‘Pacotes de Sementes de Solidariedade’ potencia música em Vila d’Este

Em Maio de 2010, a comunidade de Vila d’Este acolheu o CoMMusI – Comunidade e Música. Passado pouco mais de um ano, este programa Sociocomunitário de Educação Artística tem sido um sucesso. E com pernas para avançar muito mais e alargar a todo o município de Gaia. Este é um projecto de animação cultural e de inclusão social, sustentado em actividades artísticas/musicais, que envolvem a comunidade e os alunos e professores do agrupamento escolar local. A equipa do CoMMusI, juntamente com todas as entidades envolvidas, juntou-se para fazer um balanço do primeiro ano.

A ideia nasceu na Fundação do Padre Leão e tem como raio de acção vertentes tão distintas como a arte e ou a educação. Sem pretender substituir a escola e a disciplina de música, a CoMMusi  promove iniciativas de educação artística da população, com especial atenção às crianças e aos jovens, de modo a proporcionar o desenvolvimento humano, o bem-ser e bem-estar da população. Paralelamente, fomenta a coesão social seja pelo incremento de redes de cooperação entre escolas, associações culturais e de moradores, empresas e autarquias locais, seja pela atenção particular às crianças, adolescentes e jovens que estão em situações de maior vulnerabilidade e risco sociais. Este programa pretende também potenciar a vivência e a prática da música junto do maior número possível de crianças, adolescentes, jovens e adultos da comunidade, tanto através da aprendizagem de um instrumento, como integrando-os em coros e orquestras infantis e juvenis e coros de adultos.

Este projecto está integrado na Inovação Social e Solidária (ISSO). Esta é uma entidade privada, criada em 2010, detida integralmente pela Fundação Manuel Leão, que visa promover a inovação social e solidária, apoiando projectos seus e de outras entidades, e fomentando a cooperação entre o sector privado, o sector público estatal e o terceiro sector.

E para apoiar o CoMMUsI, a ISSO tem no terreno uma campanha. Chama-se ‘Pacotes de Sementes de Solidariedade’ e pretende angariar fundos monetários para adquirir novos instrumentos musicais para o CoMMusI. Disponíveis no El Corte Inglès e nas paróquias, estes ‘pacotes’ com valores simbólicos de um, dois, cinco, dez e 20 euros estarão expostos à espera que a comunidade gaiense se envolva no projecto já que, ao adquirir este ‘pacote’, recebem uma senha que lhes permite acompanhar de perto o que vai sendo feito. São pequenos donativos que servirão, nesta primeira fase, para adquirir instrumentos de cordas e numa segunda fase os de sopro.

Com a questão da aquisição de novos instrumentos bem encaminhada, seguem-se dois objectivos: o alargamento a outras áreas geográficas semelhantes e a conquista de um espaço físico condigno.

Com relativa cautela e sem querer dar “um passo maior que a perna”, o presidente da câmara de Gaia assegurou que, dentro de muito pouco tempo, será possível ceder umas instalações que se encontram devolutas, bem perto da escola de Vila’Este. Filipe Menezes reconhece o mérito do CoMMusI e lança um desafio aos responsáveis: “Depois do Verão, podem desenvolver uma grande iniciativa, no novo centro cívico, envolvendo instituições, escola e comunidade de Vila d’Este, mostrando todo o trabalho que tem sido desenvolvido”. Uma espécie de ‘Vila d’Este no Centro de Gaia’ que poderá fortalecer o projecto, mostrando-o abertamente à população.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s