Cerâmica ainda não pagou salários de fevereiro

Esta manhã, os trabalhadores da Cerâmica de Valadares reuniram, uma vez mais, devido ao atraso da empresa no pagamento dos salários. Em causa estão os ordenados de fevereiro que, segundo a comissão de trabalhadores, ainda não foram liquidados, como havia sido prometido pela direção da fábrica.

Não adiantaram as medidas que irão tomar, caso a situação não se altere, no entanto já marcaram uma conferência de imprensa que vai acontecer na manhã de quarta, junto às instalações da cerâmica.

A comissão já fez saber que será nessa ação que irá dar todas as explicações. Ainda assim, o representante dos trabalhadores confirmou à Lusa que “continuam à espera do pagamento do salário de fevereiro que a administração da empresa prometeu pagar há mais de uma semana”.

No início da semana passada, o administrador da Cerâmica explicou terem sido propostas férias a trabalhadores durante um período em que a fábrica se encontra em limpeza e “remodelações do processo de produção”. O que se confirma é que a produção Valadares continua parada e a maioria dos trabalhadores mantêm-se em casa.

Recorde-se que, em fevereiro, os trabalhadores bloquearam os portões da fábrica. Durante 15 dias, não entraram nem saíram mercadorias como forma de protesto pela falta de pagamentos dos salários em atraso de dezembro e janeiro.

Anúncios

2 comentários a “Cerâmica ainda não pagou salários de fevereiro

  1. Mais uma vez a administracao da valadares nao cumpriu com o prometido esperoque quarta feira a comunicacao social va para ver como e dramatica a situacao de muitos trabalhadores que ja nao tem que dar de comer aos filhos uma vez que isto ja se arrasta desde agosto e a grande maioria ja tem prestacoes da casa em atraso e nunca mais vao endireitar as suas vidas

  2. Coitadinhos são uns desgraçados. A crise já dura há 4 anos (crise no país e construção) e esses trabalhadores continuavam a fazer vida de ricos, comprar carros para o homem e mulher, grandes passeios, grandes almoços, mariscadas, etc.
    Concerteza se forem para o desemprego ganhar 60% do vencimento vai ajudar os funcionários a endireitarem a visa.
    CONVERSA DA TRETA! TUDO POLITICA! ESTA CGTP só quer deitar as empresas abaixo. é disto que se trata campanha politica e estes trabalhadores estão a ser usados como armas de arremesso, pois não compreendem que estão a ser manipulados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s