Cultura

Autarquia distribui subsídios culturais

Canidelo, Santa Marinha e Mafamude foram a primeiras colectividades que celebraram protocolos. Seguem-se instituições humanitárias

Cerca de 38 mil euros vão ser entregues a quatro colectividades de Canidelo: Associação Recreativa de Canidelo, Associação Recreativa e Cultural da Alumiara, Rancho Folclórico de Canidelo e Cale-Estúdio Teatro.

teatro_panoEstas instituições exemplares que têm desenvolvido um serviço cultural em Canidelo de relevo, elevando o nome da freguesia.

Estas verbas agora protocoladas referem-se ao ano de 2008. Coube ao presidente da câmara explicar a demora: “Este ano não nos atrasamos. Simplesmente achamos que não fazia sentido celebrarem-se os protocolos sem que as verbas não fossem disponibilizadas na mesma altura. Foi o que aconteceu”.

O importante é que o documento assinado permite o imediato levantamento das verbas, assegurou Filipe Menezes.

No dia seguinte foi a vez das colectividades de Santa Marinha assinar acordos com a autarquia. À freguesia coube uma fatia de mais de 36 mil euros, embora o valor possa vir a ser aumentado. “Nalguns casos poderá haver um reforço de 30 a 40% para que se possam melhorar equipamentos ou infra-estruturas”, salientou Menezes.

Coube ao vice-presidente entregar os acordos com as instituições culturais de Mafamude. Na freguesia vão ser distribuídos perto de 30 mil euros.

A câmara municipal prevê gastar cerca de 500 mil euros do orçamento nos protocolos assinados com as colectividades das 24 freguesias do concelho.

Marco António Costa referiu ainda que, após os protocolos culturais, a autarquia pretende copiar a iniciativa, desta vez junto das instituições de cariz humanitário.

Recorde-se que, na segunda-feira passada, durante a reunião de câmara, a CDU manifestou algum desagrado pela demora em entregar estes subsídios. Ilda Figueiredo lamentou que “só agora, em finais de Janeiro de 2009, a maioria PSD/PP tenha apresentado uma proposta concreta quanto aos apoios às Colectividades de Cultura e Recreio respeitante a 2008”. A vereadora considera também que para “além de tardia, esta proposta peca ainda por os montantes nela previstos não terem sido actualizados face aos valores atribuídos em 2007”.

Anúncios

Cultura

‘Egg Parade’ está de volta

Escolas e artistas antecipal a Páscoa

O Pelouro da Cultura de Gaia já iniciou a distribuição dos 80 ovos gigantes para o Concurso de Ovos de Páscoa ‘Egg Parade’, que regressa neste ano com um conceito mais amplo e características diferentes.

ovos2Assim, além do alargamento ao âmbito nacional (e também da Galiza), os ovos têm desta vez dois tamanhos distintos: 40 unidades de 70 cm de altura, destinadas às escolas de Gaia; e 40 unidades de 40 cm de altura para artistas plásticos nacionais.

Além disso, e ao contrário do ano passado, os ovos para a ‘Egg Parade’ 2009 são fabricados em poliéster/fibra de vidro em vez de cerâmica, por razões de produção e de resistência.

Depois de decorados pelos artistas, pelos alunos e professores de vários estabelecimentos de ensino, os ovos vão ser reunidos numa grande exposição final que deverá circular por vários espaços até chegar ao Cais de Gaia, em Abril ou Maio.

Entretanto, e culminando mais uma edição deste projecto, os ovos trabalhados pelos artistas serão leiloados com vista a beneficiar uma instituição de solidariedade social. No caso dos ovos produzidos pelas escolas, os ‘melhores’ serão premiados e todos serão devolvidos aos estabelecimentos de ensino para referência futura da ‘Egg Parade’.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Política

Ilda Figueiredo candidata da CDU ao Parlamento Europeu

A CDU – Coligação Democrática Unitária apresentará, no próximo dia 29, no Hotel Altis, em Lisboa, o nome da ilda-figueiredoprimeira candidata às eleições do Parlamento Europeu, do próximo dia 7 de Junho.

