Sociedade

Novo hospital de Gaia pronto em 2013

hospital gaiaFoi durante a cerimónia de assinatura do contrato de financiamento do Centro de Reabilitação do Norte, que o secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, revelou que o concurso para construção do Centro Hospitalar Gaia-Espinho poderá acontecer ainda neste mandato.

A construção do novo Hospital Gaia-Espinho deverá começar até ao final de 2010 e terminar em 2013, conforme afirmou Manuel Pizarro.

A área de influência do futuro hospital de Vila Nova de Gaia/Espinho engloba na primeira linha, os concelhos de Gaia e Espinho e a segunda linha, os concelhos de Arouca, Santa Maria da Feira, Vale de Cambra, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis e Ovar. Foi ainda considerada uma área de influência de 3ª linha, no que respeita à Cirurgia Cardiotorácica (distritos de Vila Real, Bragança e cidade do Porto) no pressuposto de que o hospital assegurará 40 por cento das necessidades da região Norte (com o Hospital de S. João a assegurar os restantes 60 por cento).

Esta cerimónia que teve lugar hoje, dia 23 de Julho, foi considerada pelo governante “um passo absolutamente decisivo para a construção do Centro de Reabilitação do Norte”.

O CRN ira ser construído no antigo edifício do Sanatório de Valadares. Este edifício foi doado ao Estado em 1978 pela Associação do Sanatório Marítimo do Norte, mas que durante décadas não teve a utilização adequada. Como salientou Marco António Costa (vice-presidente da câmara municipal de Gaia “foi entregue de uma forma indevida a um sindicato”, pelo que este contrato “é um hino à defesa e à salvaguarda do património”.

A construção do CRN está prevista desde 1992 mas a sua localização só ficou definida há cerca de dois anos e tem um prazo de execução de 24 meses, pelo que deverá estar concluído no final de 2011, num investimento elegível de 34 milhões de euros, co-financiado em 70 por cento pelo Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional (FEDER).

O projecto de arquitectura prevê a recuperação e reconversão do edifício da antiga unidade de tratamento da tuberculose, mantendo a traça original, e a construção nas traseiras de novos edifícios de altura reduzida para não prejudicar o enquadramento paisagístico.

O espaço será dotado de 100 camas, de cerca de 600 internamentos por ano, jardins terapêuticos e espaços de investigação e formação, nomeadamente auditórios e biblioteca.

Foi ainda hoje assinado o contrato de financiamento do Centro Materno Infantil do Norte (CMIN), obra com um investimento de 41,2 milhões de euros, também este financiado pelo FEDER em 53 por cento.

A construção de raiz, ate Fevereiro de 2011, de um edifício junto à maternidade Júlio Dinis, a remodelação do actual edifício da maternidade, ate Fevereiro de 2012, e a construção de um parque de estacionamento, ate Julho de 2012, fazem parte do projecto.

O pessoal do Hospital Maria Pia e os pavilhões da consulta externa da maternidade será transferido para as novas instalações e os edifícios demolidos.

O CMIB ira funcionar em três localizações próximas: Maternidade Júlio Dinis, o Hospital de Santo António, responsável pelos diversos serviços de pediatria, e o Centro Integrado de Cirurgia de Ambulatório, em relação nos terrenos do antigo CICAP/Reitoria.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s