Hortas e jardins geram inclusão e parcerias

A implementação de hortas e jardins no parque habitacional social de Gaia, desenvolvido pela Gaiurb com o objetivo de promover a inclusão social, está a gerar resultados muito positivos no que respeita à adesão de munícipes e de parceiros privados.

Na sequência do sucesso da implementação do projecto-piloto no empreendimento social Alberto Martins Andrade, em S. Félix da Marinha, em 2007, e do alargamento ao empreendimento social Dr. Mário Cal Brandão, em Avintes, em 2009, a Gaiurb está a replicar a experiência no empreendimento social D. Manuel Martins, em Oliveira do Douro. Até ao final do ano, prevê-se o arranque de mais duas hortas comunitárias, localizadas em terrenos junto aos empreendimentos Monte Grande, em Vilar de Andorinho, e D. Armindo Lopes Coelho, em Olival.

As hortas e jardins do empreendimento social D. Manuel Martins assentam numa lógica de envolvimento intergeracional e estão associadas ao projeto de inclusão social promovido pela Gaiurb junto da população mais vulnerável residente no parque habitacional social, nomeadamente idosos saudosistas das atividades de cultivo da terra, ex-detidos que regressaram aos seus lares, pessoas dependentes do álcool que se encontram em reabilitação e pessoas portadoras de deficiência.

Este projeto da Gaiurb tem merecido o apoio de diferentes entidades, designadamente o Centro Paroquial e Social de Oliveira do Douro (cujos utentes se disponibilizaram a partilhar a sua sabedoria com estas famílias carenciadas), a Junta de Freguesia de Oliveira do Douro (através da cedência das ferramentas necessárias ao tratamento e manutenção dos terrenos), o Parque Biológico Municipal (apoio no acompanhamento técnico e ambiental e na cedência de dezenas espécies para cultivar e estilhas de madeira para o revestimento dos terrenos) e, ainda, a Contecnica – Afonso & Carla, uma empresa de Serralharia sediada na Freguesia de Grijó (através da doação de vedações para os terrenos).

A delimitação dos terrenos a tratar, através da colocação de gradeamento uniforme, de modo a preservar os espaços dos animais domésticos, já foi concluída, graças à recente doação de mais de 300 metros de rede produzida pela Contecnica, o que permitiu vedar toda a área frontal do empreendimento, num total de quatro blocos habitacionais.

Afonso, o empresário responsável pela Contecnica, manifestou vontade em contribuir para este projeto dos jardins e hortas comunitárias, uma vez que se trata de uma ação que visa a inclusão social de pessoas vulneráveis.

A Contecnica é uma empresa de referência no mercado da serralharia e produz equipamentos de máxima qualidade, designadamente portões adequados a todas as necessidades: para garagem, decorativos, simples, automatizados, entre outros. Esta empresa gaiense é, também, responsável pelo fabrico de vedações, gradeamentos, estruturas para suporte. Os metais utilizados são da melhor qualidade de forma a tornar as peças precisas e resistentes.

Este projeto de inclusão social desenvolvido pela Gaiurb integra ações como a implementação de jardins e hortas comunitárias com o objetivo de proporcionar às famílias carenciadas a obtenção de alimentos essenciais à sua subsistência e saudáveis, contribuindo para o equilíbrio do orçamento familiar, ao mesmo tempo que promove o reforço do acompanhamento e apoio às pessoas com trabalho precário, desempregados, pensionistas e outras pessoas com fragilidades sociais.

Anúncios

PS acusa PSD de se ‘distrair’ com projectos pessoais

Na reunião de câmara desta quarta-feira, os vereadores do PS aproveitaram para fazer uma declaração política que visa, sobretudo, “frenesim pré-eleitoral que se vive na coligação PSD/CDS, na Câmara de Gaia, nomeadamente no que respeita às movimentações e notícias públicas de conflitos e disputas pela sucessão ao Dr. Luís Filipe Menezes”.

Os socialistas salientam que “esta guerrilha está a pôr em causa a coesão no município, desde logo entre os vereadores da maioria, que se desdobram em entrevistas individuais ou colectivas a jurar apoio ao candidato A, B ou C, ou em actos de hostilidade uns contra os outros”. Para os vereadores da oposição “este clima de guerrilha, que só prejudica o município, surge numa altura tão difícil para o município e para o país, e manifesta uma febril disputa por lugares”.