Ilda Figueiredo, actual deputada ao Parlamento Europeu, economista e membro do Comité Central do PCP, exerce ainda o cargo de Vereadora na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Eleita no Parlamento Europeu desde 1999, Ilda Figueiredo é vice-presidente do Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica e vice-presidente da Comissão de Emprego e Assuntos Sociais, entre outras responsabilidades.

No acto público de apresentação participarão, para além da gaiense, João Geraldes (vice-presidente da Intervenção Democrática), Cláudia Madeira (dirigente do Partido Ecologista «Os Verdes») e Jerónimo de Sousa (Secretário-geral do PCP).

A comunista é a número um da lista da CDU desde as europeias de 1999.

Nas europeias de 2004, a CDU elegeu dois representantes, com 9,1 por cento dos votos, menos 1,2 do que obteve em 1999, ano em que também elegeu dois deputados.

Cultura

CALE-se voltou à cidade

Já começou a terceira edição do Festival ‘CALE-se”. Organizado pela Associação Recreativa de Canidelo, este evento cartaz-cale-seinternacional de teatro levará a Gaia nove espectáculos por companhias de vários pontos do país e decorre até 21 de Março.
No dia 31, será exibida a peça “Nem tudo começa com um beijo”, uma tragicomédia de Jorge Araújo, interpretada pelo grupo Pelo Sol d’Alma, de Ovar.
A 7 de Fevereiro, será a vez de “Camila Baker”, uma comédia de Emílio Boechat, representada pelo Loucomotiva, do Taveiro, em Coimbra.
No dia 21, “A bengala”, pela Cem Soldos, de Tomar, e, a 28, “Quando o amor é uma perdição”, pela Oficina de Teatro de Favaios, de Alijó, subirão ao palco.
O CALE-se, cuja edição deste ano tem como patrono a actriz Margarida Carpinteiro, é um festival de carácter competitivo, o único em Portugal organizado por um grupo de teatro não profissional, estando a concurso nove prémios, nomeadamente para as melhores interpretações feminina e masculina.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Cultura

Leya oferece poesia

A Leya vai comemorar o primeiro ano de actividade associando-se ao ‘Jornal de Letras’ na publicação do 1000º leya-poemas1número, oferecendo aos leitores do jornal um livro de poesia.

Recorrendo ao catálogo das diferentes chancelas, e optando pelos poetas vivos e em plena actividade criativa, a Leya organizou, simbolicamente, uma pequena antologia, onde se agrupam alguns dos mais importantes nomes da poesia lusófona e onde se pode confirmar a pujança da criação poética no espaço que lhe é correspondente.

O livro, de 64 páginas, será assim oferecido aos leitores do 1000º ‘JL’, disponível nas bancas a partir do dia 28 de Janeiro, e compreenderá obras de Manuel Alegre, Mia Couto, Maria Teresa Horta, Pedro Mexia, Vasco Graça Moura e, entre outros, José Saramago.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Cultura

Morreu Jaime Isidoro

O pintor Jaime Isidoro faleceu ontem de madrugada no Porto.

Nascido no Porto em 1924, Jaime Isidoro manteve em paralelo com a carreira de pintor uma vasta acção de animador cultural, galerista, professor, estando ligado a momentos fundamentais da história das artes plásticas na cidade do Porto e no país.

jaime-onFundou em 1954 a Galeria Alvarez, promoveu os Encontros Internacionais da Arte, em 1970, editou na mesma época a Revista de Artes Plásticas e foi o principal responsável pela criação da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira, no início da década de 80.

Nos últimos tempos, o artista mantinha uma estreita ligação ao pelouro da Cultura de Gaia. Com um atelier instalado no município, estava a preparar um espaço maior e digno para consolidar a sua obra e, por inerência, a sua memória.

Uma grande exposição de Jaime Isidoro esteve patente na Casa Museu Teixeira Lopes, de Dezembro de 2006 a Janeiro de 2007, sendo posteriormente homenageado pela autarquia com a atribuição de Medalha de Mérito.

Associou o nome a uma das principais vias estruturantes do concelho, na freguesia de Serzedo.

Curiosamente, o último número da revista municipal da Casa da Cultura exibia uma obra original que o mestre Jaime Isidoro tinha criado especialmente para aquele efeito.

