Bombeiros de Gaia no Rescue Challenge Lisboa 2011

No passado final de semana uma equipa da Corporação de Bombeiros Sapadores de Gaia deslocou-se à capital, ao Regimento de Sapadores Bombeiros (FSBL) para participar numa prova  de desencarceramento, intitulada Rescue Challenge Lisboa 2011. A prova foi organizada pela primeira vez no nosso país, pelo RSBL, em associação com a APRAT (Asociación Profesional de Rescate en Accidentes de Tráfico), entidade que desde 2005 organiza (junto com várias corporações de bombeiros) Encontros Nacionais de Resgate e Acidentes de Trânsito.
O objectivo destas reuniões é promover a formação continuada e padronizar os critérios de desempenho, para desta forma dotarem os bombeiros de melhor formação para enfrentar, com melhores padrões de qualidade e profissionalismo, qualquer intervenção em acidentes de trânsito com que se deparem.
Estes objectivos são atingidos mediante a preparação de alguns cenários que simulam acidentes de trânsito em condições previamente estabelecidas, cenários estes que são completamente desconhecidos pela equipa de resgate que vai actuar, sempre sob a supervisão de conselheiros APRAT.
Esta prova decorreu entre os dias 17 e 19 do corrente, com participação de 19 equipas de Bombeiros Sapadores, Municipais e Voluntários de todos o país. Para além destes estiveram entidades presentes, nomeadamente, o vereador da Protecção civil da Câmara de Lisboa, Manuel Brito,  representantes do INEM, Liga de Bombeiros Portugueses, Escola Nacional de Bombeiros, Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, Bombeiros de Badajoz, entre outros.
A prova decorreu dentro da normalidade, com a equipa a dar o seu melhor, tendo no final sido recebidas diversas felicitações, inclusive do júri que elogiou a apresentação.
No final da prova verificou-se que a equipa da C.B.S. Gaia se apurou em quinto lugar nas diversas posições específicas: Chefe, Elementos técnicos e Socorrista; e em sexto lugar da geral.

Anúncios

Mega Evento de Suporte Básico de Vida em Coimbrões

No passado dia 20 de Novembro, o Serviço de Anestesiologia e Emergência Intra-Hospitalar do Centro Hospitalar Gaia/Espinho organizou o primeiro Mega Evento de Suporte Básico de Vida, que contou com a adesão de 11 escolas secundárias (nove de Gaia e duas de Espinho), num total de 180 alunos que frequentam o 11º e 12º anos, nas opções de Saúde e Desporto. O objectivo foi ensinar a salvar vidas. Saber avaliar uma vítima em colapso, pedir ajuda ao 112 em tempo oportuno e fazer compressões torácicas eficazes e ventilação boca a boca, foram os principais ensinamentos que os profissionais vão transmitir aos jovens.
Com recurso a manequins de treino de Suporte Básico de Vida, os profissionais do Serviço de Anestesiologia e Emergência Intra-Hospitalar do Centro Hospitalar Gaia/Espinho, com a colaboração de elementos do INEM, ensinaram aos jovens do ensino secundário os passos básicos para salvar a vida de uma pessoa em colapso. No fundo, pretendeu-se que estes jovens fiquem preparados para agir numa situação de emergência e que sejam, eles próprios, transmissores destes ensinamentos para familiares e amigos.
O primeiro Mega Evento em Suporte Básico de Vida realizou-se no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Coimbrões e contou com a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a ERS e o INEM como parceiros institucionais.
Na Europa há registo de cerca de 700 mil paragens cardíacas por ano. Nestes casos, actualmente, a sobrevida à data da alta hospitalar é de 5 a 10%.
Desta forma, a intervenção das testemunhas antes da chegada da equipa de emergência é determinante, o que, de acordo com a organização, “torna eventos como este fundamentais da nossa rotina, pois constituem um treino na educação da população mediante uma vítima em colapso”.