Mas a declaração tem dois alvos. A primeira “situação intolerável” diz respeito “à participação assídua de vereadores de outros municípios em iniciativas da câmara municipal de Gaia, mantendo um pé de cada lado”, uma clara alusão a José Guilherme Aguiar que tem estado presente em alguns eventos no município.

A segunda situação tem um destino muito incisivo: Marco António Costa. Segundo os vereadores da oposição, é “sinistra” a forma como o ex-vereador da câmara tem agido. Por exemplo: “o secretário de Estado da Segurança Social tem estado a gravar vídeos promocionais para exibir nos passeios da Terceira Idade organizados pelas juntas de freguesia de Gaia. Ao que se sabe, o secretário de Estado da Segurança Social, um dos muitos nomes do PSD apontados a Gaia, só participa nos passeios da Terceira Idade de Gaia, na condição de secretário de Estado; do ponto de vista das suas funções nacionais, isso revela uma total falta de sentido de Estado, uma efectiva discriminação e um oportunismo latente. Do ponto de vista local, manifesta um aproveitamento populista que as pessoas percebem e que só retira dignidade aos actos”.

Mas os socialistas vão ainda mais longe: “A questão está a atingir as raias do ridículo nesta luta pelo poder, ao ponto de recentemente ter sido exibido um vídeo promocional do secretário de Estado da Segurança Social num passeio da Terceira Idade de uma freguesia de Gaia, aludindo à sua pessoa e enviando cumprimentos. Ora, sabe-se que o Secretário de Estado da Segurança Social não está a fazer isto nas restantes freguesias do país, o que revela um enorme oportunismo no exercício de funções nacionais tão importantes, postas ao serviço das suas aspirações locais”.

Na declaração política, o vereadores criticam Marco António por “abandonar” Gaia para outros voos políticos, porém, “agora que se percebe que a coisa está a correr mal, mantém um pé em Gaia para o que der e vier, contribuindo activamente para as guerrilhas que se vivem no município. Pode perceber-se daqui uma falta de concentração nos dossiers deste Ministério, o que tem levado a erros e equívocos, uns atrás dos outros, que estão a lesar os cidadãos”.

Por tudo isto, os socialistas apelam “ao bom-senso”, ainda mais porque ainda falta mais de um ano para as Autárquicas. “As pessoas merecem que os políticos se dediquem às suas tarefas, em vez de se distraírem com projectos pessoais. Percebe-se a nervoseira que vai na coligação em Gaia, face à ausência de norte e de projectos para continuarem a liderar o município; mas as pessoas estão primeiro, e merecem empenho e trabalho até ao último dia do mandato”. Quanto mais não seja porque toda esta situação “fica muito cara a Gaia e aos gaienses, e impede a concentração no trabalho que cada um tem que fazer”.

Festival Marés Vivas

HORÁRIOS | 18, 19,20 e 21 de Julho

Durante os quatro dias de festival iremos ter mais horas de música por dia!

São muitos os artistas que vão dar música durante os quatro dias de festival.

Pelo palco tmn vão passar nomes como Franz Ferdinand, Wolfmother, Garbage, Kaiser Chiefs, The Cult, Billy Idol, Gogol Bordello, Anastacia, Pedro Abrunhosa, The Hives e muitos mais…

Já no palco Moche não se podem perder nomes como Virgem Suta, HMB, João Só e os Abandonados, André Indiana Blues Band, Slimmy, The Eleanors e ainda Luísa Sobral.

O recinto abre às 17 horas. Seguem os horários dos espectáculos para que não perca um único segundo do festival.

Siga-nos no Facebook :)

CLUBE DE TIRO DE GAIA

Associação Desportiva e Cultural

Fundado em 11 de Fevereiro de 2012, o Clube de Tiro de Gaia é uma Associação Desportiva e Cultural que tem por objetivo a promoção, organização, ensino, fomento e prática de modalidades desportivas, formação de árbitros, treinadores e atiradores desportivos, formação e atualização técnica e cívica para uso e porte de armas de fogo, em termos teóricos e práticos, de harmonia com as leis e regulamentos nacionais e internacionais.

Missão e Objetivos: O Clube de Tiro de Gaia pretende dedicar-se, numa fase inicial, à formação de atiradores, não apenas, mas especialmente, aos do escalão etário mais baixo, fazendo simultaneamente a apologia da modalidade, e a divulgação dos seus princípios, como o desportivismo, a sã convivência, a auto-disciplina e as atividades concorrentes para uma boa saúde física e mental.

