25.Novembro.2010

Já leu a edição de hoje?

Esta quinzena traz uma entrevista

ao novo presidente da Junta de

Freguesia da Madalena, Francisco Leite

O seu jornal de referência….

Anúncios

Posto da PSP Afurada inaugurado

A Afurada já tem um Posto da PSP condigno. E a inaugurar as novas instalações esteve o ministro da Administração Interna. Rui Pereira confirmou o apoio que o MAI vai continuar a dar, mesmo numa altura de crise como a que o país atravessa: “É indispensável não haver cessação do nosso esforço na aposta em dispositivos humanos e materiais das forças de segurança”, garantiu o governante.

A falta de condições que a PSP apresentava na freguesia levou à deslocalização para um novo equipamento. Agora, a polícia está no reabilitado edifício do antigo Posto de Pescado. Este é um imóvel cedido pela câmara de Gaia e representa um investimento de 285 mil euros. Situado no coração da vila piscatória, muito próximo da junta local. “Estas instalações são dos cidadãos. Quem está de parabéns é a população da Afurada”, enalteceu Rui Pereira. Para já, o número de efectivos mantém-se e a área de intervenção limita-se à freguesia da Afurada.

Menezes aproveitou para evidenciar o bom relacionamento entre a autarquia gaiense e o ministério tutelado por Rui Pereira. Alguns projectos foram concretizados, graças à cooperação entre as duas entidades, mas “outros ainda estão em fase de implementação”. Por exemplo, encontram-se em fase de arranque as novas esquadras nas freguesias de Canidelo e Valadares.

‘Consolidar o saber com um sorriso a valer’

Primeiro foi o ‘Divertir com o Saber’. Um projecto implementado em 2006 pela GaiaSocial. O objectivo é promover a igualdade de oportunidades a crianças e jovens no acesso ao saber, com uma especial incidência sobre a Matemática. Incentiva-se o estudo, desmistifica-se o ‘bicho’ dos números, apoiam-se crianças desfavorecidas economicamente, aproveitam-se as ‘horas mortas’, retiram-se crianças da rua, sinalizam-se situações de comportamentos desviantes…

Quatro anos depois, a GaiaSocial saltou mais uma barreira. Desta vez, em parceria com a Consolidar e Validar – Centro de Estudos em Ciências da Saúde e a câmara de Gaia.

Objectivo: promover a higiene oral, rastrear e tratar todas as crianças do ‘Divertir com o Saber’. Mais uma vez, as crianças que no quotidiano não são sensibilizadas para pequenos gestos como a higiene dentária. Pequenos gestos que podem condicionar o futuro profissional e pessoal destes meninos. Crianças que, aparentemente, já têm muitas barreiras extras durante a infância, em comparação com outros meninos da mesma idade.

Já estão sinalizadas 122 crianças que necessitam de cuidados urgentes, mas todas as 387 envolvidas no ‘Divertir com o Saber’ vão receber cuidados orais. Um pequeno passo que poderá estender-se a todos os meninos e meninas que vivem nos empreendimentos sociais de Gaia. Um incentivo à qualidade de vida destes gaienses.

Esta empresa pretende oferecer um serviço a uma parte da população que pertence a uma franja socialmente fragilizada e que não encontra no Sistema Nacional de Saúde (SNS) a resposta para os problemas de saúde oral.

Coube a Marco António Costa falar em nome do município. Falar de um projecto que promove a “igualdade de direitos das crianças”. Para o vice-presidente, estas crianças possivelmente “viveriam à margem do SNS, porventura viveriam até à maioridade sem algum dia sequer terem visto um dentista”.

O autarca ressalva ainda que são “pequenos gestos como este que podem fazer a diferença na vida das pessoas”.

Suldouro sensibiliza para a redução de resíduos

Esta é a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos. Até ao próximo dia 28 de Novembro, a Suldouro vai promover um conjunto de iniciativas que visam sensibilizar o cidadão para a necessidade de reduzir a produção de resíduos no dia-a-dia.

O ‘Fraldinhas’ é uma dessas acções, desenvolvida em parceria com a Quercus. O objectivo é dar a conhecer e promover o uso de fraldas reutilizáveis, enquanto produto ecológico que pode dar um contributo importante na prevenção da produção de resíduos através da redução da utilização das fraldas descartáveis. Actualmente, a Suldouro recebe cerca de 180 mil toneladas por ano, sendo que 4% são fraldas descartáveis, lixo que não pode ser reutilizado.

Para promover o ‘Fraldinhas’, vão ser entregues kit’s com fraldas reutilizáveis a todos os bebés que nascerem no hospital de Gaia, entre o dia 20 e 28 de Novembro. A mesma acção decorre no hospital S. Sebastião.