A referência no tratamento do ferro

Sediada na freguesia de Serzedo, empresa  posiciona-se no mercado especificamente no tratamento de estruturas metálicas em ferro, usando para isso todo o conhecimento afecto às técnicas de decapagem, metalização e pintura. Joaquim Zenha é o mentor de todo este projecto empresarial

Além dos serviços, do posicionamento estratégico geográfico, das boas acessibilidades e de todo um manancial de mais-valias que advêm do facto de agregar no mesmo espaço meios urbano e rural, rio e praia, bem como todas as ofertas ao necessário bem estar da população, Vila Nova de Gaia é também um concelho rico em termos de soluções empresariais. Assim, muitas destas actividades são do desconhecimento de grande parte da população. Posto isto, o Notícias de Gaia foi à procura de algumas das ofertas inovadoras no sector industrial. Nesta edição, encontrámos e damos a conhecer a Zenha & Santos, Lda.
Sediada na freguesia de Serzedo, esta empresa posiciona-se no mercado especificamente no tratamento de estruturas metálicas em ferro, usando para isso todo o conhecimento afecto às técnicas de decapagem, metalização e pintura. Portas, portões e janelas em ferro, grades e estruturas de protecção e suporte, asnas, vigas, pilares, pontes e passadiços, bem como todo o tipo de estruturas metálicas de pequena, média e grande dimensão são alguns dos exemplos onde incide o trabalho feito pela Zenha & Santos, Lda.
Com cerca de seis anos de vida, Joaquim Zenha é o mentor de todo este projecto. A experiência de 15 anos permite-lhe dar as devidas respostas ao trabalho que à empresa é solicitado. “Os nossos principais clientes são de serralharia civil, directa ou indirectamente ligados com a construção. Normalmente, é o cliente que traz a obra, mas também a podemos ir buscar. Depois todo o trabalho é feito aqui. Ou seja, o produto vem transformado e nós fazemos o tratamento dele, indo de encontro ao que o cliente deseja”, afiança o nosso interlocutor.
Para quem não conhece, “a decapagem é feita com granalha de aço ou areia sílica, efectuada com sistemas de ar comprimido, que deixa a superfície dos materiais ferrosos limpa de resíduos de ferro, impurezas e gorduras, que normalmente são inconvenientes apreciáveis”. Depois deste processo, a estrutura passa para a secção de metalização, de forma a que o ferro seja pulverizado e tratado com zinco, “ficando com um longo recorde de sucesso sem igual no tratamento anti-corrosão”, regista Joaquim Zenha, lembrando que esta técnica consiste em “projectar arame de zinco derretido sobre uma determinada superfície, usando uma pistola a gás, para que se obtenha um trabalho mais uniforme, rápido e de superior qualidade”. Por fim, surge a pintura. “Este trabalho serve de complemento. Normalmente, os pintores em obra fazem o acabamento final. Contudo, desde que requisitada, também executamos esta tarefa”, acrescenta.

Teleférico é obra de cartaz
De há seis meses a esta parte o volume de negócio tem vindo a decrescer. Aliás, segundo Joaquim Zenha, “registam-se quebras na ordem dos 60%”. Tudo por causa da situação política e económica do país. “A exigência neste mercado é enorme e temos de esmagar os preços. Há muitas adversidades e a ginástica financeira é enorme, por causa das más cobranças, mas isto são ossos do ofício”, manifesta.
Nada que deite por terra o sonho e a vivacidade deste empresário de 42 anos. Aliás, traduzidos em algumas obras de renome, como são os casos do Teleférico de Gaia, de trabalhos para a Suldouro, para o IC 19 (em Lisboa) e na renovação da EB 2/3 de Canelas. “Todos os trabalhos que fazemos deixam-nos satisfeitos. Mas quando são perto de nós, dão-nos outro estímulo, até porque passamos por eles regularmente e isso faz-nos lembrar e dá-nos algum prazer de os rever”, confessa Joaquim Zenha, gaiense de gema e natural de São Félix da Marinha.
“As obras grandes em Gaia estão a acabar, mas vão sempre aparecendo situações ligeiras. Temos uma até que vamos tratar e que vai para Angola. Temos resposta para todas as solicitações, mesmo que sejam para enviar para o estrangeiro. A obra chega cá e depois fazemos o nosso trabalho”, complementa.
“O lema e filosofia de trabalho desta empresa é tentar ajustar o serviço ao que o cliente pretende, de forma a que o trabalho seja eficaz, correcto, ajustado e sério. Ou seja, basicamente, ir ao encontro do cliente, para que este obtenha um trabalho mais competente e rigoroso. A nossa estrutura é satisfazer os clientes, cumprindo sempre os prazos e tudo o que é solicitado”, finaliza Joaquim Zenha.
De registar que a Zenha & Santos, Lda. tem sede na Rua Sete Caminhos, 190, em Serzedo. Pode ainda encontrar toda a informação desta empresa gaiense de referência no site www.zenhaesantos.com, ou pedir informações pelos telefone 220 997 335 e 917 390 022 ou pelo email geral@zenhaesantos.com. Importa dizer que a Zenha & Santos, Lda. está aberta de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 13h30 às 18h30, bem como aos sábados, das 8h30 às 13h, ficando a reserva do atendimento extra-horário laboral e por marcação.