É também objetivo, a médio prazo, a obtenção da capacidade de efetuar treinos e provas numa carreira de tiro para armas de fogo com bala, suprindo assim uma grande lacuna, da não existência na área metropolitana do Porto, de instalações desportivas dessa natureza.

Para mais informações acerca deste projeto contactar: Luís  Mota: Tlm 916030880 mota.lfm@gmail.com  | José Silva: Tlm 913401816  jmlopes-silva@hotmail.com

Festa social em Vila d’Este

Centenas de moradores aplaudiram iniciativa da Gaiurb que ajudou Associação Protetora da Criança
A festa de verão promovida pela Gaiurb, através do Pólo Integrado para a Empregabilidade e Vida Ativa (PIEVA), uma ação imaterial desenvolvida no âmbito da 2ª fase de reabilitação de Vila d’Este, mobilizou centenas de moradores da urbanização que aplaudiram todo o programa de animação e toda a ajuda prestada à Associação Protetora da Criança, sedeada em Valadares, através de donativos em bens alimentares e produtos de higiene destinados às 30 crianças e jovens ajudados pela instituição.
Apresentada por Helder Reis, esta festa contou com a presença de Mercês Ferreira e Amélia Traça, vereadoras da câmara de Gaia, e Silvano Teixeira, director do departamento de Habitação da Gaiurb.
O ponto alto da festa foi o desfile das “Marchas dos Santos Populares”, composta por 33 elementos que frequentam as atividades desenvolvidas pelo PIEVA, com idades compreendidas entre os 3 e 82 anos. As indumentárias e os artefactos utilizados foram confecionados pelos próprios utentes deste projeto social da Gaiurb com recurso a materiais recicláveis. Foram cortadas cerca de 10 mil flores em papel para confecionar os arcos. Os participantes saíram a pé das instalações do pólo 2 do PIEVA, situado no lote 73 de Vila d’Este, chegando ao local do evento para desfilarem sob fortes aplausos.
A noite festiva foi marcada por extraordinárias perfomances que acolheram a admiração e reconhecimento do público. Começou com a graciosidade da atuação do rancho infantil “Amigos do Jardim”, com danças da roda, seguindo-se um espetáculo fantástico de danças andinas, protagonizado pelo Grupo Intichask (apoiado pelo Centro Recreativo de Mafamude) e, depois, uma performance de fogo pelo projeto “Alquimia – Ruínas do Tempo”.
O encerramento da noite festiva, que decorreu ao ar livre, entre a piscina e o pavilhão municipais de Vila d’Este, contou com a participação de Manuel Branco, um artista de variedades residente na urbanização, e um bailarico popular.
A ação imaterial PIEVA tem como objetivo adaptar as modalidades de intervenção às necessidades da comunidade, promover a inclusão social, apoiar projetos de vida e valorizar a comunicação intergeracional.

Siga-nos no Facebook

Feirantes de Gaia são alvo de sensibilização

Nova campanha visa a alteração de comportamentos e a consciencialização para a partilha de responsabilidades por parte dos comerciantes e clientes de feiras e mercados

Porque um mercado bem tratado depende do cuidado dos seus comerciantes e clientes, o Município de Vila Nova de Gaia e a Suma voltam a unir esforços com o lançamento de uma nova ação de sensibilização, desde o dia 5 de junho.

Assumindo a designação daquilo que as duas entidades ambicionam – “Um Mercado Bem Tratado”-, esta iniciativa, que vai ser promovida através de contacto pró-ativo junto dos feirantes, pretende incutir responsabilidades relativamente à utilização e limpeza dos espaços onde decorrem as feiras, salientando, simultaneamente, as vantagens comerciais decorrentes da adoção de cuidados ambientais.

Assim, os materiais informativos de suporte desta campanha (folhetos e cartazes), que serão distribuídos de forma qualitativa, para além de incidirem sobre a problemática da triagem e deposição e acondicionamento de resíduos, abordam também temáticas transversais, nomeadamente os direitos e deveres constantes no Regulamento Municipal e informações úteis para vender melhor.

Com o objetivo de reconhecer o esforço de todos os que respeitam o Ambiente, esta campanha implica ainda neste processo os clientes dos mercados e feiras, incentivando-os a fazerem as suas compras nas bancas que apresentem os melhores cuidados ambientais.