As fraldas reutilizáveis representam um maior investimento inicial, mas que se torna muito barato tendo em conta o número de utilizações. O ‘tempo de vida’ das fraldas, desde que bem utilizadas, pode ser muito grande. Estima-se que duas a três crianças consigam utilizar a fralda. Todas as informações em www.ecologicalkids.pt

‘Compostagem Doméstica’

Paralelamente, continua a decorrer o projecto da ‘Compostagem Doméstica’, desde o final de Maio deste ano, que envolve os municípios de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira. Esta iniciativa pretende incentivar a reciclagem dos resíduos orgânicos, nomeadamente restos de comida e resíduos de hortas e jardins. Esta ‘reciclagem’ transforma-se num composto rico em nutrientes que pode ser utilizado como fertilizante natural em hortas e canteiros. A compostagem doméstica transforma o lixo em novo produto e reduz o volume de resíduos que seriam enviados para o aterro.

No que diz respeito ao município gaiense, desde o lançamento do projecto já foram entregues 120 compostores, estando previsto chegar aos 500 até ao primeiro trimestre de 2011. Depois das acções de formação, os particulares interessados tiveram direito ao equipamento. “Só começámos a distribuir os compostores em Outubro”, divulgou a responsável deste projecto da câmara de Gaia. Fátima Silva revelou ainda que muitos gaienses se revelaram interessados na ‘Compostagem Doméstica’, sendo mesmo a autarquia ‘obrigada’ a alargar a todo o município este projecto.

Também a edilidade coloca em prática esta acção. No Solar Condes de Resende, em Canelas, a autarquia põe em prática a compostagem. Em paralelo com as hortas pedagógicas (iniciativa que envolve as escolas do concelho), está um compostor que recebe os resíduos de uma das cantinas da câmara.

‘Mais uma Viagem Virtual ao Mundo dos Resíduos’

A Suldouro acaba de arrancar, novamente, com a campanha de sensibilização Resíduos em Movimento – uma viagem virtual”, que vai estar patente nas instalações da empresa, em Sermonde.

Esta campanha, consiste numa exposição itinerante, baseada em tecnologia e software inovadores, que através de actividades lúdicas e didácticas apresenta aos visitantes os diferentes processos de valorização e tratamento de resíduos da sua área de residência e alerta para a importância da reciclagem, promovendo a utilização racional dos recursos naturais.

Como complemento a esta mostra, os visitantes podem fazer uma”visita real”, ao mundo dos resíduos, através de visitas guiadas às instalações da empresa.

A exposição pode ser vista, gratuitamente, até ao dia 7 de Dezembro. Horário de Funcionamento: 2º Feira a 6ª feira -8.00 h – 13.00 h – 14.00 – 18.00 h; Fins-de-semana e feriado – 10.00 – 17.00 h.

“Ser Jovem AcTiVo”

Feira do Livro - 2009

Na semana de 27 de Novembro a 5 de Dezembro, a Associação Ser Jovem pretende levar a cabo mais uma edição do ‘Ser Jovem AcTiVo’.

Este projecto consiste em dinamizar a população, nomeadamente os mais jovens, através da realização de uma Feira do Livro, alguns concertos, um ciclo de conferências, torneios, workshops… e até mesmo, evidenciando a parte mais solidária, ajudando a instituição ACREDITAR-NORTE.

Este projecto terá lugar na Zona Industrial de St.ª Apolónia, Rua de Santa Apolónia, 226/274 Armazém D, perto do NES, na Vila de Serzedo.

A abertura do ‘Ser Jovem AcTiVo’ acontece pelas 21h00 do dia 27 de Novembro. Nesse mesmo dia, após a inauguração do espaço, os visitantes poderão assistir às Conferências e Espectáculo Solidário que se lhe seguem.

Perante o programa, a população terá muito por onde escolher. Nos restantes dias, para além das actividades, poderão desfrutar do prazer do ler e adquirir fantásticos livros a preços, também estes, “fantásticos” (e vantajosos).

Tertúlias mensais de Poesia e Filosofia na Casa Barbot

A poesia e a filosofia passarão a viver com mais frequência na Casa Barbot/Casa da Cultura de Gaia. O ‘Café Filosófico’, em cooperação com o Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, ‘Indivisíveis Emoções’ (declamação poética) e ‘Tertúlia de Troca de Palavras’ (literatura no seu todo) são as três iniciativas que este mês terão a primeira sessão.

Funcionando já como um centro muito vivo de actividades relacionadas com as artes (exposições de pintura e escultura) e a animação constante, o equipamento onde funciona o pelouro da Cultura investe agora na Palavra e no Conhecimento com estas três iniciativas, reafirmando-se como pólo dinamizador de actividades culturais na cidade de Gaia.

‘Café Filosófico’ | 18 de Novembro – Dia Internacional da Filosofia | 21h | Casa da Cultura /Casa Barbot

O Instituto de Filosofia da Universidade do Porto e Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia organizam o ‘Café Filosófico’ na Casa da Cultura/Casa Barbot, que terá como moderador Tomás Magalhães carneiro, o mentor do projecto. O ‘Café Filosófico’ é um encontro de filosofia num lugar público, onde todos podem participar numa reflexão em grupo, independentemente da bagagem filosófica.

