Política

“Combater pela qualidade da democracia”

be sede

Eduardo Pereira e João Semedo na inauguração da sede do BE em Gaia

O Bloco de Esquerda inaugurou, no passado dia 4 de Julho, aquela que vai ser nos próximos meses a sede de campanha, em Vila Nova de Gaia, “mas esperamos que seja mais que isso, que seja uma sede local para apoiar o trabalho do Bloco nos próximos anos e nos próximos meses”, declarou Eduardo Pereira, cabeça de lista do partido à assembleia municipal.

Após dez anos de existência o BE sentiu a necessidade de se instalar em Gaia, necessidade esta, criada pelo desenvolvimento e crescimento da actividade do partido na cidade “onde sentimos que temos uma forte adesão por parte da população”, afirmou Eduardo Pereira.

O Bloco disputa as eleições autárquicas em Gaia para acabar com o absolutismo de Luís Filipe Meneses, mudar as políticas da Câmara, eleger vereadores pela primeira vez e reforçar a representação na Assembleia Municipal. Segundo João Semedo, cabeça de lista à Câmara Municipal de Gaia, a maioria absoluta do partido socialista tem-lhe permitido “desprezar opiniões das oposições, e que lhe tem permitido não ouvir outras propostas e outros projecto”.

O BE tem-se batido contra as políticas de insensibilidade social do partido socialista, que Eduardo Pereira ilustrou com o caso da Requalificação de Vila d’Este, um assunto para o qual, quer o Governo quer a Câmara saíram mal na fotografia – “o governo porque recuou num projecto que já tinha sido aprovado e a câmara porque prometeu aquilo que não podia prometer”.

Gaia apresenta alguns casos flagrantes para esta falta de política social. Embora haja hoje mais estradas e acessos, andar de autocarro continua a ser complicado, os horários ou não servem ou não são cumpridos, os preços são altos e sem justificação, não existem tarifas sociais e há ligações que não se fazem. Apesar de existir Metro ele não se articula com os outros transportes.

A beira-mar e a beira-rio (entre a Ponte D. Luís e a foz) apresentam uma “boa aparência”, mas no resto do concelho as ruas continuam “degradadas, os depósitos de lixo acumulam-se na berma de estrada, a frente fluvial está profundamente descuidada; há muita especulação imobiliária e pouca reabilitação urbana; há bairros sociais construídos como guetos e poucas medidas de inclusão social; muito desemprego (Gaia é o concelho do país com mais desempregados) e pouco investimento produtivo”.

É neste sentido que o partido segue uma linha de orientação que “insistirá muito nas políticas sociais, nas políticas económicas que promovam o emprego, no investimento público, na nacionalização de sectores básicos da nossa economia e numa política muito activa que promova combater as desigualdades e que promovam de facto a coesão social” explicou João Semedo.

O Bloco vai assim apresentar um programa de governo que responde aos principais problemas e que estabelece um conjunto de propostas para aquilo que são elementos que constituem a estrutura central de um programa de governo na área da educação, inserção social, saúde, desenvolvimento económico e organização do poder político. RS

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s