Siga-nos no Facebook

Academia Pausa Ativa

Inaugurou no dia 23 de junho a Academia Pausa Ativa, em Lavadores. Um novo conceito que alia diversão e relaxamento ao exercício físico

Um espaço de luxo num ambiente privilegiado -com a praia como pano de fundo – a Academia Pausa Ativa proporciona momentos de diversão e de relaxamento no interior, como ao ar livre…. Saiba mais aqui…

 

Siga-nos no Facebook :)

Azeitonas convidam Rui Veloso

2012 é o ano em que se comemoram 10 edições do Festival Marés Vivas tmn e é também o ano do 10º aniversário de Os Azeitonas.

Sendo assim, e porque comemorações são comemorações, Os Azeitonas contarão com a presença no Palco tmn, no dia 20 de Julho, de um ilustre convidado: Rui Veloso. Esta cativante presença do músico Portuense no Festival Marés Vivas tmn 2012, deve-se ao facto de ter sido Rui Veloso o grande responsável pelo sucesso e mediatização de Os Azeitonas. A banda saiu do anonimato com o álbum “Um tanto ou Quanto Atarantado”, que foi gravado a convite de Rui Veloso pela sua editora “Maria Records”. Os Azeitonas foram ao longo dos anos somando várias actuações conjuntas com Rui Veloso, entre as quais a presença no concerto de comemoração dos 25 anos de carreira do músico, no Coliseu do Porto.

A presença de Rui Veloso no Palco tmn, como convidado de Os Azeitonas, foi uma das novidades que foram apresentadas ontem à noite, na festa de apresentação do Festival Marés Vivas tmn 2012, que decorreu no OPO Club & Lounge Gaia. A festa contou com a presença de Os Azeitonas, The Eleanors, The Lazy Faithfull, Mónica Ferraz, André Indiana, João Só e ainda Pedro Abrunhosa (que brindou os presentes com uma intimista actuação), entre outros.

Siga-nos no Facebook

Regata nocturna de Windsurf vai iluminar rio Douro

O Extreme Sailing Series traz ao Porto um evento único, singular e cheio de surpresas. Para além das regatas de catamarãs de 13 metros que irão encher o rio Douro transformando-o num estágio gigante, o evento traz ainda uma novidade nunca antes testada no nosso país, uma Regata Nocturna.
A NeilPryde, marca de Windsurf fornecedora dos Jogos Olímpicos, organiza nos dias 7 e 8 de Julho, um circuito de Windsurf com uma nova tecnologia aplicada nas velas – um dispositivo LED que fará com que estas fiquem totalmente iluminadas criando um efeito nunca antes visto.
Esta prova de Windsurf será feita na sua classe mais recente RS:One. Esta nova disciplina é inspirada na classe olímpica RS:X e apresenta-se como uma variante mais fácil e acessível a um grande numero de praticantes. O equipamento é igual para todos e a prova pode ser realizada em qualquer condição de vento. O grande objetivo é promover a competição de Windsurf qualquer que seja o nível e trazer para os centros urbanos o espetáculo de regatas.
O circuito do Exteme Sailing Series é constituído por oito etapas em importantes cidades à volta do mundo e apresenta um conceito inovador de ‘criar’ um estádio gigante onde toda a cidade pode acompanhar as regatas ao vivo. Para além das provas na água, vão estar a decorrer atividades paralelas nas margens do rio o que deve atrair milhares de pessoas. Um ecrã gigante fará o acompanhamento das regatas bem como uma área de diversão com tendinhas regionais, bares e insufláveis.
Os interessados em participar na regata de Windsurf devem aceder à página da Neilpryde http://racing.neilpryde.com/index.php?option=com_nicenhk&layout=porto e preencher o formulário. Todo o material é disponibilizado pela organização e a inscrição é gratuita e feita online. O prize Money desta prova, aberta a todos, é de 3 mil doláres.

