantes que decidam…… leia aqui toda a entrevista de Eduardo Vítor Rodrigues

Anúncios