Todas as terceiras quintas-feiras de cada mês, a Casa Barbot e o Instituto de Filosofia proporcionarão uma pequena pausa para pensar, conviver e discutir educadamente temas do universo da filosofia, recriando dessa forma os encontros filosóficos entre Sócrates, Platão e os cidadãos atenienses nos alvores da civilização e do pensamento ocidentais. Este primeiro encontro ocorre, propositadamente, no Dia Internacional da Filosofia.

‘Indivisíveis emoções’ | 19 de Novembro | 21h | Casa da Cultura/Casa Barbot

A Casa da Cultura estreará, durante este mês de Novembro, duas sessões periódicas de poesia e prosa literária: ‘Indivisíveis Emoções’ e ‘Tertúlia de Troca de Palavras’.

A 12 de Novembro, pelas 21 horas, Renata Pereira Correia e Marisa Sousa Silva dirigem as ‘Indivisíveis Emoções’. Uma noite de declamação poética dirigida ao público em geral, com espaço para a música e outras actividades que se enquadrem no espírito poético do momento. A prioridade irá para os autores desconhecidos do grande público.

‘Tertúlia de Troca de Palavras’ | 26 de Novembro | 21h | Casa da Cultura/Casa Barbot

‘Tertúlia de Troca de Palavras’ terá início a 26 de Novembro e todos os meses trará à Casa Barbot um conjunto de declamadores convidados e moderados pela escritora Manuela Bulcão. O tema de Novembro será o Natal.

Tradições da Cerâmica em Vila Nova de Gaia

No dia 13 de Novembro, a biblioteca municipal recebeu a palestra ‘Tradições da cerâmica de Vila Nova de Gaia’. Organizado pela a Associação Verde Gaia, o colóquio integrou-se numa série de ‘Conversas sobre Gaia’ e contou com a presença especial de Francisco Barbosa da Costa.

O presidente da direcção da Verde Gaia abriu a sessão. Manuel Pontes convidou o orador a tentar clarificar a importância que teve a actividade cerâmica em Gaia e quais os desafios que se deparam no futuro próximo.

Mas coube à eurodeputada, Ilda Figueiredo, ‘apresentar’ Barbosa da Costa. Evidenciou a sua obra (34 publicações já editadas), a actividade como deputado e autarca, bem como acções que realizaram em conjunto, no decorrer da função de ambos, enquanto vereadores da câmara de Gaia. Ilda Figueiredo referiu-se, concretamente, à colaboração com ceramistas e a propostas para a criação de um núcleo museológico/artístico nas instalações actualmente ocupadas pela GaiaSocial (Quinta da Forqueta) ou nas instalações da antiga Fábrica Cerâmica das Devesas.

A gaiense referiu-se também ao projecto de lei que apresentou para a criação do Museu da Cerâmica em Vila Nova de Gaia, incluindo a recuperação das instalações de parte da Fábrica das Devesas. O objectivo era instalar nesse local um conjunto de ateliers/oficinas, que divulgassem o rico património da tradição da cerâmica no município e o desenvolvimento de actividades artísticas, incluindo de jovens ceramistas. Infelizmente, as propostas não foram avante. Os convidados manifestaram apreensão pela apatia manifestada pela actual gestão autárquica relativamente a esta área da defesa do património.

Os dois ex-vereadores frisaram ainda preocupação relativamente às instalações actuais da Fábrica da Cerâmica das Devesas, uma vez que se ignora o destino que lhe está reservado. Para agravar esta questão, já desapareceram os painéis de azulejos que revestiam parte das paredes e que eram património classificado, não se sabendo o encaminhamento que lhes foi dado. Realçaram também ser urgente manifestar apoio às actividades artísticas de cerâmica ainda activas, para poderem progredir e projectar a tradição cerâmica gaiense.

O orador principal aproveitou para fazer uma importante recapitulação das actividades cerâmicas em Vila Nova de Gaia, desde tempos remotos, realçando o historial das 19 fábricas de cerâmica que, nos últimos séculos, laboraram no vale do Douro, junto à foz, sendo que 17 delas se situavam no município e duas na cidade do Porto.

No final da sua exposição, que está escrita e será brevemente divulgada, foi aberto um debate ao público presente.

Nas várias intervenções foram elogiadas e realçadas as iniciativas deste género, pois a maior parte dos intervenientes não tinha a noção da riqueza das tradições cerâmicas do nosso concelho.

Foi proposto pelo presidente da direcção da Verde Gaia a elaboração de um documento realçando a importância do tema, o qual será enviado às autoridades competentes, designadamente órgãos municipais e governo.