Siga-nos no Facebook

Gaia celebra elevação a cidade

O Salão Nobre dos Paços do Concelho vestiu-se a rigor para a sessão evocativa dos 28 anos de elevação de Gaia a cidade. Como tem acontecido todos os anos, o executivo atribuiu medalhas honoríficas a várias personalidades, de Gaia ou não, desde que tenham contribuído ou contribuam para o bom nome do concelho. Personalidades ligadas a várias actividades  como o teatro, o desporto, o lazer ou cultura.
Este ano não foi excepção. E para além dos homenageados, o evento contou ainda com a presença de vários presidentes de junta (Madalena, Canidelo, Sermonde, Afurada, Olival, Serzedo, Arcozelo, Vilar do Paraíso e São Félix da Marinha), de antigos autarcas gaienses, entre eles José Guilherme Aguiar, assim como do secretário de estado da solidariedade social, Marco António Costa.
Uma a uma, as medalhas foram sendo entregues e cada um dos homenageados foi agradecendo a atribuição. As palavras de satisfação e de honra foram a temática de todos os medalhados.
Luís Filipe Menezes aproveitou para fazer um discurso de elevação da região Norte e da marca ‘Porto’ e de toda a sua potencialidade.
O autarca salientou ainda o bom relacionamento com o partido socialista, oposição na câmara, desejando que este ‘bom entendimento’ se mantenha até ao final do seu quarto mandato. “Especialmente agora em que vão ser debatidas questões estruturais fundamentais para o município”, afirmou. “É esta convergência que eu vou procurar manter com o PS”, alargando-a se possível ao PCP e ao BE.
Já César Oliveira, presidente da Assembleia Municipal, aproveitou o momento do discurso para apelar à união de todas as forças políticas na alteração da administração local, que está iminente. “Não gostaria que fosse outro órgão a decidir por nós. Na assembleia e na câmara há gente com muito nível e com capacidade para resolver estas questões que são do nosso próprio interesse”.

Festas populares animam a cidade

Marchas e fogo atraem milhares de pessoas à beira-rio. S. Pedro é o santo popular que está agora em destaque. Fogo de sábado e grandiosa procissão de domingo são os dois pontos altos da festa na Afurada

‘Olha o balão, na noite de S. João’. É assim que começa um dos refrões mais conhecidos e trauteados nas festas populares. E, na verdade, na noite mais longa a que o Porto e Gaia assiste – e resiste – foram muitos os balões que iluminaram o céu. S. Pedro deu uma ajuda e nem as tradicionais orvalhadas estragaram a festa.
O alho porro e os martelinhos – mais ou menos elaborados – foram os reis e senhores da noite, mas foi o fogo o que mais olhares captou. Como sempre, agradou a alguns (muitos têm de se dizer) e não satisfez outros. Mas o espectáculo de luz e som ficou bem marcado como ponto alto para milhares de ‘foliões’ das duas margens do rio.
Depois do fogo, foi um vê se te avias para percorrer centenas de metros pelas ruas das duas cidades. As músicas tradicionais e rapioqueiras também não faltaram. Em Gaia, no Cais, foram muitos os que dançaram pela noite dentro. Pelo menos enquanto as pernas e os pés permitiram.
Na semana anterior foi a vez das marchas saírem à rua e embelezarem a beira-rio. Este ano foram nove as ‘concorrentes’ que desfilaram perante o olhar de centenas de gaienses. Crestuma, Valadares, Avintes, Pedroso, Sermonde, Afurada, Mafamude, Vilar do Paraíso e Santa Marinha foram as freguesias que mostraram os dotes em áreas distintas. 17 elementos foram classificando a música, letra, coreografia, cenografia e, claro, o guarda-roupa. No final, as vencedoras foram Santa Marinha, Vilar do Paraíso e Afurada, respectivamente.
Estas duas iniciativas provaram que os gaienses estão receptivos. Sempre que há eventos na zona histórica, muitos são os que esperam para assistir. Pena é que não haja uma programação perma-nente que dinamize todo o espaço da beira-rio.
Segue-se agora o S. Pedro. E as noites mais atractivas. Já hoje, dia do padroeiro da vila piscatória, pelas 19 horas, a Igreja da Afurada via receber a Missa da Festa, com participação do Grupo Coral da freguesia. Marcos Levi sobe ao palco pelas 22 h00 e, pelas 23h30, será a vez de Leandro.
Sábado começa bem cedo em festa. Pelas 9h00, os Mareantes do Rio Douro desfilam para a tradicional arruada. Às 15h00, o Trio Eléctrico ‘Cambalacho’ vai agitar a freguesia. Pelas 22h00, Emanuel dá o mote para o bailarico, entoando êxitos da musica popular. O desejado e grandioso fogo começará quando o relógio bater as 12 badaladas e, seguramente, atrairá centenas de pessoas ao local. A noite encerra com o grupo Ponto Fixo.
O domingo é, talvez, o dia mais emotivo. A arruada estará a cargo da Banda Musical 1.º de Agosto e às 11h00 será a hora da homilia na Pra-ceta de São Pedro. Segue-se o momento religioso que enche as ruas de milhares de devotos. Pelas 15h30, está prevista a saída do andor para deposição da coroa de flores no mar. Meia hora depois, a Procissão. Todas as ruas da freguesia serão calcorreadas, dando oportunidade a comunidade para dar graças ao padroeiro dos pescadores. José Cid é a figura da noite, actuando às 22h00, e Miguelão do Acordeão fecha a cortina do palco afuradense, pelas 23h30.
Segunda feira encerram as imponentes festas. Os Diapasão sobem ao palco às 21h30 e, por volta da meia noite e meia, há a tradicional descarga de morteiros. Seguramente, não faltarão motivos para que os gaienses e toda a comunidade dos municípios vizinhos visitem a freguesia da Afurada.