 

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Política

PS lança Joaquim Couto na corrida à Câmara

Socialista vai visitar as freguesias de Gaia e constatar realidade de cada uma delas

A Comissão Política Concelhia do PS-Gaia votou por unanimidade o nome de Joaquim Couto para encabelar a lista socialista nas próximas Autárquicas. Segundo o presidente da estrutura local, este é “o candidato capaz de assumir a getimageaspxtempo inteiro um projecto concelhio, colocando Gaia como única prioridade na acção política, na perspectiva de resolução dos múltiplos problemas acumulados no concelho”.

No entender do secretariado, Joaquim Couto reúne um “conjunto de características valorizantes de uma candidatura credível, empenhada e vencedora”, assumindo um “projecto de desenvolvimento para o concelho de Gaia, dando um grande enfoque às questões sociais e ao desenvolvimento homogéneo do concelho, áreas que sempre privilegiou na acção política”. Mais: “Esta acção passará por uma relação saudável com os outros municípios da Área Metropolitana, nomeadamente com o Porto, ultrapassando o clima de conflitualidade actualmente instalado e que prejudica os cidadãos”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues.

O socialista ocupa actualmente cargo de deputado na Assembleia da República, mas o trajecto político é bem mais vasto. Couto já ocupou o cargo de Governador Civil do Porto e de presidente da Câmara de Santo Tirso.

Enquanto médico, o socialista exerceu a profissão largos anos em dois Centros de Saúde de Gaia e no Hospital Santo António, no Porto.

Joaquim Couto para além de deputado na X Legislatura, acumula funções enquanto presidente do Conselho de Administração da empresa Mediana – Sociedade Gestora de Imagem e Comunicação, bem como membro do Conselho de Administração da Clitirso – Clínica Médico Cirúrgica Santo Tirso.

A formalização da candidatura deverá acontecer no final do mês de Fevereiro, ou no princípio de Março, altura em que será divulgado o nome da socialista que vai encabeçar a lista à Assembleia Municipal.

Cultura

Ana Pais Oliveira vence prémio ‘Engenho & Arte’

A jovem artista Ana Pais Oliveira ganhou o prémio do ‘Melhor trabalho artístico de Gaia’ no concurso nacional ‘Engenho & Arte’, promovido pelo Grupo Lena em parceria com diversos municípios. O prémio foi atribuído a ‘Dizem ana1que o mar nunca lá chegou’, reflexão pictórica sobre a Capela do Sr. da Pedra que é um dos ex-libris de Gaia.

O vencedor foi anunciado na cerimónia formal de inauguração da exposição de trabalhos concorrentes a nível concelhio, a qual está patente até 25 de Janeiro na Biblioteca Municipal de Gaia.

A iniciativa Engenho & Arte consiste num concurso para obras originais de arte plástica baseadas em obras de engenharia/arquitectura identificadas pelos municípios aderentes, contribuindo assim para o fomento da criação artística e cultural destes concelhos.

Além de um prémio de 2500 euros, cada um dos vencedores a nível municipal está ainda habilitado ao primeiro prémio absoluto nacional, a que correspondem 15 mil euros.

Paralelamente, Ana Pais Oliveira foi também recentemente declarada vencedora absoluta da Bienal de Pintura do Eixo Atlântico, cujos trabalhos finalistas estão presentemente expostos na Casa-Museu Teixeira Lopes.

A jovem artista de Sandim tem, além disso, patente uma exposição individual na Casa da Cultura/Casa Barbot.

 

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Cultura

TEP organiza Curso de Teatro

O Teatro Experimental do Porto vai realizar as IV Oficinas de Teatro-Acções de Formação entre 26 de Janeiro e 9 de Abril de 2009, que decorrerão em Vila Nova de Gaia.

tepDepois do grande êxito obtido nas três primeiras edições em Gaia, entre 2000 e 2002, com a participação de cerca de três centenas de formandos oriundos das colectividades gaienses e professores do ensino secundário do mesmo concelho, regressam agora na 4ª edição para os associados do CCT/TEP.

Abertas à população em geral, obrigam à inscrição como associado do CCT/TEP, conforme as normas indicadas em www.cct-tep.com (em ‘Actualidade do TEP’) e mediante o preenchimento da Proposta de Admissão e Boletim de Inscrição.