A proposta foi aceite, tendo-se prontificado a deputada no Parlamento Europeu, Ilda Figueiredo, a chamar a atenção da Comissão Europeia para a importância da salvaguarda das actividades tradicionais, de que a cerâmica artística é um dos exemplos e de que Gaia mantém um rico património que importa salvaguardar e valorizar

Os ceramistas presentes – Cerâmica do Douro e Susana Guedes – sugeriram que se tentasse realizar, a curto prazo, um encontro entre todos os ceramistas activos do concelho para exporem os trabalhos e aproveitar para discutir o futuro desta arte, quais as necessidades actuais e propostas para um desenvolvimento sustentado.

Encerrou-se a sessão com uma visita à exposição que estará até ao final do mês na Biblioteca e ao atelier da ceramista Susana Guedes que também estará disponível ao público durante o mesmo período.

‘Conversas sobre Gaia’

Com a iniciativa ‘Conversas sobre Gaia’, a Associação Verde Gaia leva a cabo um ciclo de conferências que, através da participação de convidados de diferentes áreas e de alguma forma ligados a Gaia, se vão abordar várias realidades do concelho.

Este ciclo de conferências resultará certamente num património de enriquecimento individual e colectivo, que saberão utilizar como contributo para o estudo, divulgação e defesa do património cultural e ambiental de Vila Nova de Gaia.

Sarau Artístico de Solidariedade

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Gaia está a organizar o “Sarau Artístico de Solidariedade a favor das crianças do centro de acolhimento N.ª Sr.ª da Misericórdia”, protagonizado pelo Grupo Coral da Justiça. O espectáculo vai ter lugar no próximo dia 20 de Novembro, pelas 21 horas, no Cine-Teatro Eduardo Brazão, em Valadares.

As receitas de bilheteira deste sarau artístico de solidariedade, gentilmente oferecido pelo coral da justiça, reverterão a favor das crianças do centro de acolhimento temporário N.ª Sr.ª da Misericórdia.

O centro nasceu a 8 de Abril de 1999 e tem como finalidade acolher e encaminhar as situações de crianças em risco social, mediante decisão judicial ou das comissões de protecção de crianças e jovens. Estas crianças provêm de famílias de risco com os mais variados problemas, desde toxicodependência, alcoolismo ao abandono.

Tem uma lotação máxima de 15 crianças entre os 0 e os 6 anos de idade que podem permanecer na instituição, dependendo da gravidade dos casos, por um período até seis meses ou superior, havendo mesmo casos em que ficam por mais do que um ano.

Esta valência possui três técnicos: a directora técnica, que congrega também a função de assistente social, uma educadora de infância e uma psicóloga. Muitas destas crianças têm sérios problemas de saúde, cuja medicação é bastante cara.

Apesar da ajuda da Segurança Social, através de uma comparticipação mensal, por força do Acordo Atípico em vigor, e do município de Vila Nova de Gaia, que cedeu o edifício em regime de contrato de comodato e que assume os custos com a energia eléctrica, água e gás, a Misericórdia de Gaia tem um custo mensal de 615 euros mensais. Actualmente, os 15 lugares no centro de acolhimento encontram-se totalmente ocupados.

Castanhas juntam vizinhos gaienses

A GaiaSocial assinalou o Dia de S. Martinho com a realização de magustos que juntou centenas de gaienses de vários empreendimentos sociais. À mesa, embora distantes, estiveram moradores dos empreendimentos D. Manuel Clemente (Santa Marinha), Rosa Mota (Canelas), Dr. Adelino da Costa (Olival), Tabosa (Pedroso), bem como de Canidelo, Valadares e Vilar do Paraíso.

“Este convívio é mais uma das actividades que a GaiaSocial desenvolve, ao longo do ano, com o objectivo de promover a coesão social, através da realização de vários momentos de lazer e diversão em que são assinaladas diversas comemorações”, afirmou administrador da GaiaSocial, durante o magusto de S. Martinho, no empreendimento D. Manuel Clemente.

Silvano Teixeira sublinhou ainda que a intervenção da empresa que gere o parque habitacional do concelho ultrapassa a problemática dos realojamentos e da mera aquisição de habitação: “Não podemos descurar as carências sociais das famílias que realojamos. Procuramos atenuar e minimizar as dificuldades de todas as pessoas, através da implementação de diversos projectos e iniciativas que vão ao encontro das suas necessidades”.

A realização do magusto de S. Martinho no empreendimento D. Manuel Clemente, inaugurado no início do ano por Luís Filipe Menezes, no âmbito da reabilitação urbana e do regresso/fixação de populações ao Centro Histórico, foi uma “feliz parceria”, segundo o presidente da autarquia santamarinhense. De ressalvar que no S. Martinho estiveram envolvidas várias instituições, nomeadamente, GaiaSocial, junta de Santa Marinha e a Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Gaia.

“A nossa freguesia tem numerosos problemas sociais, mas as relações excelentes com a GaiaSocial permitem-nos dar resposta a muitas carências verificadas”, afirmou Joaquim Leite, evidenciando a importância de festejar o Dia de S. Martinho com a população residente no novo empreendimento social, maioritariamente idosa. “É muito importante ter aqui os idosos, mais uma vez satisfeitos, para passarem um dia feliz. Não podíamos deixar passar despercebido o magusto de S. Martinho”, acrescentou o autarca.