Gaia reforça Matemática a 300 crianças carenciadas

“Pelo quinto ano consecutivo, o município de Gaia dá continuidade ao projecto “Divertir com o Saber”, que visa melhorar as capacidades das crianças na compreensão e no gosto pela Matemática. É um projecto pioneiro em Portugal e na Europa, na medida em que pretende criar igualdade de oportunidades a todas as crianças que frequentam o 1 e 2 ciclos”, afirmou o administrador da Gaiurb. Esta empresa municipal promove a iniciativa, em parceria com a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.

André Correia apontou outras mais-valias do “Divertir com o Saber”, numa altura em que as famílias residentes no parque habitacional social vivem maiores dificuldades, decorrentes da crise económica e financeira do país: “O projecto permite que as famílias destas crianças ultrapassem as dificuldades financeiras com explicadores privados para obter melhores resultados e possam suprir alguns estigmas e resistências à disciplina”.

A abertura do presente ano lectivo, que decorreu no sábado em todos os empreendimentos sociais de Gaia, foi assinalada com o alargamento das Salas de Matemática aos empreendimentos da Cova da Loba 2, em Canidelo, e Balteiro, em Vilar de Andorinho, embora neste último caso o projecto tenha sido desenvolvido nas instalações da EB1 da respectiva freguesia até finais do ano lectivo anterior. Este ano, são duas as turmas que vão aprender a Matemática, num total de 17 crianças: seis do 1º ciclo e dez do 2º ciclo.

Raquel Marina, a professora responsável pelas duas turmas do empreendimento do Balteiro, afirmou que as expectativas para este ano são superiores: “Já conheço as crianças, tenho com elas uma grande relação de proximidade e carinho, sei o que posso esperar delas, quais as suas maiores dificuldades”. E sublinha: “Este projecto é muito interessante. Permite que as crianças se divirtam enquanto aprendem a Matemática, contribui para a promoção das relações interpessoais e para a criação de laços de amizade entre elas. As minhas turmas são espectaculares!”

Ângela Maia, Erica Ferreira, Sara Moreira, Mariana Vieira, Jessica Beatriz e Leonardo, todos com nove anos de idade, iniciaram com forte entusiasmo o primeiro dia de aulas, preparados para “aprender a ler, escrever, fazer contas e outras coisas”.

O projecto “Divertir com o Saber” proporciona aos alunos momentos de partilha, (re)descoberta de saberes de âmbito interdisciplinar, com especial enfoque na Matemática e Português, onde os alunos têm particulares dificuldades de aprendizagem autónoma e compreensão do mundo que os rodeia são os factores que fundamentam a finalidade educativa do projecto “Divertir com o Saber”, cujo acompanhamento é assumido pelas técnicas sociais da Gaiurb.

