Edição 30 Setembro 2010

Espreite as notícias

que o seu quinzenal

destaca hoje

Anúncios

“24h pelo Combate à Pobreza e Exclusão Social”

“24h pelo Combate à Pobreza e Exclusão Social” é uma iniciativa que pretende assinalar o Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social.

No próximo dia 6 de Outubro 2010 vão decorrer em simultâneo várias actividades espalhadas pelo País promovidas por diversas organizações de solidariedade social. O objectivo é mobilizar e sensibilizar a sociedade portuguesa para a problemática da pobreza e da exclusão social, enquanto efectivas violações dos mais elementares Direitos Humanos.

Abutre-preto encontrado está a recuperar no Parque Biológico

Uma Aegypius monachus foi encontrada em Valadares, na A29. Este abutre-preto é uma espécie criticamente em perigo em Portugal, que já há mais de trinta anos não nidifica no nosso país.

Foi encontrada debilitada e estima-se que deve ter perdido o rumo do seu habitat natural, enquanto procurava comida. Até recuperar, o abutre ficará no Parque Biológico de Gaia, quando sair da enfermaria deverá passar pelo ‘túnel de voo’ de modo a fazer exercício físico para ser libertada.

Dentro de duas semanas, a Aegypius monachus deverá ser libertada no Alentejo, junto à fronteira com Espanha, onde ainda se mantém a nidificação da espécie.

Estima-se que em Portugal existam apenas seis adultos maturos de abutres-pretos, a maior ave de rapina da Europa.

Escola da Asprela orgulha Sermonde

Reabilitação transforma por completo estabelecimento de ensino. Presidente de Junta lembra que falta o complexo desportivo na freguesia. Menezes reconhece falta de equipamento e apresenta potencial solução

Os 82 alunos do Jardim-de-infância e da EB da Asprela, em Sermonde, só têm motivos para sorrir. Ao fim de mais de dois anos de espera, finalmente terminaram as obras. E o resultado agrada a miúdos e graúdos. Mais duas salas com todos os requisitos, quadros interactivos, espaço infantil e um edifício moderno. Ao todo, mais de 600 mil euros de investimento neste projecto.

O presidente da junta espelhava a satisfação de toda a comunidade local: “É um orgulho ter uma das melhores escolas do ensino básico do país”.Construída em 1954, este pólo de ensino alberga agora todas as condições físicas e tecnológicas necessárias para a aprendizagem.

Joaquim César avançou que ainda durante este ano lectivo deverá nascer a valência de ATL. A junta, em cooperação com a associação de pais, vai tentar colmatar esta carência.

O autarca local aproveitou a presença do presidente da câmara de Gaia para lhe fazer um “pedido”. Joaquim César considera desadequado o projecto do Complexo Desportivo de Sermonde. E por isso mesmo pede a Filipe Menezes uma “reestruturação” do complexo para que “os sermondenses tenham as mesmas oportunidades nesta área como as que têm na educação”. O que pretende é um equipamento mais pequeno, mas que sirva mais modalidades para além do futebol.

“Apostar na educação é muito importante para esta freguesia mais pequena e do interior do concelho. E comprova que o investimento justo e repartido entre o interior e o litoral se está a cumprir”, salientou o líder camarário, durante a cerimónia na escola da Asprela. É o resultado visível “da equidade no tratamento de todo o território municipal”.

Luís Filipe Menezes também reconhece a necessidade da freguesia ter um equipamento polivalente para a prática desportiva. E promete fazer um esforço para responder a esta premência.

Uma das hipóteses que o autarca antevê para esta concretização pode estar ‘nas mãos’ da Suldouro. A empresa está na freguesia há mais de uma década e, “como última contrapartida antes da saída de Sermonde”, a empresa poderia financiar a construção do complexo desportivo. A ideia está lançada.

Multidão recebe Cavaco

Centro Cívico e futura Marina de Gaia foram algumas das obras que o Presidente da República visitou. Câmara aprova, por unanimidade, a entrega de medalha de ouro de mérito municipal a Aníbal Cavaco Silva

A ansiedade e a multidão encheram o recém-inaugurado Centro Cívico de Gaia, ontem. O motivo era simples: a presença do Presidente da República (PR).

Pontualmente, Aníbal Cavaco Silva chegou e não se coibiu de distribuir sorrisos e apertos de mão por aqueles que ganharam coragem e se dirigiram à figura número um do panorama político nacional. Os ‘vivas’ ao presidente percorreram os vários metros do novo espaço do centro da cidade. Esta obra foi a primeira que Cavaco inaugurou em Gaia. Um projecto que renovou o rosto do miolo urbano do município e que agradou a muitos gaienses que assistiram à cerimonia.