No empreendimento D. Manuel Clemente e no Seminário da Boa Nova, Dário Santos proporcionou um bailarico animado que levou ao rubro os convidados, tendo-se registado uma profunda convergência entre o gosto do artista e as preferências dos dançarinos.

Os festejos de S. Martinho reuniram centenas de munícipes dos referidos empreendimentos, que partilharam deliciosas castanhas assadas, quentinhas e boas, e o tradicional caldo verde. A animação completou a ementa de mais uma tarde de diversão e convívio.

Nos últimos cinco anos, a GaiaSocial tem-se associado a estas festividades de carácter popular e tradicional, criando as melhores condições para a realização destes convívios que potenciam as relações pessoais e estreitam os laços de amizade.

Porteiro de Grijó volta à escola

Funcionário acusado de vender haxixe a alunos não respeitou decisão do tribunal

O porteiro da escola EB 2/3 de Grijó que havia sido detido há uns dias por suspeita de tráfego de droga voltou, esta segunda-feira, ao referido estabelecimento de ensino. Vários pais de alunos estavam no local e ficaram indignados com a situação, uma vez que o visado estava impedido pelo tribunal de entrar ou circular nas imediações da escola, ficando sujeito a termo de identidade e residência.

Segundo relatos dos presentes, o indivíduo, de 40 anos, ter-se-á aproximado da escola, onde esteve à conversa com alguns alunos e com os quais aproveitou para tomar café. Perante este facto, uma unidade da PSP Escola Segura deteve novamente o homem.

Tido como pessoa algo problemática, o indivíduo, sem antecedentes criminais, é acusado de vender haxixe a alunos da EB 2/3 de Grijó. Isto porque, depois de interrogar três alunos que estavam a fumar estupefacientes, o Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Vila Nova de Gaia interpelou o homem e apreendeu cinco gramas de haxixe. De resto, o funcionário negou vender droga aos alunos, alegando que o haxixe que tinha em posse era destinado apenas para consumo próprio.

Aliás, segundo fonte da escola – os responsáveis do Conselho Executivo não quiseram prestar quaisquer declarações -, ao indivíduo já tinha sido movido um processo disciplinar. Tudo aconteceu há cerca de três anos, quando, ainda como guarda-nocturno, foi acusado de tentativa de agressão a um elemento do Conselho Executivo deste estabelecimento de ensino.

Novos habitantes no Zoo Santo Inácio

Em meados de Novembro chegaram novos habitantes ao Zoo Santo Inácio que, depois do período de quarentena, poderão ser visitados no habitat ‘normal’, em Avintes

O Zoo Santo Inácio recebeu um tapir, três Lemures-de-cauda-anelada, um Mabeco, uma Capivara e dois casais de Maras.

O tapir sul americano é proveniente de um zoo de Madrid e foi desde logo baptizado de Artur, por ser um animal muito querido do tratador Artur, que trabalha no park de Avintes. Tem 16 anos é muito sociável e curioso. Adora dar mergulhos e nadar de costas na piscina. Esta espécie tem uma tromba flexível, preênsil e com pêlos que sente cheiros e humidade.

Vindos de França, chegaram três Lémures-de-cauda-anelada machos para se juntarem às três fêmeas que já se encontravam na Ilha Central do Zoo Santo Inácio. Com a formação destes três casais, os tratadores esperam que em breve se reproduzam. Esta espécie oriunda e ameaçada endémica de Madagáscar apresenta uma cauda maior que o corpo com anéis alternados brancos e pretos.

Chegou também uma fêmea de Mabeco proveniente da Holanda para formar um casal com o ‘Mickey’ que se encontrava sozinho. O recente casal ainda se está a conhecer, mas esperam-se bebés em breve. Em cada ninhada desta espécie podem nascer até vinte crias. Originária de África, esta espécie é também conhecida como Cão Selvagem Africano. Cada animal apresenta um padrão de coloração único variando entre manchas de cor amarela, branca, preta, vermelha e castanha.

Ao grupo de três Capivaras fêmeas já existentes no Zoo Santo Inácio foi introduzido um macho vindo de França. Com a chegada do primeiro macho, o zoo espera que a espécie também se reproduza. Proveniente da América do Sul, a Capivara é o maior roedor do mundo.

Chegaram também mais dois casais de Maras que vieram aumentar o efectivo deste grupo para seis indivíduos. Também conhecida como Lebre da Patagónia esta espécie é monogâmica.

Campanha de recolha de brinquedos e alimentos

A Comissão Política Núcleo PSD Valadares está a preparar uma campanha de recolha de brinquedos e alimentos não perecíveis que vai reverter a favor da Associação Protectora da Criança.