Siga-nos no Facebook

Concertos de Verão voltam a animar a Serra do Pilar

A Serra do Pilar vai se transformar uma vez mais num magnífico palco, tendo por pano de fundo uma das mais belas paisagens do mundo. Ali irão ter lugar os primeiros Concertos de Verão, que começarão no próximo dia 29, com a presença de Luís Represas & João Gil e no dia seguinte dos Echo & the Bunnymen. Os Concertos de Verão prosseguem no fim de semana seguinte, com a atuação de Rui Veloso no dia 6 de julho e dos Manfred Mann, no dia 7.
O Festival Concertos de Verão da Serra do Pilar surge da fusão de duas marcas do Pelouro da Cultura de Gaia, o “Rock às Sextas” e “Reviver os 70s” eventos que este ano não se concretizaram.

LUIS REPRESAS & JOÃO GIL
Luis Represas e João Gil são amigos de longa data e constituíram por assim dizer a “alma” dos Trovante, banda que fundaram nos anos 70 e que se tornou numa das mais importantes formações da história da música portuguesa, deixando um legado de “hinos” como, “Perdidamente” ou “125 azul”.
No final dos Trovante, Luís Represas e João Gil abraçaram projetos separados. Represas mantém uma sólida careira a solo, compondo discos e apresentando-se regularmente ao vivo e já trabalhou com nomes como Pablo Milanés, Simone ou o recentemente desaparecido Bernardo Sassetti.
João Gil formou a Ala dos Namorados, banda que alcançou um êxito notável durante os anos 90, tendo-se depois retirado para trabalhar no projeto Filarmónica Gil. Fez ainda parte do coletivos Rio Grande e Cabeças no Ar, juntamente com Rui Veloso e Jorge Palma, entre outros artistas.
A propósito dos 35 anos de carreira, Luís Represas e João Gil juntaram-se novamente para fazerem um disco epónimo.

ECHO & THE BUNNYMEN
Os Echo & the Bunnymen surgiram ainda no final da década de 70, mas foram os anos 80 que os viram crescer até se tornarem numa referência incontornável, numa banda de culto, tendo para isso muito contribuído a imagem do fundador e vocalista Ian McCulloch.
Dos seis discos gravados durante a primeira vida dos Echo, entre 1980 e 1987, ficaram temas emblemáticos do chamado “som da frente”, como “The Cutter”, “Killing moon” ou “Seven seas”. Os Echo & the Bunnymen não sobreviveram à saída de McCulloch que procurava uma carreira a solo e, apesar de ainda terem gravado um disco com Noel Burke como vocalista, separaram-se em 1993.
Depois de ter trabalhado com o também ex-Echo Will Sargeant no projeto Electrafixion, McCulloch acedeu em reunir os Echo & The Bunnymen, em 1997 para uma nova vida, tendo já lançado cinco trabalhos discográficos.
O primeiro concerto dos Echo & the Bunnymen em Portugal teve lugar no Festival de Vilar de Mouros, em 1982.
Concertos de Verão da Serra do Pilar – Bilhetes à venda via Ticketline, FNAC´s e locais habituais e na Casa Barbot (aqui também bilhetes Passaporte Cultural)
BILHETE NORMAL: 7.5 Euros | BILHETE PASSAPORTE CULTURAL: 5 EUROS.