Mas foi durante a cerimónia que o PR recebeu das mãos do presidente da câmara a medalha de ouro de mérito municipal que o tornou cidadão honorário de Vila Nova de Gaia. Aprovada por unanimidade pelos vereadores, esta homenagem deve-se ao facto “de ser o único ‘farol’ de modernização do nosso país neste surto de 35 anos de democracia”, explicou Filipe Menezes.

Antes mesmo desta entrega, o autarca fez questão de enumerar o rol de projectos que desenvolveu ao longo destes três mandatos de liderança em Gaia, nomeadamente, a requalificação da rede viária, o saneamento, a habitação social e o parque escolar, assim como as preocupações ambientais. Todos projectos feitos em “contra-ciclo” frisou Menezes.

E como Gaia não é o “paraíso”, o presidente da câmara apontou o passivo autárquico: “são 250 milhões de euros”. Porém, a este valor deve estar anexo 1,8 mil milhões de euros investidos nos últimos dez anos”, evidenciou o autarca.

Primeiro o ‘banho’ de multidão, depois a medalha honorífica. “Quero agradecer, até com alguma emoção, a distinção que acabam de me conceder”. Foi desta forma que o PR reagiu à entrega da medalha. “E é com uma satisfação muito particular que regresso a Gaia. Uma Gaia que mudou muito, mas mesmo muito nos últimos anos, resultado da vontade das suas gentes e dos homens que a lideraram”.

Cavaco mencionou as requalificações da orla costeira, do Centro Histórico e até da zona fluvial, reforçando a ideia de que, com estas obras, a qualidade de vida dos gaienses melhorou significativamente. E se o trabalho que foi feito já é de destaque, o que “impressiona” o PR é “o que vai ser feito”. Cavaco falava da Marina de Gaia, situada nas freguesias de Canidelo e Afurada. “A economia do mar é a verdadeira aposta estratégica do futuro”, até porque potencia duas vertentes nacionais: o turismo em parceria com a economia do mar. Cavaco deixou os Paços do Concelho e rumou à Afurada, onde ‘lançou a primeira pedra’ deste projecto municipal.

“Eu trabalho com o coração”

A empresa municipal Gaianima, com o apoio da Fundação Portuguesa de Cardiologia e o Instituto do Desporto de Portugal, celebram a 10ª edição do “Dia Mundial do Coração” em 2010 sob o tema “Eu trabalho com o coração”.

Sensibilizar os gaienses para a manutenção de um coração e de uma vida mais saudáveis é o objectivo desta acção, através da promoção no município de Vila Nova de Gaia de uma panóplia de actividades e actuações físicas e desportivas de associações, instituições e clubes desportivos.

Esta iniciativa decorre no próximo domingo, dia 26 de Setembro, das 9h30 às 12h30 na Alameda do Sr. da Pedra – Miramar.

PROGRAMA

9H30 – Recepção de convidados e participantes; 10h00 – Body Vive; 10h30 – Karaté; 11h00 – Hip Hop; 11h30 – Fitness; 12h00 – Formação de Coração Humano; 12h30 Agradecimentos / Encerramento.

10h00 às 12h30 Animação c/ Palhaços; YOGA e AUTO MASSAGENS (SATSANGA)

Rastreios (Centro Hospitalar de Gaia); Jogos tradicionais; Trampolim e Kartcicle; Insufláveis; Parede de Escalada e Slide (Exercito); Cruz Vermelha

Modelo troca pilhas usadas por novos livros

Este ano, o projecto contou com um desafio inédito ao convidar as crianças a ilustrarem o “Carro a Pilhas”, que conta com o envolvimento de Joana Vasconcelos. O objectivo do Projecto Pilhas de Livros é fomentar, junto dos mais novos, hábitos de leitura, sensibilizando-os ao mesmo tempo para a importância da reciclagem

Foram 33 as escolas vencedoras na região do Porto que receberam 1000€ cada uma para a aquisição de livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. O entusiasmo e incentivo dos alunos participantes permitiram a recolha de milhares de pilhas usadas, entregues nos hipermercados Modelo da região.