A acção desenrola-se entre os dias 27 de Novembro a 18 de Dezembro, de segunda a sexta, das 16 às 19 horas, e aos sábados das 10 às 13 horas. Os interessados devem dirigir-se à sede do núcleo, na rua Manuel Moreira da Costa Júnior, número 549.

A Associação Protectora da Criança nasceu há 55 anos, fruto do interesse do Dr. Leonardo Coimbra pela causa das crianças abandonadas, órfãs e com grandes dificuldades.

O objectivo da instituição é facultar todos os instrumentos necessários às crianças, ao nível da educação (quer escolar quer social), regras base em sociedade, para que no futuro possam ingressar nas famílias ou directamente na vida adulta com todos os factores de que foram privados durante a infância e juventude: carinho, atenção e educação.

A associação está sedeada na freguesia de Valadares. Contactos: Rua Professor Amadeu Santos, 472; telefone 227 110 983; email: geral@apcriança.pt

ALIMENTE ESTA IDEIA. OBRIGADO!

Dia Mundial da Diabetes evocado com refeição especial

Para provar que a alimentação diabética pode, e deve ser, saudável e bastante apetitosa, o Centro Hospitalar Gaia/Espinho organizou, na última sexta-feira, no âmbito do Dia Mundial da Diabetes, um Showcooking com a presença do Chef António Vieira, do restaurante Shis.

Uma sopa rica de legumes, gaspacho de ananás e lombos de pescada com esmagada de batata e azeitona fizeram parte da ementa especialmente preparada para diabéticos e aconselhável a todos e que foi provada e aprovada por utentes e profissionais! Para além da demonstração, numa cozinha montada preceito na sala de espera, utentes e profissionais provaram, e aprovaram, também esta ementa.

Diariamente, 30 diabéticos são observados no Centro Hospitalar Gaia/Espinho, nomeadamente nos serviços de Nutrição e Endocrinologia. E foi a pensar nestes utentes que a instituição programou uma série de actividades para a manhã de sexta-feira, no âmbito do Dia Mundial da Diabetes.

Após algumas dicas para exercício físico, essencial para a manutenção de um estilo de vida saudável, o Chef António Vieira conduziu um Show Cooking muito especial… Gaspacho de ananás com granizado de menta mix de frutos vermelhos, sopa rica de legumes e lombo de pescada escalfado com esmagada de batata e azeitona. Três pratos confeccionados com alimentos aconselhados para uma alimentação diabética. O objectivo desta iniciativa foi ensinar aos utentes novos pratos de confecção fácil e, ao mesmo tempo saborosos, e demonstrar que a alimentação diabética é saudável e adequada a toda a população. O Bar da Unidade I também se associou à iniciativa e deixou a cargo do Chef António Vieira a ementa de Dieta, acção muito bem acolhida pelos utentes do bar.

8º Grande Capítulo da Confraria Queirosiana

20 de Novembro, sábado,18 horas, no Solar Condes de Resende

Como habitualmente, e desde 2003, a Confraria Queirosiana vai comemorar o aniversário de Eça de Queirós no Solar Condes de Resende, a Casa onde o escritor se apaixonou por aquela que viria a ser sua esposa, realizando aí o seu 8.º Grande Capítulo anual. Esta festa reúne grande número de Confrades espalhados pelo país, gente das mais diversas profissões e ocupações que testemunharão a insigniação dos novos confrades de número (apreciadores e cultores da obra de Eça de Queirós) nos graus de Leitores e Louvados, e os confrades de honra (aqueles que já se distinguiram na divulgação da vida e obra de Eça de Queirós), nos graus de Louvado e Grão-Louvado.

No presente ano serão insigniados, entre outros, o Chefe Hélio Loureiro, autor e criador de “Jantares Queirosianos” e Ana Teresa Peixinho, professora da Universidade de Coimbra, autora de notável obra sobre o patrono da Confraria.

Estarão igualmente presentes outras Confrarias e entidades ligadas à Cultura e à Gastronomia, nomeadamente a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, assinalando assim o 10º aniversário da Lei que considerou o Património Gastronómico como integrante da Cultura Portuguesa.

Será ainda lançado o n.º 7 da nova série da Revista de Portugal, fundada em 1889 por Eça de Queirós, o qual será apresentado pelo seu director, o egiptólogo Luís Manuel de Araújo, enquanto que o autarca César de Oliveira, presidente da Assembleia Municipal de Vila nova de Gaia e confrade, apresentará o livro Republicanos, monárquicos e outros… da autoria de J. A. Gonçalves Guimarães, mesário-mor da Confraria Queirosiana, o qual fez a história dos autarcas gaienses da 1.ª República, contributo da Confraria para a evocação do Centenário da República.

O discurso de encerramento do Capítulo será proferido pelo presidente da Direcção, Prof. Doutor José Manuel Tedim, que fará o balanço das actividades desenvolvidas no presente ano, após o qual os confrades irão depositar uma coroa de louros na estátua de Eça de Queirós no Jardim das Camélias.