Sem apoios específicos para este efeito, o CCT/TEP encontrou uma fórmula de as voltar a realizar, através de auto-financiamento, suportado pela instituição e pelos associados/formandos.

As IV Oficinas de Teatro-Acções de Formação terão apenas o módulo de Interpretação, com as disciplinas de Interpretação, Expressão Vocal, Expressão Corporal, Caracterização e História do Teatro.

Terão um limite de duas turmas, de 15 alunos cada, e serão feitas em horário pós-laboral, das 21 às 24h, em três dias da semana, entre 26 de Janeiro e 9 de Abril.

Tem como idade mínima para a inscrição os 16 anos e destinam-se a encontrar novos talentos para o teatro profissional e a apoiar o teatro de amadores.

As inscrições terminam a 22 de Janeiro de 2009, devendo toda a documentação necessária ser entregue na sede do CCT/TEP, no Largo Estêvão Torres, 631 – 4400-349 Vila Nova de Gaia, até essa data.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Cultura

Gaia é a Capital da Cultura do Eixo Atlântico

A candidatura de Gaia a Capital da Cultura do Eixo Atlântico foi aprovada por unanimidade na reunião da Comissão de Cultura da euro-região, que decorreu no dia 16, em Macedo de Cavaleiros.

logotipo-gaia-capital-da-cultura-do-eixo-atlantico-2009A capitalidade agora assumida pelo município de Vila Nova de Gaia, projectada e desenhada pelo pelouro da Cultura, Património e Turismo, terá lugar durante os meses de Junho, Julho e Agosto. As actividades e animação cultural vão estar centralizadas na zona da Serra do Pilar (Património da Humanidade) e no Centro Histórico, assim como iniciativas constantes nos vários equipamentos culturais da cidade.

O vereador Mário Dorminsky anunciou já a criação de três comissões de trabalho para assegurar as diferentes valências artísticas da capital.

Aliando a cultura urbana e a das tradições, a programação de “Gaia 2009 – Capital da Cultura do Eixo Atlântico” completará o leque de todas as categorias artísticas: escultura e artes plásticas, literatura e banda desenhada, pintura, etnografia, teatro e artes performativas, fotografia, multimédia e cinema.

Destacamos desde já o I Simpósio de Escultura de Gaia, o Festival do Mundo Celta e a Festa da Música. Estes e outros momentos da capitalidade cultural de Gaia contarão, essencialmente, com artistas portugueses e galegos, sobretudo das 34 cidades que constituem o Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular.

Tendo entre os objectivos potenciar o crescimento do número de visitantes e turistas e conseguir a exposição de Gaia enquanto pólo cultural urbano, o projecto agora assumido contemplará uma “Expo-Cidades do Eixo Atlântico” e deverá servir também de lançamento para a versão Passaporte Cultural do Eixo.

por noticiasdegaia Publicado em Cultura

Sociedade

Sistema Nacional de Compras Públicas alargado

Desde Novembro de 2008, aderiram ao Sistema Nacional de Compras Públicas (SNCP) e aos Acordos Quadro celebrados pela Agência Nacional de Compras Públicas, E.P.E. (ANCP), cerca de 50 entidades da administração local, regional e do sector empresarial do Estado.

energia_solarCâmaras municipais, organismos da administração regional, empresas públicas e municipais podem assim usufruir das mesmas condições dos organismos da administração central do Estado e proceder às compras de bens e serviços ao abrigo dos acordos quadro celebrados pela ANCP.

A simplificação dos procedimentos aquisitivos, a normalização dos produtos e serviços a adquirir, a garantia de níveis de serviço e de cumprimento de requisitos ambientais adequados à satisfação das necessidades públicas, em condições económicas e financeiras vantajosas, são alguns dos principais benefícios a que as entidades aderentes podem aceder.

A ANCP celebrou já 4 acordos quadro nas áreas de comunicações móveis, combustíveis rodoviários, papel e economato e equipamentos e serviços de cópia e impressão, esperando vir a concluir até ao final do 1º trimestre de 2009, mais 8 concursos públicos com vista à celebração de acordos quadro nas categorias de equipamento informático, licenciamento de software, veículos, seguro automóvel, energia, higiene e limpeza, vigilância e segurança e plataformas electrónicas de contratação pública.