O Modelo está a entregar às escolas vencedoras do projecto Pilhas de Livros a nível nacional cerca de 130 mil euros para aquisição de um total de 12 mil e 500 livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura do Ministério da Educação. A iniciativa que tem a colaboração da Ecopilhas, Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, contou com a participação de mais de 266 mil crianças, do pré-escolar ao 3º ciclo, que foram responsáveis pela recolha de mais de 75 toneladas de pilhas.

De acordo com o Comissariado do Plano Nacional de Leitura, do Ministério da Educação, “o projecto Pilhas de Livros é um exemplo de colaboração frutuosa, na área da Educação, entre o Plano Nacional de Leitura e empresas privadas”. Também Eurico Cordeiro, Director Geral da Ecopilhas refere que “O número crescente de alunos, envolvidos nesta acção, é notável e o empenho dos professores determinante para o sucesso desta iniciativa que representa já cerca de 20% do total de pilhas recolhidas em Portugal”.

O Desafio “Carro a Pilhas”

Este ano o desafio lançado é o do ‘Carro a Pilhas’, uma instalação que está actualmente em fase finalização pela conceituada artista plástica Joana Vasconcelos sob o tema da reciclagem. O projecto teve por base um carro antigo, sobre o qual a artista tem estado a intervir e criar uma obra de arte e que permite, de uma forma simbólica, alertar e consciencializar as famílias, em especial as crianças, para questões de carácter ambiental e cultural.

Desta forma, os alunos foram convidados este ano a desenhar o ‘Carro a Pilhas’ e escrever a sua história – o que é para eles o ‘Carro a Pilhas’; qual a missão e os poderes especiais. As escolas inscritas na iniciativa Pilhas de Livros poderiam entregar uma história ilustrada, seleccionada previamente entre os trabalhos dos alunos participantes. As cinco escolas vencedoras, em função da criatividade e originalidade da história ilustrada apresentada vão receber em breve a visita do verdadeiro ‘Carro a Pilhas’, obra de Joana Vasconcelos.

Escolas vencedoras de Vila Nova de Gaia: Jardim-de-Infância de Olival; Jardim Infantil Associação Social e Recreativa Trrim Trrim; Escola Básica do 1.º Ciclo com Jardim de Infância de Francelos; e Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância de Anta nº 2

“SOS AMBIENTE” na Madalena

A Direcção da Associação de Defesa da Praia da Madalena (ADPM) uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) do Concelho de Vila Nova de Gaia tem agora ao dispor o “SOS AMBIENTE”

Este é um serviço que está destinado a receber denúncias de situações que violem a legislação ambiental, quer ao nível de participação ambiental, quer urbanística do concelho de Vila Nova de Gaia, entre outros municípios.

Para esse efeito basta endereçar uma carta com a situação que pretende denunciar e respectiva localização, sempre que possível acompanhada com fotografias, para a sede da ADPM, A/C SOS Ambiente – sita na Rua António Francisco de Sousa nº 491 – Madalena – 4405-726 Vila Nova de Gaia, através do email: adpmadalenavng@gmail.com ou então clicar no site www.adpmadalena.com e seguir as indicações.

A partir do momento em que é recebida denúncia e após analisar as informações enviadas – e se necessário complementá-las, por forma a determinar se houve ou não infracção -, o serviço “SOS Ambiente” procura utilizar os instrumentos jurídicos ao dispor das Organizações Não Governamentais de Ambiente para prevenir ou tentar solucionar danos ao ambiente e ao ordenamento do território.

Alguns exemplos de infracção ambiental: lançamento de efluentes sem tratamento; queimas de resíduos a céu aberto; depósitos de resíduos perigosos. Alguns exemplos de infracção urbanística: construções que pareçam ilegais; destruição do património edificado.

GaiaSocial despede-se do Verão

Visita Centro Reabilitacao Animal

Chegou ao fim o programa de actividades de Verão promovido pela GaiaSocial para todas as famílias residentes nos empreendimentos sociais.

Uma festa hippie proporcionou, a todos os munícipes que frequentam a Agência de Desenvolvimento Local de Vila d’Este, uma noite única de revivalismo dos anos 60, onde não faltou a música e os trajes que marcaram este período revolucionário pautado por lemas como “make love not war”. No âmbito desta operação imaterial que integra o projecto de Regeneração e Requalificação Urbana da Urbanização de Vila d’Este, o Verão foi também marcado pelo Torneio de Futsal ADL, que contou com a participação de 14 equipas.