Segue-se o jantar de confraternização, terminando as comemorações com o habitual Baile das Camélias, com a exibição de dançarinos profissionais e o convite à valsa para todos os presentes.

“Pobreza: Que Presente? Que Futuro?”

No âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, a Fundação AMI organiza no dia 25 de Novembro, no Auditório do Parque Biológico de Gaia, um seminário sobre a Pobreza centrando naturalmente as atenções na realidade portuguesa.

Intitulado “Pobreza: Que Presente? Que Futuro?”, o encontro irá reunir cerca de duas dezenas de especialistas numa reflexão que visa, por um lado, conceptualizar o fenómeno nas suas mais diversas manifestações e abrangências e, por outro, apontar novos rumos e soluções para um combate mais eficaz à pobreza e à exclusão social.

Será um dia dedicado ao estudo e à análise da pobreza, com comunicações expostas em quatro paneis temáticos. “I – Conceptualização da Pobreza e da Exclusão Social”; “II – Crianças e Jovens – Que berços? Que destinos? Que condições de vida?”; “III – A Vida Adulta – Que Sonhos? Que realidades? Que Oportunidades?”; e finalmente “IV – Seniores – Valorizar a Memória das Experiências”.

A cerimónia de abertura do Seminário, presidida pela Vice-Presidente da AMI, Leonor Nobre, contará com as presenças de Luís Cunha, Director do Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social do Porto, Luís Filipe Menezes, Presidente da Câmara Municipal de Gaia, Nuno Gomes Oliveira, Presidente do Parque Biológico de Gaia.

As inscrições são limitadas e encontram-se abertas em http://www.ami.org.pt.

Recorde-se que este ano, a AMI já bateu todos os recordes no que diz respeito a pedidos de ajuda. Só nos primeiros seis meses de 2010, a AMI apoiou 7026 pessoas, mais do que o total registado em 2005 e 2006 cerca de 75% do total registado em 2009.

“Jornada para a Noite”

No próximo dia 20 de Novembro, pelas 21h30, o Auditório Municipal de Gaia recebe “Jornada para a Noite”. Este é o novo espectáculo do Teatro Experimental do Porto, desta feita de um texto de Eugene O’Neill. A encenação ficou a cargo de Nuno Cardoso. “Jornada para a Noite” ficará em cena até 12 de Dezembro, de quarta-feira a sábado às 21h30, e, ao domingo, às 16 horas.

52 anos depois da histórica encenação de António Pedro, que marcou o teatro português e recolheu a unanimidade da crítica e do público, provocando sucessivas lotações esgotadas no Teatro Sá da Bandeira, eis o mesmo texto mas com uma nova e arrojada encenação de Nuno Cardoso.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

‘Popota’ dá ‘Show’… cromos para ajudar a Causa Maior

Neste Natal, os portugueses podem contribuir, para a Causa Maior, através da compra do Livro “Popota Show”, no valor de 2€. Entre os dias 11 e 14 de Novembro, o Modelo oferece 3 saquetas (limitado ao stock existente) aos clientes que realizem compras numa das lojas do Modelo.

Intitulado “Popota Show – Ao ritmo de uma Estrela”, conta uma aventura da Diva do Natal e das amigas em Nova Iorque, desvendando a toda a família muitos pormenores relacionados com a vida da Popota, as raízes, os desejos e como se tornou numa grande Estrela. A segunda parte do livro é uma caderneta de cromos onde todos poderão ficar a conhecer o making off da Popota: os objectos pessoais e muitas curiosidades serão desvendadas nesta colecção de cromos.

O Livro ‘Popota Show’ estará à venda por 2€, revertendo 1€ para a Causa Maior, no apoio aos seniores através da Cruz Vermelha Portuguesa. As saquetas de cromos podem ser adquiridas pelo valor de 0,25€. Entre os dias 11 e 14 de Novembro as saquetas são grátis (até 10 saquetas por cliente). De forma a reforçar a angariação de fundos, o Modelo disponibiliza ainda a linha de valor acrescentado 760 100 100, revertendo 0,50 € por cada chamada.

Popota e Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, Luis Barbosa

De acordo com o director de marketing do Modelo e Continente, Miguel Osório, “nos últimos três anos, a Causa Maior já angariou mais de 1 milhão de euros e ajudou milhares de seniores, através da actuação da Cruz Vermelha Portuguesa que no terreno distribuiu os fundos de acordo com a necessidade dos seniores em cada localidade. É já longa a relação do Modelo com as comunidades locais e este ano gostaríamos de voltar a envolver as famílias portuguesas e levar ajuda a mais seniores. Este é um projecto que confirma, uma vez mais, o compromisso local da marca de estar próxima e permanentemente atenta às principais necessidades das populações onde está inserida.”

Sobre a Causa Maior

De acordo com a mecânica desenvolvida pela iniciativa Causa Maior, cada localidade abraça uma causa, tendo em conta as especificidades e as necessidades da população sénior da comunidade onde o Modelo está implementado. O conhecimento profundo no terreno, por parte das diversas Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, fruto do seu trabalho humanitário é fundamental para a concretização dos apoios.