Siga-nos no Facebook

Santos Populares em Vila d’Este

Helder Reis apresenta festa com Marchas Populares e ajuda Associação Protetora da Criança

O Pólo Integrado para a Empregabilidade e Vida Ativa (PIEVA) de Vila d’Este, uma acção imaterial desenvolvida pela Gaiurb no âmbito da 2ª fase da reabilitação da urbanização, vai promover um evento de verão subordinado ao tema “Santos Populares”, na próxima sexta-feira, dia 29 de Junho, a partir das 21h00, ao ar livre, no espaço que medeia o Pavilhão e Piscina municipais.
Trata-se de uma iniciativa que visa, também, ajudar a Associação Protetora da Criança, através da angariação de bens alimentares ou de higiene pessoal. Esta IPSS está sedeada em Valadares e presta auxílio a 30 crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 2 e os 18 anos.
As dificuldades inerentes às medidas de austeridade no País têm criado numerosos constrangimentos financeiros a esta IPSS que, para além da prestação de serviços sociais que desenvolve há 56 anos, pretende ainda alargar a resposta a Jardim de Infância e Pré-Escolar.
A festa começa com um momento de animação, com pinturas faciais, moldagem de balões e animação circense, prolonga-se com uma atuação do rancho infantil “Amigos do Jardim”, seguindo-se o projeto Alquimia “Ruínas do Tempo”. As marchas dos santos populares iniciarão o desfile às 21h30, seguindo-se um espetáculo de danças andinas e, para encerrar a noite festiva, uma perfomance de fogo e um bailarico popular com atuação de Manuel Branco.
A marcha “Santos Populares” é composta por 33 elementos que frequentam as atividades desenvolvidas pelo PIEVA, com idades compreendidas entre os 3 e 82 anos. As indumentárias e os artefactos utilizados foram confecionados pelos próprios utentes do projeto social da Gaiurb com recurso a materiais recicláveis.
Foram cortadas cerca de 10 mil flores em papel para confecionar os arcos. Os participantes sairão a pé das instalações do pólo 2 do PIEVA, situado no lote 73 de Vila d’Este, chegando ao local do evento 15 minutos depois.
Esta ação promovida pela Gaiurb, através do PIEVA, tem como objetivo adaptar as modalidades de intervenção às necessidades da comunidade, promover a inclusão social, apoiar projetos de vida e valorizar a comunicação intergeracional.

Siga-nos no Facebook

Menos impostos municipais em 2013

Menezes e oposição juntos na diminuição de impostos no próximo ano.

“Chega de austeridade. Em Gaia, no próximo ano, vamos baixar impostos”. Este é o modelo em que o presidente da câmara aposta para “criar condições para o crescimento”. E Filipe Menezes explica a fórmula: “Neste momento, o enfoque vai para as taxas sobre as empresas, com vista ao relançamento da economia. Vamos baixar a derrama, as taxas municipais na área do urbanismo (podendo existir taxa zero nalgumas áreas). Também vamos baixar o IMI e, porventura, à taxa zero durante vários anos”.

Assim sendo, os gaienses podem contar com uma carga fiscal municipal mais leve. O autarca assegura que, desta forma, conseguirá minimizar os “sacrifícios” a que a população está sujeita, evocando que qualquer medida contrária “seria contraproducente”. “Se, neste momento, fôssemos aumentar impostos ou diminuir salários ou tirar mais direitos sociais, o que íamos ter era mais crise, mais desemprego e era uma bola de neve”. Menezes quer travar com a austeridade no município, já no próximo ano e aproveitou para aconselhar o Governo a fazer o mesmo e procurar “encontrar o equilíbrio”.

Vereadores da oposição satisfeitos com esta proposta pensada pelo PS-Gaia

Eduardo Vítor Rodrigues está visivelmente satisfeito com esta tomada de posição. Até porque “esta proposta que o presidente da câmara agora anuncia foi assumida pelo PS-Gaia numa reunião com o Dr. Menezes há cerca de uma semana. De facto, o PS-Gaia tem vindo a queixar-se dos exageros de taxas e impostos municipais de Gaia, como sucede ano após ano. Ficamos muito felizes por, desta vez, a nossa voz ter sido ouvida, naquilo que consideramos ser, no mínimo, uma proposta conjunta”.

O vereador assegura que, apesar de ser uma ideia socialista, prefere que “ o Dr. Menezes anuncie estas medidas como suas, do que mantenha as taxas. Mas estas medidas são muito mais do que um anúncio, são uma proposta concreta do PS-Gaia no âmbito da preparação do Regulamento de taxas e do Plano e Orçamento para 2013”.

Os vereadores do PS-Gaia propuseram a diminuição do IMI em projectos de reabilitação urbana, a diminuição da taxa de resíduos sólidos, que onera a factura da água, a diminuição da Derrama para empresas que contratem trabalhadores, e as taxas de urbanismo.