Caminhada e Pedalada pela ESPERANÇA

Esta iniciativa das Paróquias do Candal e de Santa Marinha e dos respectivos Centros Sociais Paroquiais, realiza-se pelo 3.º ano.

Este ano a “Caminhada e Pedalada” terá como objectivo abrir uma Creche na Afurada.

Percurso: Saída da igreja do Candal (sita na rua Tenente Valadim 99 – Santa Marinha – Vila Nova de Gaia) – às 9:30 horas em direcção às instalações da Creche.

A “Caminhada” também poderá ser realizada de bicicleta, utilizando outro itinerário, mas terminando todos na Creche.

Mais informações em www.paroquiacandal.org.pt

Concurso de Ideias

Criação de uma identidade gráfica de Vila Nova de Gaia

Concurso de Ideias: criação de uma identidade gráfica de Vila Nova de Gaia no âmbito da promoção turística.

Para além dos prémios, o trabalho vencedor poderá vir a estar representado no material promocional de apoio à actividade da Divisão de Turismo do Município de Vila Nova de Gaia.

Apresenta a tua proposta: posto de Turismo de Beira-Rio, até dia 29 de Dezembro.

Consulta o regulamento na página: http://www.gaiaglobal.pt/turismo

Inauguração de estátua em honra da Academia Sénior de Gaia

A Academia Sénior de Gaia é um projecto social e educativo, que conta já com cerca de 350 alunos, com idades compreendidas entre os 43 e os 85 anos, na maioria reformados ou em idade de pré-reforma.

Fruto da parceria entre a Câmara Municipal de Gaia, a Misericórdia de Gaia e a Empresa Gaianima, foi criada a academia  com o intuito de preencher o tempo livre dos cidadãos seniores do concelho, através da prática regular de actividades culturais e desportivas.

Para o município, o desenvolvimento da qualidade de vida dos seniores gaienses é uma aposta forte. Com esse objectivo, promove acções que lhes devolvam o sentido de utilidade e estimulem as relações inter-pessoais e inter-geracionais.

Para marcar o inicio de mais um ano lectivo, realiza-se no dia 18 de Novembro, nas instalações da Academia Sénior de Gaia, a recepção aos alunos da academia, incluindo a cerimónia de boas-vindas aos caloiros e o emblemático “Juramento do Caloiro”.

Este ano, um dos pontos altos do Programa é a Inauguração da Estátua em honra da Academia Sénior de Gaia.

Programa:

– 14h30 | Cerimónia de Boas-Vindas aos caloiros, com o emblemático “Juramento do Caloiro”

– “Inauguração” de Estátua em honra da Academia Sénior de Gaia

– Recriação da Desfolhada (organizada pela Turma de Folclore)

– Magusto, acompanhado com um bom bailarico!

“Troque Coisas por Sorrisos”

Unidade Móvel Solidária vai percorrer todas as  freguesias do município de Novembro até Abril de 2012

Chama-se “Troque Coisas por Sorrisos” a nova campanha de sensibilização ambiental que o município de Gaia está a promover, em parceria com a SUMA. Esta acção vai acompanhar a Unidade Móvel Solidária REUTILÂNDIA®.

Partindo da premissa de que o que para uns é “tralha”, para outros é uma ajuda preciosa e bem-vinda, a REUTILÂNDIA® recolhe objectos úteis: móveis, electrodomésticos, loiças, roupas, acessórios, calçado, carrinhos de bebé, brinquedos, livros, objectos de decoração e muitas outras coisas, que ainda estão prestáveis e podem ser trocados.

Com o objectivo de conseguir um real envolvimento de todos os munícipes, esta viatura itinerante vai efectuar circuitos mistos, de recolha e distribuição de utilidades. Parqueando em locais de fácil acesso e de grande fluxo populacional, segundo um esquema pré-definido e divulgado através desta campanha, entre 03 de Novembro e 28 de Abril de 2012.