O grande objectivo do Modelo com a iniciativa Causa Maior, é estar ao lado da população sénior, contribuindo activamente para que tenham uma melhor qualidade de vida. Estas preocupações são partilhadas pela Cruz Vermelha Portuguesa que tem como objectivo criar condições que permitam dar mais vida aos anos dos seniores, de uma forma activa, divertida e constante na comunidade.

“Arte Partilhada Millennium BCP – Abstracção”

A Casa-Museu Teixeira Lopes reabre as portas no dia 16 de Novembro com a inauguração, pelas 18 horas, da Exposição “Arte Partilhada Millennium BCP – Abstracção”. Esta exposição itinerante, patrocinada pela instituição bancária, reúne uma selecção de 74 pinturas representativas do abstraccionismo português e estrangeiro.

Revestida de notável interesse pela diversidade de obras expostas, destaca-se um núcleo autoral significativo da pintora portuguesa Maria Helena Vieira da Silva, com 12 pinturas. Para além desta, sublinha-se a presença de obras dos seguintes artistas: Alfred Manessier, André Lanskoy, Ângelo de Sousa, António Areal, António Palolo, Arpad Szenes, Artur Bual, Artur Rosa, Augusto Barros, Eduardo Batarda, Eduardo Nery, Fernando Aguiar, Fernando Lemos, Jorge Pinheiro, Júlio Pomar, Júlio Resende, Justino Alves, Luis Demée, Luis Dourdil, Manuel Cargaleiro, Manuel D”Assumpção, Mário Cesariny, Menez, Nadir Afonso, Nikias Skapinakisl, Paula Rego, Pedro Casqueiro, Serge Poliakoff, Teresa Magalhães, TOM e Zao Wou-Ki.

A mostra de Arte Partilhada não deixa de fora os mais novos. A instituição bancária, a Casa-Museu Teixeira Lopes e a Gaianima, EEM, lançam um concurso denominado “À Descoberta da Colecção Millenium BCP” que propõe a realização de trabalhos criativos a partir das obras expostas na exposição. Os três melhores trabalhos individuais serão premiados, bem como haverá prémio de equipa para a Turma de Escola que se empenhar mais na apresentação de criações de “Arte Partilhada”.

A mostra estará patente ao público até 30 de Janeiro de 2011 e a entrada é livre, realizando-se as visitas guiadas à terça-feira, das 14h00 às 17h00, e de quarta-feira a domingo, das 10h00 às 17h00.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

XV Anos de Carreira – Sílvia Soares

Vai ser inaugurada já amanhã, pelas 17 horas, no Cine Teatro Eduardo Brasão, em Valadares, a exposição XV anos de carreira da artista Sílvia Soares.

A mostra poderá ser vista até ao dia 12 de Dezembro de 2010, de terça a sexta, das 14h às 19h e das 21h às 22h30; aos sábados das 15h às 19h e das 21h às 22h30; e aos domingos e feriados das 15h às 19h. A entrada é gratuita, condicionada durante os dias de espectáculos.

Sílvia Soares nasceu na cidade do Porto a 16 de Novembro de 1974.

Desde muito nova que demonstrou sensibilidade para o universo da cultura e desenvolve carreira em várias vertentes artísticas. Curso de Inglês pela Universidade de Cambridge, Reino Unido. 1999/2002 Curso Superior de Artes Plásticas, Pintura pela ESAP – Escola Superior Artística do Porto. Mentora do Projecto ART IN LOCO, Festival Internacional de Arte.

Paralelamente à sua carreira desenvolve trabalho nas áreas Artes de Palco, Música, Jornalística, Multimédia e Política.

É modelo de Nu Artístico e de Figura Humana para o Atelier de Arte Realista do Porto, Belas-Artes do Porto.

Presidente da Galeria de Arte Sílvia Soares, Vila Nova de Gaia.

Na qualidade de Pintora tem, desde 1995, participado e realizado inúmeras exposições nacionais e internacionais (cerca 170 exposições). A obra plástica está representada em inúmeras colecções públicas e privadas em Portugal, Brasil, Japão, França, Bélgica, Espanha, Malásia, México, Itália, Reino Unido, EUA, Canadá, Austrália, Alemanha, Finlândia e Venezuela, estando representada mais recentemente em Nova Iorque, na colecção de Sean Lennon, o filho de John Lennon com Yoko Ono.

Como escritora é autora de Raízes do Sentimento e Da Mágoa ao Narcisismo, tendo ainda poesia e conto inseridos em 10 antologias.

Foi membro de direcção da Associação Escadote Cultural, detendo o pelouro de representação externa.

Membro Fiscal da Cooperativa Cultural Artistas de Gaia. Presidente do Conselho Fiscal da ARGO- Associação Artística de Gondomar.