Fazem parte deste conjunto de entidades câmaras municipais como a de Lisboa, Vila Nova de Gaia, Coimbra, Oeiras, Loures, Sintra, Viana do Castelo, Alcochete, Albufeira, entre outras, bem como organismos como a Protecção Civil da Madeira, SMAS de Ponta Delgada, empresas públicas como a Valor Sul, e outras entidades como o SomosCompras, que tem a responsabilidade pela gestão das compras públicas dos Centros Hospitalares de Lisboa Norte, Central e Ocidental.

Face ao ritmo de pedidos de adesão recebidos, a ANCP espera atingir até ao final do 1º trimestre de 2009, 100 entidades voluntárias aderentes aos acordos quadro por si celebrados.

Laço e Lanidor juntas em campanha de sucesso

A Associação Laço e a Lanidor voltaram a estar unidas pela mesma causa e lançaram no mercado dois modelos de t-shirts, inseridos na campanha Fashion Targets Breast Cancer (FTBC) 2008.

lacoEm 2008, a campanha contou mais uma vez com a participação de nomes sonantes como Adelaide de Sousa-Richardson, Astrid Werdning, Bárbara Guimarães, Fátima Lopes, Mariza, Paula Neves, Sara Tavares e, entre outras, Sofia Carvalho. Não esquecendo as tendências da moda, o roxo e o amarelo foram as cores do alvo e, mais uma vez, milhares de portugueses não ficaram indiferentes à campanha e juntaram-se a esta causa.

Mais de 12 mil t-shirts foram vendidas, revertendo cerca de 111 mil euros a favor da Associação Laço. Os fundos recolhidos reverterão para a criação de um serviço de excelência no Hospital de Santa Maria, um espaço exclusivamente dedicado ao cancro da mama no qual as doentes podem encontrar especialistas que vão ao encontro das necessidades.

O Cancro da Mama é a principal causa de morte entre mulheres Portugal. Quando detectado precocemente a taxa de sobrevivência é de cerca de 90%. O desenvolvimento destas iniciativas vai ao encontro do objectivo da Associação Laço em melhorar a prevenção, diagnóstico e tratamento do cancro da mama em Portugal.

O Fashion Targets Breast Cancer teve início em 1994, quando o estilista Ralph Lauren em homenagem a uma amiga Nina Hyde, vítima de cancro da mama, se propôs a criar uma marca que simbolizasse a luta contra o cancro da mama.

Hoje a marca faz parte do Council of Fashion Designers of America (CFDA) e continua a correr mundo, estando actualmente presente em 12 países.

“Seriedade, rigor e sacrifício”

Falta menos de um ano para as próximas eleições Autárquicas. Joaquim Leite, mesmo depois de deixar a vida de ciclista, continua a pedalar. Encontrou a sua etapa-rainha: Santa Marinha…

joaquim-leite-on-lineA freguesia nunca o deixa dormir. Há sempre alguém, a qualquer hora, que pede, que precisa, que exige. Mas também, em qualquer ‘curva apertada’ que pára, lhe acenam, dando-lhe o alento necessário para mais uma ‘pedalada’.

Joaquim Leite já passou a fase da intransigência, recusando fazer mais um mandato. Agora está na fase da ponderação. A família tem de estar do lado dele nesta decisão.

O contra-relógio aproxima-se… e Joaquim Leite leva vários minutos de avanço… porquê desistir? É a pergunta que muitos santamarinhenses não vão querer ouvir… Quem tiver mais ‘pernas’ que avance…

Quando se fala em acção social, os olhos de Joaquim Leite brilham. Nos últimos anos, muitos dos projectos do executivo são nesta área. As obras na junta espelham essa preocupação. Elevador para primeiro piso, secretaria ampla (acabou o “muro de Berlim”, como chamou o autarca, que separava utentes de administrativos), salão nobre renovado e, mais importante que tudo, atendimento personalizado. “Estou sempre disponível para ouvir os fregueses aqui na junta”, revelou o presidente social-democrata, “ao contrário do que aconteceu no passado ou do que acontece actualmente noutras juntas de freguesia”.