Os munícipes residentes nos empreendimentos sociais tiveram também a oportunidade de usufruir de diversas actividades promovidas pela GaiaSocial, com vista à criação de momentos únicos de lazer e recreio que permitem, simultaneamente, o convívio salutar entre vizinhos e o conhecimento de espaços de qualidade e interesse.

O destaque vai para a realização de visitas e piqueniques no Parque Biológico, Parque da Lavandeira e Centro de Educação Ambiental das Ribeiras de Gaia, Centro de Reabilitação Animal, Cidade da Profissões, Sea Life, espectáculos de karaoke, entre outras iniciativas que registaram uma forte adesão de participantes.

A realização de todas estas actividades representa um “enorme investimento humano dos responsáveis e técnicos da GaiaSocial e traduz uma resposta às necessidades detectadas desde o primeiro ano do anterior mandato, que apontavam para a importância de criar oportunidades para as famílias poderem usufruir de momentos inesquecíveis durante o período de Verão”, afirmou André Correia, presidente do Conselho de Administração da GaiaSocial, deixando uma promessa: “Vamos dar continuidade a estas iniciativa nos próximos anos.”

Visita Parque Biológico

O Verão foi também assinalado pela implementação de um novo projecto direccionado para os idosos – Terceira Idade Activa na Saúde, que resulta de uma parceria entre a GaiaSocial e a Unidade de Saúde Pública ACES – Vila Nova de Gaia/Espinho, Município de Gaia, rede social de freguesia, Gaianima e o professor de Educação Física, Vítor França.

Simultaneamente, chegou ao fim o Programa de Alimentação Saudável em Saúde Escolar, um projecto desenvolvido em parceria com a ARS-Norte, destinado a crianças do 3º e 4º anos de escolaridade.

E a poucos dias do início do ano escolar, foi ainda possível desenvolver o workshop sobre artes plásticas “Pequenos Artistas”, em parceria com a A&Pconsulting, destinado a crianças entre os 6 e os 10 anos.

Recorde-se que, no âmbito do programa “Verão Solidário”, a GaiaSocial já tinha promovido um conjunto de actividades para ocupar o período de férias escolares das crianças e jovens residentes em todos os empreendimentos sociais, designadamente a colónia balnear, tardes de karaté, noites de capoeira e actividades desportivas.

O “Verão Solidário” constitui uma rotina de carácter anual da GaiaSocial que visa proporcionar a todas as faixas etárias da população residente nos empreendimentos sociais a participação e partilha em iniciativas lúdicas e de lazer durante o período das férias escolares. O programa de actividades corresponde a um significativo investimento humano dos técnicos da GaiaSocial e pretende dar resposta a um conjunto de necessidades aferidas empiricamente, promover a igualdade de oportunidades, valorizar as relações de amizades e fomentar a coesão social.

SUMA entra no mercado brasileiro de Resíduos

A recente aquisição da GEO VISION, que está entre as 10 primeiras empresas do Brasil no sector dos Resíduos, quer ao nível da população abrangida, quer ao nível do volume de negócios, marca a primeira incursão da SUMA no mercado da América Latina.

Sediada em Ribeirão Preto, uma das cidades mais ricas e populosas do Estado de São Paulo, no Brasil, com 600 mil habitantes, a GEO VISION presta serviços nas áreas de Recolha e Limpeza Urbana, Gestão e Tratamento de RSU e de Resíduos Hospitalares, através das participadas LEÃO AMBIENTAL, LUMA e NGA.

A Gestão de Aterros, outra das suas áreas de actuação, reforça a posição de liderança da GEO VISION no mercado da região Sudoeste do Brasil – que alberga a maioria da população e da riqueza do País – sobretudo do Estado de São Paulo, onda opera actualmente, com cerca de 75 milhões de habitantes, e uma produção diária de resíduos de 85.000 toneladas, valor que representa metade do total produzido em todo o Brasil.

A presença efectiva do Grupo Mota-Engil, accionista de referência da SUMA, no Brasil, foi uma das razões apontadas pelo presidente do conselho de administração da SUMA para esta aquisição. Também contribuiu o facto de “ser um país de língua portuguesa e com um potencial de crescimento enorme, a nível mundial”, remata o Jorge Rodrigues.

Com um volume de negócios, em 2009, de 110 milhões de reais, e detendo um capital humano de cerca de 2.000 Trabalhadores, a GEO VISION “é uma empresa de média dimensão e, por isso, adequa-se aos objectivos de crescimento traçados pela SUMA neste país”, sublinha o presidente.