“A cada objecto por si entregue, corresponde o sorriso de quem o recebe” é o mote da campanha que, para além de ser solidária, evita que objectos em bom estado e ainda com vida útil sejam encaminhados para aterro. Desta forma, poupam-se recursos financeiros e materiais, ao mesmo tempo que se contribui para a preservação do Ambiente, através do princípio da REUTILIZAÇÃO: voltar a usar dando uma nova vida aos objectos entregues.

Para além da entrega directa na REUTILÂNDIA® é disponibilizada uma linha telefónica solidária, para marcação prévia de situações de recolha ao domicílio. Veja aqui o itinerário da Unidade Móvel Solidária…

Magustos de S. Martinho

O Dia de S. Martinho vai ser assinalado pela Gaiurb com a realização de vários magustos nos empreendimentos sociais e na Agência de Desenvolvimento Local de Vila d’Este.
No dia 11 de Novembro, a partir das 15h00, as pessoas residentes nos empreendimentos sociais Presa Nova, em Grijó, e Tabosa, em Pedroso, vão ter a oportunidade de participar num convívio de S. Martinho, uma tarde diferente que conjuga o sabor das castanhas assadas com o ritmo da animação.
A festa da castanha assada chega ao empreendimento social D. Manuel Clemente, em Santa Marinha, no dia 15 de Novembro, promovendo igualmente um convívio salutar entre todos os moradores.
Entretanto, através da Agência de Desenvolvimento Local de Vila d’Este, será realizado um magusto no pólo 2, a partir das 21h00 do dia 11 de Novembro. A iniciativa conta com o envolvimento das associações sediadas na urbanização, que colaboram através da participação dos respectivos associados e da contribuição com castanhas assadas. A animação está a cargo do artista de variedades Carlos Branco, morador em Vila d’Este.
As comemorações do Dia de S. Martinho fazem parte do plano de actividades do Departamento de Habitação da Gaiurb e representam uma resposta aos desejos da população residente no parque habitacional social, permitindo a partilha de momentos únicos de animação e convívio.

Campanha de Recolha de Alimentos em Valadares

Pelo segundo ano consecutivo, o PSD de Valadares vai levar a efeito uma Campanha de Recolha de Alimentos. A iniciativa vai decorrer nos dias 3 e 10 de Dezembro, na loja Socremer (R. José Monteiro Castro Portugal, n.º 2465).

Os alimentos, não perecíveis, após serem recolhidos e processados serão entregues às 30 famílias mais carenciadas de Valadares.”Este é o nosso principal objectivo, no entanto pela estimativa que fizemos do ano de 2010 poderemos alargar a mais famílias este nosso contributo”, refere Nuno Mota Soares, presidente do núcleo social-democrata local.

A colaboração de todos é extremamente importante para fazer desta campanha a maior iniciativa de solidariedade directa de apoio aos Valadarenses.

CAMINHADA INTERNACIONAL “RUMO À CURA”

Com o objectivo de conseguir apoios para projecto de investigação, na área de engenharia genética, da Síndrome de Dravet, realiza-se no próximo dia 5 de Novembro, a partir das 10h30, no Parque das Nações, em Lisboa, uma Caminhada Internacional Solidária promovida pelo pólo nacional da Dravet Syndrome Foundation Europe (DSF).

O percurso tem início no Pavilhão de Portugal (Cais Português) e termina na Torre Vasco da Gama. Esta caminhada segue-se a outros eventos idênticos já realizados noutros países, nomeadamente na Austrália, EUA, Inglaterra e Canadá e decorre nas cidades espanholas Madrid e Pamplona no dia 5 de Novembro e Almeria no dia 12 do mesmo mês).

Em Portugal, a iniciativa partiu de um conjunto de pais de crianças com esta doença, que procuram desta forma chamar a atenção para uma síndrome que, por ser rara, tem despertado pouco interesse por parte da indústria farmacêutica no desenvolvimento de fármacos destinados a estes pacientes. Pais e familiares de crianças com Síndrome de Dravet têm, por isso, vindo a organizar-se por todo o mundo, levando a cabo diversas iniciativas para dar a conhecer esta patologia e mobilizar os fundos necessários.