Também o cemitério de Santa Marinha sofreu alterações significativas. Recentemente, por altura dos finados, o executivo esteve no local para conhecer e inaugurar as obras de ampliação e beneficiação. 23 espaços que servirão novas inumações, sendo uma delas um Ossário Comum, que nunca existiu, bem como novos sanitários e abertura do novo acesso pelo lado nascente (avenida Edgar Cardoso) vão permitir melhores condições para aqueles que visitam este local de culto. Claro, sem esquecer a capela da Santinha da Barrosa, um desejo de décadas agora concretizado.

O apoio às famílias carenciadas também não foi esquecido. O executivo tem uma verba anual que funciona como salvaguarda. “Se aparecer aqui algum freguês que não tenha dinheiro para aviar uma receita, ou uma mãe que não tem dinheiro para o leite do bebé, nós pagamos”.

Paralelamente, há centros de dia espalhados pelas colectividades da freguesia. A junta transfere verbas para estas instituições que respondem mais rápido a questões reais. Esta pequena transferência de competências permite não só ajudar a colectividade, mas também, devido ao papel que estas desempenham na comunidade onde se inserem, dar apoio a quem, por norma, está mais desamparado económica e socialmente. O problema é que, com as restrições financeiras, a junta não sabe se consegue manter este ‘protocolo’ por muito mais tempo.

O que falta agora é resolver problemas pontuais, nomeadamente, quando surge algum imprevisto. “Quando há algum acidente somos obrigados a mandar as famílias para pensões do Porto, nem sempre com as melhores condições, porque cá não as há. É pena. Faz falta ao concelho!”

 

Condicionamento do Centro Histórico

Há poucas semanas, a câmara municipal fechou o Centro Histórico ao trânsito. Joaquim Leite é favorável a este condicionamento porque, caso aconteça algum incidente, o acesso às habitações fica assegurado. Mas está renitente quanto ao fecho da Rua Cândido dos Reis, especialmente no Verão. “Há muitas pessoas que fugiam ao trânsito por esta rua. O que vão fazer? Eu acho que se devia encontrar uma outra solução, ou as filas vão ser muito maiores na altura de Verão”. No entender do presidente há duas resoluções possíveis. Abrir a Rua Cândido dos Reis a veículos ligeiros – já que o mau estado desta via se deve em grande parte aos transportes públicos – ou então, pelo menos até meio, que a General Torres tivesse dois sentido, permitindo aos moradores um acesso rápido e mais directo ao Jardim do Morro e à Serra do Pilar (e por inerência à Avenida da República).

Quanto às queixas dos moradores a este condicionamento de trânsito, Joaquim Leite desdramatiza e diz que não são relevantes.

Eleições e oposição

Com maioria na assembleia de freguesia, o social-democrata diz que não teve problemas no relacionamento com as forças políticas de oposição, recordando que “as obras e os factos respondem por si”. E explica, tranquilamente: “Não me lembro de ter algum freguês a usar da palavra no tempo que dispõe. E as questões que a oposição coloca, normalmente, recebem resposta com a obra ou o feito já realizado”.

Neste ponto é um homem de consciência tranquila. E no que diz respeito à recandidatura? Há uns meses responderia um não peremptório, mas agora…

O autarca, apesar de “não ser político”, é um homem de causas. E Santa Marinha ainda tem algumas pelas quais quer trabalhar. Um talvez a tender para o sim…

Já para a câmara, Joaquim Leite não tem duvidas: “Menezes! Nem se pensa noutra solução.”

 

Natal para todos

Depois do almoço de Natal oferecido pelo restaurante Tromba Rija à população da beira-rio, o executivo patrocinou a todos os santamarinhenses (que se inscreveram, naturalmente) um verdadeiro e tradicional almoço, desta vez na Pavilhão Municipal de Coimbrões.

Paralelamente, a junta distribuiu brinquedos por todos os alunos das escolas primárias e infantários. Ao todo, três mil presentes enchem de alegrias os miúdos da freguesia.

Mas o Natal não ficou por aqui. Foram ainda ser distribuídos 200 cabazes por famílias carenciadas. Esta iniciativa vem acontecendo todos os anos, em parceria com a Escola Mística de Oliveira do Douro.

Exemplos de iniciativas que só podem ser levadas a cabo resultantes de muita “seriedade, rigor e sacrifício em Santa Marinha”, termina Joaquim Leite.