Sociedade

Chama da Solidariedade também passa por Gaia

Evento de grande dimensão e impacto no âmbito do sector solidário atravessará o distrito do Porto durante os dias 25 e 26 de Setembro de 2008.

As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) irão juntar-se massivamente num evento de grande dimensão, a CHAMA DA SOLIDARIEDADE, uma iniciativa da CNIS em parceria com as UDIPSS de Lisboa, Leiria, Santarém, Coimbra, Aveiro, Porto e Braga.

O principal objectivo deste acontecimento é a promoção da Festa da Solidariedade que, este ano, decorrerá em Barcelos no Distrito de Braga, deixando, ao longo do percurso, de Lisboa a Braga, um rasto de festa e animação.

Com isto, a UDIPSS-PORTO pretende promover, divulgar e mostrar, de uma forma articulada com todos os actores-chave distritais, a natureza e a identidade do Sector Social, através de uma acção que se pretende participada.

O evento da Chama da Solidariedade consiste no transporte de uma chama, em tudo idêntica à Chama Olímpica, que envolverá toda a sociedade civil e seus parceiros. Para além de ter como principal objectivo a promoção da Festa da Solidariedade, será também um canal de transmissão da Identidade e dos princípios do sector solidário nomeadamente os da solidariedade e do serviço ao bem comum. Ao longo do percurso, a Chama poderá ser transportada a pé, de carro, a cavalo, de bicicleta, de motociclo, de balão, de barco, etc.

25 DE SETEMBRO

Vila Nova de Gaia

S. Félix da Marinha – Avenida da Liberdade – 14h

Câmara Municipal de Gaia – 14h30

Cais de Gaia/Praça Superbock – 15h

O apelo que fica é o de se juntarem à festa mostrando aquilo que fazem bem e envolvendo quem, no dia-a-dia, constituiu a razão da vossa existência: os cidadãos e as cidadãs, a sociedade civil e outras organizações que se dediquem ao bem comum e cuja missão seja servir os mais desfavorecidos.

Finalmente, e tendo como pano de fundo o potencial envolvimento da comunidade nesta iniciativa do sector solidário, a UDIPSS-PORTO criou pequenas redes concelhias que ficarão responsáveis por dinamizar actividades ao longo do percurso. O principal objectivo é envolver as 500 IPSS existentes do distrito do Porto, assim como os cerca de 100.000 cidadãos e cidadãs que, directa ou indirectamente, participam no seu dia-a-dia e todas as outras organizações que, em parceria, têm contribuído para o desenvolvimento social do distrito.

Vanessa Fernandes, Rosa Mota, Aurora Cunha e Jesualdo Ferreira são figuras esperadas ao longo do percurso da Chama da Solidariedade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s