A Síndrome de Dravet é uma doença rara, de causa genética, que se manifesta como uma epilepsia grave e incapacitante – em que as crises epilépticas, de diversos tipos, não são controláveis com os fármacos disponíveis – e que é acompanhada por um importante atraso no desenvolvimento psico-motor. Cerca de 75% dos pacientes com Síndrome de Dravet têm uma mutação genética no gene SCN1A, ficando este incapacitado de produzir determinada proteína em quantidade insuficiente.

O projecto OPKO, na área da terapia genética, e que está a ser desenvolvido pela empresa farmacêutica OPKO Health Inc., sedeada no sul da Florida (EUA), veio trazer uma grande esperança às crianças portadoras desta doença em todo o mundo.  A empresa desenvolveu uma nova tecnologia para aumentar a produção de proteína pelo SCN1A, apesar da sua mutação, e testes preliminares mostraram um aumento promissor neste nível de proteína em fibroblastos de um paciente de Dravet e em linhas celulares humanas, como um neuroblastoma. A OPKO está empenhada em promover o desenvolvimento deste trabalho e em conseguir a sua aprovação junto das autoridades de saúde em todo o mundo.

Este projecto é apoiado pela Dravet Syndrome Foundation (DSF), que nasceu nos EUA, e cujo núcleo europeu, ao qual pertence o pólo nacional, está sedeado em Espanha. (http://www.dravetfoundation.eu/) (http://youtu.be/OoLzehX-aRA).

A Fundação, criada em Setembro de 2009, tem como missão angariar fundos para as pesquisas de tratamento/cura da Síndrome Dravet oferecendo, simultaneamente, apoio às famílias afectadas. A DSF é de cariz voluntário, sendo os seus elementos não remunerados. Desde que iniciou actividade já atribuiu 625.000 dólares em prémios de investigação e irá financiar parte do trabalho do projecto da OPKO.

A participação na Caminhada de 5 de Novembro irá, neste contexto, permitir angariar apoios e fundos para o projecto OPKO, estando disponível, paralelamente, uma conta bancária (*) para receber donativos de todos os que quiserem contribuir.

*Conta solidária:

Banco: La Caixa, Caixabank

IBAN: ES3521002139610200205193     

SWIFT: CAIXESBBXXX

Identificar transferência: OPKO PORTUGAL

Parque Biológico é a ‘melhor empresa de gestão ambiental do país’

Vereadora do Ambiente da CMG, Merces Ferreira, e o director do Parque Biológico, Nuno Oliveira

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza celebrou no dia 31 de Outubro o 26.º aniversário. Para marcar a data, organizou um jantar durante o qual foi atribuído o Prémio Quercus 2011.

Este ano, a distinção foi dividida. A Quercus galardoou o Parque Biológico de Gaia, como a ‘melhor empresa de gestão ambiental do país’ e o Professor Doutor Viriato Soromenho-Marques, ex-aequo.

A associação distingue empresa municipal por considerar que este é um “um projecto que demonstra como é possível conjugar desenvolvimento económico com políticas ambientais”.

O Prémio Quercus foi instituído com o objectivo de distinguir entidades, empresas ou cidadãos que se evidenciem na defesa do ambiente e na promoção do desenvolvimento sustentável.

Parque Biológico de Gaia

Há quase 30 anos começou a ser idealizado, no seio do NPEPVS (Núcleo Português de Estudo e Protecção da Vida Selvagem) um centro de educação ambiental, que haveria de se chamar Parque Biológico de Gaia e receberia o primeiro grupo escolar, em visita de estudo, em 21 de Março de 1983.

Durante estas últimas três décadas o Parque Biológico de Gaia deu um contributo assinalável para a Educação Ambiental em Portugal, recebendo muito perto de 2,5 milhões de visitantes, promovendo, em parceria com o antigo IPAMB, doze encontros nacionais de educação ambiental, em diversos locais de Portugal continental e nas ilhas, e um vasto conjunto de outras iniciativas.

