Política

“Falsas candidaturas”

coutoJoaquim Couto acusa os sociais-democratas de terem apresentado uma lista com “falsas candidaturas”. E explica: “Nós soubemos que as mulheres que integram a lista têm já um papel preenchido de renúncia para entregar logo a seguir às eleições”. O que, a confirmar-se, leva à subida dos nomes seguintes ocupados por homens.

Após a aprovação da Lei da Paridade, todas as composições eleitorais têm obrigatoriamente de ter 1/3 dos lugares ocupados por mulheres, “algo a que o PSD e o CDS não estavam habituados”, acusou o cabeça de lista socialista.

A alegada saída das mulheres, acaba por funcionar como um contorno à lei imposta pela Assembleia da República. Por isso, o PS exige saber se “esta informação é verdadeira e se as mulheres vão renunciar ao mandato, não aplicando assim a Lei da Paridade”.

Estas declarações foram feitas à margem de uma conferência de imprensa que tinha agendado o anúncio das propostas da candidatura para duas áreas: apoios aos desempregados e segurança.

Aproveitando o slogan socialista “As pessoas valem mais”, caso vença as eleições Joaquim Couto pretende apostar na utilização das lojas e escritórios propriedade da câmara e da Gaiasocial e, a “preços vantajosos”, arrendá-los. Pretendem utilizar as cerca de “1000 lojas espalhadas por todo o concelho” e alugá-las a, por exemplo, recém-licenciados desempregados. Com este projecto, querem contribuir para, pelo menos, a criação de novos postos de trabalho e de microempresas. Este medida servirá para contrariar a política social actual da câmara já que “não tem apoiado os desempregados”, explica o candidato.

Mas não ficam por aqui. Ambicionam estabelecer programas com a banca de forma a que seja possível “fornecer micro-crédito em tempo útil e em condições vantajosas a estas lojas”, bem como ajudar a desburocratizar as questões que envolvem a abertura das lojas.

Uma das outras apostas é o observatório do emprego. A cargo de Eduardo Vítor Rodrigues, número dois da lista, este projecto visa, essencialmente, facilitar a integração no mercado de trabalho, seguindo o movimento ‘Cidades Educadoras’ e envolvendo empresas, sindicatos e universidades.

Em relação à segurança, os socialistas são muito críticos às acções levadas a cabo pelo executivo camarário, nomeadamente no que diz respeito à Polícia Municipal. “Nós vamos reforçar a polícia municipal, mas ao serviço das pessoas, não para servirem de guarda de honra para a câmara”, criticou Joaquim Couto. “Pensamos que devem ter, sobretudo, um papel cívico e serem um prolongamento dos serviços municipais, pelo menos nas questões informativas”, explicou.

Uma das propostas para colmatar a falta de condições das polícias – GNR, PSP e Polícia Municipal – é a construção de uma residencial temporária para os agentes que muitas vezes são destacados para fora das cidades onde vivem. Uma “atitude razoável”, segundo o cabeça de lista.

Pretendem ainda dinamizar o Conselho Municipal de Segurança e Protecção Civil, já que a “câmara não tem tido vontade nem sensibilidade para o implementar no terreno, deixando-o no papel”, esclareceu Joaquim Couto.

Outra das preocupações do socialista prende-se com a prevenção e combate aos fogos urbanos e florestais e o apoio às corporações de bombeiros. E neste ponto, a candidatura está muito sensível para o que se passa no centro histórico. “Como se já não bastasse a deslocalização das famílias”, o socialista tem “receio que não esteja a ser feito tudo para prevenir um eventual desastre nesta zona turística”. Sensível a esta questão – muito devido ao facto de ter sido responsável por esta área enquanto Governador Civil – Couto evidencia a “perda irreparável” que poderá representar “no futuro desenvolvimento do concelho”.

Questionado sobre a opção camarária de condicionar o trânsito no Centro Histórico, o candidato manifesta-se totalmente contra a “atitude radical” que foi tomada. Primeiro deveria ter sido “feito uma revitalização da zona. Depois era preciso apoiar o comércio tradicional e recuperar o mercado”. Numa fase posterior, “por ventura, se necessário, então condicionar o trânsito da zona histórica, mas não de forma tão radical”. TT

Anúncios

2 comentários a “Política

  1. Infelizmente, fiquei a conhecer muito bem o caracter deste senhor (que não é meu concidadão gaiense) no lapso de tempo em que chegou a ser governador civil do distrito do Porto, de cujo cargo, hoje, ninguém se lembra… passou despercebido, até porque, teve o azar de ter, como seu sucessor, um Grande Homem – MANUEL MARIA MOREIRA – Este, sim: foi o melhor Governador Civil de um Distrito que bem o mereceu… pena foi que, pela força das circunstâncias, não tivesse conseguido manter-se durante, pelo menos, uma legislatura completa, para bem do Distrito e do País, que, pela mesma força das circunstâncias, passou a ser (des)governado pelos chamados “socialistas”… Ainda bem que o principal opositor de outro Grande Homem – LUIS FILIPE MENEZES – é este “pobre de espiriro”… Vai passar de antigo governador civil a vereador (sem pasta) que é, exactamente, o cargo que merece…

  2. Quando fazer politica em Portugal se torna chalaça da parte de candidatos politicos, então é porque os valores caíram há já muito tempo por terra!
    1º Penso que as mulheres nem quotas precisam de ter mas é um meio para atingir um oou diversos objectivos na politica nacional.
    2º Quando elas assumirem o seu papel de uma vez por todas na politica acautelem-se Homens que ireis ver quem realmente é que manda!…
    Pessoalmente quando não sei explicar ou falar sobre algo, meu caro amigo, simplesmente limito-me a calar para não dizer asneira.
    É lamentável que quando não se sabe fazer politica de forma vertical e escorreita ou séria, se tehna que falar ou opinar sobre temas desajustados, qiuando o que preocupa a Gaia e outros concelhos e distritos são os empregos, a educação, a saúde e as obras públicas. Deixem os assuntos futeis de lado que não prestigia ninguém nem lhe aumenta o ego antes pelo contrário.
    O PS tenta distrair as atenções mas o POVO anda muito atento, perguntem nas ruas de Gaia como é!
    Obrigado e boa sorte na sua vida futura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s