Mais ainda, “dando cumprimento à efectiva preocupação com os gastos exagerados e pouco explicados, assumimos a necessidade de repensar o peso das empresas municipais em Gaia, nomeadamente e prioritariamente a Gaianima”, salientou o socialista.

Siga-nos no Facebook… clique aqui!

MARCHAS DE S. JOÃO – GAIA 2012

Marcha de Vilar do Paraíso (ACRAV) – Vencedora em 2011

As Marchas de S. João são um dos momentos altos das festividades que decorrem nesta quadra no concelho de Vila Nova de Gaia.

Relembrar e reviver é um dos objectivos desta iniciativa, que pretende proporcionar o reforço do sentido de comunidade, incentivando a participação colectiva através das suas colectividades.

As Marchas de Gaia deste ano têm como tema “O São João”, devendo as nove freguesias/marchas participantes glosar este tema, quer no que respeita à Letra e à Música, quer no que concerne aos Arcos e Balões e ao Guarda-Roupa.

A Grande Marcha – Gaia 2012 é de autoria do poeta e letrista Joyce Piedade (letra) e do maestro e compositor Ramiro Lopes (música), sendo interpretada por Rosita.

As freguesias de Afurada, Avintes, Crestuma, Mafamude, Pedroso, Santa Marinha, Sermonde, Valadares e Vilar do Paraíso desfilarão a partir das 22h00 num percurso compreendido entre o tabuleiro inferior da Ponte Luís I e o Largo da Cruz, dando cor e alegria a uma zona extraordinariamente bela.

As Marchas começam a desfilar no Largo Luís I, junto ao tabuleiro inferior da Ponte, do lado de Gaia, percorrendo seguidamente a Avenida Diogo Leite e Avenida Ramos Pinto. Após a exibição perante o júri na Praça Central do empreendimento do Cais de Gaia, em frente ao Convento Corpus Christi, as Marchas continuarão a desfilar até ao Largo da Cruz.

O Cais de Gaia é, mais uma vez, o ponto central de exibição das Marchas, recebendo centenas de pessoas que integram os diferentes grupos.

MARCHAS DE S. JOÃO – GAIA 2012 | “O SÃO JOÃO”

FREGUESIAS e INSTITUIÇÕES participantes:

FREGUESIA DA AFURADA – Grupo Desportivo e Cultural do Bairro da Afurada

FREGUESIA DE AVINTES – Grupo Mérito Dramático Avintense

FREGUESIA DE CRESTUMA – Grupo Folclórico e Etnográfico de Santa Marinha de Crestuma

FREGUESIA DE MAFAMUDE – Centro Popular dos Trabalhadores da Alameda do Cedro

FREGUESIA DE PEDROSO – Jaca Futebol Clube

FREGUESIA DE SANTA MARINHA – Tuna Musical de Santa Marinha

FREGUESIA DE SERMONDE – Associação Sermonde Cultural

FREGUESIA DE VALADARES – Grupo Folclórico de Valadares

FREGUESIA DE VILAR DO PARAÍSO – Grupo Dramático de Vilar do Paraíso

CONVIDADOS A ABRIR O DESFILE – Associação Recreativa “Os Mareantes do Rio Douro”

Siga-nos no Facebook… clique aqui…

José Cid e Emanuel no S. Pedro da Afurada

Estão quase a começar as Imponentes Festas em Honra de S. Pedro, Padoreiro dos Pescadores da Afurada. Este ano, a vila piscatória vai estar em festa de 22 de junho a 2 de julho, com especial destaque para o dia do padroeiro (29 de junho), o dia 30, sábado, com o majestoso fogo de artificio habitual e, claro, o domingo seguinte dia da Procissão.

PROGRAMA Musical

22 de junho – sexta – Banda Reciclagem

23 de junho – sábado – João Neto | Banda Lusa

24 de junho – domingo – Albatroz

25 de junho – segunda – Os Solitários

26 de junho – terça – Marchas de S. João

27 de Junho – quarta – Noite de Fados

28 de Junho – quinta – Tropical Swing

29 de junho – sexta(Dia do Padroeiro) Marcos Levi | Leandro

30 de junho – sábado – Trio Eléctrico Cambalacho | Emanuel | Grandioso Fogo de Artifício

1 de julho – domingo – Procissão ( a partir das 15h30) | José Cid | Miguelão do Acordeão

2 de julho – segunda – Diapasão

Siga-nos no Facebook! Clique aqui :)