Política

João Semedo é o candidato do BE

Eduardo Pereira, Alda Sousa, o candidato João Semedo e Francisco Louçã

Eduardo Pereira, Alda Sousa, o candidato João Semedo e Francisco Louçã

“Há muito para dizer sobre Gaia, sobre a Câmara, o seu presidente, os seus vereadores, Há muito para dizer sobre a forma como usaram e abusaram do poder absoluto de que dispõem.” Esta foi a primeira afirmação feita pelo candidato do Bloco de Esquerda à câmara de Gaia, nas próximas Autárquicas.

João Semedo é médico e aos 58 anos exerce o cargo de deputado na Assembleia da República. È membro da comissão política do Bloco de Esquerda e tem a cargo responsabilidades na área da saúde e assuntos europeus no grupo parlamentar.

Agora está noutra frente. A câmara de Gaia é a meta do bloquista. Lado a lado com outros dois médicos – Filipe Menezes, pela coligação PSD/PP e Joaquim Couto, pelo PS – e com a eurodeputada e vereadora do executivo camarário Ilda Figueiredo.

“A candidatura do Bloco de Esquerda encontra a sua principal motivação, o seu impulso, nesta emergência social que ensombra a vida dos que vivem e trabalham em Gaia”. O candidato reconhece que a crise é responsabilidade do Governo, mas afirma que a câmara gaiense não deveria ficar indiferente à situação. No entanto, “é o que faz”, apesar de “em cada um dos sete dias da semana, há mais 30 novos desempregados em Gaia, resultado de empresas que fecham ou que despedem, para os patrões conseguirem manter os seus lucros e fortunas ou para abrirem novas empresas ou negócios libertados fraudulentamente dos passivos e das dívidas a que a sua ganância conduziu”.

João Semedo revela algumas pretensões desta candidatura para apoiar as famílias com maiores dificuldades, nomeadamente, redução das tarifas da água, revisão das rendas sociais, recusa dos despejos, rede de cantinas sociais, reforço do apoio às associações de solidariedade social e apoio na aquisição de títulos de transporte público, são algumas das propostas do Bloco. E explica: “de um lado, o combate e as propostas contra a crise, do outro a inércia e a irresponsabilidade social. Aqui reside a diferença que nos separa e opõe a LFM e à maioria PSD/CDS que o apoia”.

“Luís Filipe Menezes é cego para a pobreza, mas tem olho vivo para os negócios dos ricos”, disse o deputado do Bloco. O actual deputado municipal Eduardo Pereira será o cabeça de lista à Assembleia Municipal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s