A acção do Parque Biológico de Gaia permitiu salvaguardar dezenas de hectares de terrenos com importância para a conservação da natureza que, de outro modo, teriam sido consumidos pela expansão urbana.

O Parque Biológico induziu preocupações ambientais na gestão do Município de Gaia, foi motor da criação de mais parques e promoveu a criação da Reserva Natural Local do Estuário do Douro, a primeira reserva natural local de Portugal que está a permitir reabilitar um local com importância para apoio à migração das aves.

No litoral dunar, o Parque Biológico criou há 15 anos o Parque de Dunas da Aguda que assegura a conservação de uma série de espécies de plantas dunares ameaçadas, incluindo alguns endemismos locais, como a Coincya johnstonii ou regionais, como a Jasione lusitanica. Além disso, desenvolve um vasto programa de educação ambiental sobre o litoral.

Graças a todo este trabalho, Vila Nova de Gaia é um dos municípios urbanos da Europa com maior biodiversidade, estando registadas mais de 2200 espécies da plantas e animais no estado selvagem, algumas de espécies de conservação prioritária, como a Águia-pesqueira, a Lontra, a Toupeira-de-água ou o Falcão-peregrino.

Mas o Parque Biológico assegura há 27 anos, em colaboração com o ICNB, o funcionamento do Centro de Recuperação de Animais mais antigo de Portugal, por onde já passaram mais de 25 mil espécimes, com uma taxa de recuperação e restituição à natureza que atinge os 40%. O Centro de Recuperação e a sua clínica veterinária tem colaborado em inúmeros projectos de investigação sobre saúde animal e colaborado com as autoridades administrativas e policiais na recolha e guarda de espécimes apreendidos por posse ilegal.

Mas o Parque não reduziu a sua acção exclusivamente à sua área específica de actuação; no Parque Botânico de Crestuma, perante o valor arqueológico do local, foram já promovidas duas campanhas de escavações, cujos resultados podem alterar a história do baixo Douro, e no Parque da Lavandeira procedeu-se à classificação como imóvel de interesse público de uma estufa neogótica de ferro fundido, um valioso exemplar da arte do ferro, e promoveram-se vários eventos artísticos, nomeadamente de landart.

No âmbito das suas preocupações sociais, o Parque integra na sua equipa de trabalho, há 19 anos, vinte deficientes mentais, no quadro de um protocolo com a Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental.

A nível nacional, o Parque Biológico de Gaia serviu de modelo e apoiou outras iniciativas, um pouco por todo o país: o Parque Biológico de Vinhais, em Trás-os-Montes, um exemplo e um sucesso de desenvolvimento local, a reabilitação do Parque Biológico da Serra das Meadas, em Lamego ou os futuros parques de Torres Vedras, Lousada ou Albufeira.

As instalações do Parque estiveram sempre à disposição de outras entidades para promoverem eventos próprios; no Parque nasceu e reúne regularmente a Associação Portuguesa de Anilhadores de Aves, a QUERCUS e já usufruiu inúmeras vezes do auditório e outras instalações, a Associação Nacional dos Guardas e Vigilantes da Natureza e a Associação Ibérica de Zoos e Aquários tem promovido ali alguns dos seus encontros anuais, entre muitas outras instituições.

A nível internacional o Parque Biológico de Gaia estabeleceu parcerias e formas de colaboração com inúmeras entidades; com o Instituto Belga de Investigação para a Natureza e Florestas promoveu o primeiro congresso mundial de especialistas em Pirilampos, com a Faculdade de Ciências do Porto irá promover em breve o XII Congresso Mundial sobre Tardigrados, com o Conselho Nacional dos Seringueiros e o Instituto Chico Mendes, na Amazónia Brasileira, desenvolve acções para combate ao tráfico de animais, com a Direcção Geral de Ambiente de São Tomé e Príncipe promoveu o primeiro encontro santomense sobre ecoturismo e conservação da natureza e  está a colaborar com o Ministério do Ambiente de Timor Leste e com a Comunidade de Valência, em Espanha, desenvolve neste momento um projecto LIFE de controlo de tartarugas-verdes.