Para o próximo ano, a SUMA pretende consolidar o seu projecto de internacionalização através da exploração de novas rotas em África e na América Latina, geografias onde o Grupo Mota-Engil já se encontra presente.

GaiaShopping recebe exposição sobre Orquídeas

Uma oportunidade única de conhecer as maravilhas tropicais

De dia 8 a 10 de Outubro o GaiaShopping vai receber uma exposição sobre “Orquídeas Tropicais”, em parceria com o lojista Zygopetalum. Uma interessante mostra das diferentes, mais curiosas e únicas espécies da flor. Espalhadas nos diferentes cantos do mundo em mais de 23 mil espécies, as Orquídeas são sinónimo de diversas particularidades e curiosidades.

A exposição terá lugar na praça central do GaiaShopping, onde poderá ser encontrada a ajuda de um representante para a compreensão de toda a exposição.

A iniciativa pretende oferecer aos visitantes do centro comercial uma possibilidade exclusiva de conhecer as mais variadas formas, cores, aromas e texturas das orquídeas, disponibilizando exemplares provenientes da colecção privada da empresa Zygopetalum, com a experiência no cultivos de orquídeas há mais de 40 anos.

Estas flores apresentam diferenças relativamente ao tamanho, das pequenas flores de 30cm de diâmetro até surpreendentes milímetros. As orquídeas são ainda conhecidas pelas diferentes formas onde habitam, pois algumas vivem de forma epifta quando agarradas a arvores e outras de forma terrestre quando o seu habitat se encontra na superfície.

Dia de festa no Centro Social do Candal – Marco

Emoção e muita alegria marcam a ‘entrega’ oficial do imóvel à instituição de Santa Marinha

“O dia de hoje representa o fim de 35 anos de incertezas”. Foi assim que o director do Centro Social do Candal – Marco classificou o momento em que foi assinada a escritura de cedência de imóvel em regime de direito de superfície. “Finalmente podemos dizer que estas instalações foram cedidas pela câmara de Gaia por iniciativa do dr. Luís Filipe Menezes”, salientou Manuel Santos, visivelmente emocionado.

O presidente do centro aproveitou para evidenciar o percurso de “todos os que passaram por aqui e fizeram um grande trabalho de crescimento e consolidação desta instituição”, lembrando que este dia marca o passado, mas também o “rumo da qualidade e do bom serviço” que o centro presta à comunidade.

O presidente da câmara foi a ausência mais sentida. Em seu lugar esteve o vice-presidente, Marco António Costa, que aproveitou para enaltecer o papel de muitos voluntários que se dedicam de corpo e alma a instituições semelhantes à do Centro Social do Candal – Marco.

Marco António Costa e Manuel Santos descerram lápide que perpetua dia marcante para a instituição

“Cedemos o mais fácil”, explicou o autarca, referindo-se ao equipamento com um valor superior a um milhão. Porém, para o autarca, esta verba “jamais contribuirá para aquilo que são as milhares de horas de voluntariado e profissionalismo que se prestou a esta casa”.

O Centro Social Candal – Marco é uma instituição particular de solidariedade social constituída em 1982, prestando apoio à primeira infância. O trabalho é desenvolvido ao nível de uma creche, educação pré-escolar e centro de actividades de tempos livres, albergando cerca de 170 crianças com idades compreendidas entre os quatro meses e os dez anos.

Dentro de dias será lançada a primeira pedra da creche, que vai nascer da remodelação da antiga escola Régia. Esta valência surge após a aprovação do projecto apresentado ao abrigo do Programa PARES. Desta vez, caberá à Junta de Freguesia de Santa Marinha ceder o edifício que lhe pertence.

Carro arde em Mafamude

A manhã desta terça-feira foi agitada em Mafamude, quando foi dado o alerta, pelas 7h55, de que um carro estava a arder no interior de uma garagem.

O fogo foi extinto pelos Bombeiros Sapadores de Gaia, que registaram as palavras do proprietário de que o carro se incendiou quando o motor foi ligado, seguindo-se uma explosão.

Segundo a agência Lusa, perante a dúvida, a Divisão de Investigação Criminal da PSP está a investigar as causas do incidente, que acabou por não provocar vítimas nem danos nos restantes veículos da referida garagem de um prédio.

Cavaco Silva visita Gaia

Presidente da República inaugura este domingo obras, coloca a primeira pedra na futura Marina do Vinho do Porto e conhece de perto intervenções da câmara no concelho

Cavaco Silva durante uma visita que fez a Gaia

O Presidente da República é o convidado de honra da Câmara de Gaia para uma série de inaugurações e arranque de obras previstas para este domingo. Cavaco

Silva marca presença no levantar do pano do centro cívico, com a renovação da Rua Álvares Cabral, em Mafamude, bem como no descerrar da lápide no hotel vínico de luxo The Yeatman Oporto, em Santa Marinha.

Durante a visita, Cavaco Silva fica ainda a conhecer de perto as intervenções da edilidade previstas um pouco por todo o concelho, como são exemplos as reabilitações da frente de mar e do interior das freguesias da Madalena, Valadares e Arcozelo – com a demolição de centenas de habitações clandestinas – e a edificação de mais quatro unidades hoteleiras de cinco estrelas no Centro Histórico e na Afurada.

Nota de destaque para o facto de um dos pontos altos da agenda estar marcado para Canidelo, onde o Presidente da República colocará a primeira pedra na futura Marina do Vinho do Porto.

Vilar de Andorinho abastece carros eléctricos

Primeiro centro auto-eléctrico do país está a ser construído em Gaia, numa parceria entre a autarquia e a empresa Prio Energy

O primeiro posto de carregamento rápido de baterias de veículos eléctricos vai ficar instalado em Gaia. A freguesia de Vilar de Andorinho é o local escolhido, concretamente entre a Avenida de Vasco da Gama e a Travessa de Baiza, e é o resultado da parceria celebrada, esta segunda-feira, entre a câmara e a empresa Prio Energy.

O centro auto-eléctrico já está em execução e ficará dotado de dez carregadores de baterias, do tipo ‘fast-charge’, bem como o abastecimento de veículos de combustão interna, aqui privilegiando os biocombustíveis e combustíveis de base verde. Aqui ficarão ainda agregados a comercialização e manutenção do veículo eléctrico de duas e quatro rodas.

“Com esta iniciativa, completa-se mais uma peça no puzzle da sustentabilidade em Gaia”, afirma na ocasião o vice-presidente da edilidade. “O concelho é o primeiro do país a dar o exemplo de uma iniciativa que se irá estender a muitos mais municípios. Acreditamos que é possível, até 2012, construir outros centros em Gaia”, complementa Marco António Costa.

Esta iniciativa vem no seguimento dos objectivos ambientais definidos no Plano Municipal da Sustentabilidade, no eixo de actuação relativo à Mobilidade Sustentável, como a redução de 25% de CO2, até 2020, nomeadamente através da construção de uma rede municipal de veículos movidos a energias não poluentes e respectivas infra-estruturas, a iniciar este não. “Este acordo irá permitir a melhor sensibilização dos gaienses para as vantagens da utilização de veículos eléctricos”, adianta o presidente da Prio, Carlos Martins.

Assim sendo, importa referir que, por cada centro, a Prio Energy vai entregar quatro viaturas ao município, com o objectivo de dotar a frota automóvel camarária de veículos eléctricos.

Feridas difíceis de sarar

Passados 25 anos da inauguração da Barragem Crestuma/Lever, ainda hoje se fala do diferendo que opôs as populações das duas freguesias. A grave discórdia do nome de baptismo da infra-estrutura jamais será consensual e nunca é demais lembrar os feridos que, na década de 80, se registaram nos confrontos entre crestumenses e leverenses… Clique para ler mais

José Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de Crestuma

“O reconhecimento do trabalho deixa-me satisfeito”

A cumprir o segundo mandato na presidência da freguesia de Crestuma, José Ferreira destaca as várias iniciativas conseguidas pelo executivo local e espera que os projectos do campo de futebol e do centro de dia possam ser concretizados. Dando previlégio à política de proximidade junto da população, o autarca fala da inauguração do quartel dos bombeiros, do cancelamento da Maratona Internacional de Canoagem e das descobertas arqueológicas na Quinta do Castelo. Clique para ler a entrevista completa

Manuel Gama, presidente da Junta de Freguesia de Lever

“Sucessão deve começar a ser preparada”

A cumprir o último mandato em Lever, o presidente da junta admite que o tesoureiro do executivo, Luís Gonçalves, se quiser, pode ser o nome a sucedê-lo e que o trabalho tem de começar já a ser feito. Todavia, a três anos da saída da autarquia, Manuel Gama aponta as prioridades para a freguesia: terreno para o centro cívico e intervenção na Rua Central, sem esquecer a creche e a renovação da igreja velha… Clique para ler a entrevista completa