Sociedade

Reabilitação de Vila d’Este arranca em 2009

Projecto de intervenção aprovado pelo QREN contempla, na primeira fase, dez milhões de euros vindos de fundos comunitários. Intervenções no Centro Histórico também comparticipadas

A reabilitação de Vila d’Este vai avançar no primeiro trimestre de 2009. O anúncio da novidade foi dado pelo presidente da Câmara de Gaia, depois de saber que o projecto foi aprovado pelo Quadro de Referência Nacional (QREN) e que dez milhões de euros, referentes à primeira fase, chegarão ao concelho vindos de fundos comunitários.

Como cinco anos é a meta apontada para a conclusão da obra, a autarquia deixa a promessa de preparar um dossiê de candidatura à segunda fase, já em Outubro, até porque a comparticipação final da empreitada será superior a 22 milhões de euros.

O levantamento das obras necessárias nos 109 edifícios – 18 blocos e mais de duas mil habitações – foi diagnosticado pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e visa ‘lavar a cara’ do maior aglomerado de moradores num só bairro, cerca de 16 mil pessoas, localizado à entrada Sul da cidade.

Para diminuir o impacto desta intervenção, a Câmara de Gaia está já a elaborar um plano de acompanhamento junto da comunidade local. “Com as pessoas a morar lá e do ponto de vista logístico, vai ser uma operação muito complicada”, avançou Menezes, garantindo de seguida que tudo será feito com o objectivo de a “segurança ficar preservada”.

“Este é um momento de enorme satisfação e agradeço a paciência que as pessoas de Vila d’Este tiveram sobre este assunto”, concluiu.

Centro Histórico com nove milhões
O contentamento de Luís Filipe Menezes não se ficou por Vila d’Este. O autarca divulgou ainda que as reabilitações previstas para o Centro Histórico também terão uma comparticipação aproximada de nove milhões de euros, fruto da candidatura à Política das Cidades – Parcerias de Regeneração Urbana, do Programa Operacional Regional do Norte .

Paróquia de Santa Marinha, ruas Cândido dos Reis e Guilherme Gomes Fernandes, reconversão do Convento Corpus Christi para a instalação da Gaiurb e recuperação do edifício municipal da Rua General Torres para a fixação do Instituto de Artes e Imagem são algumas das intervenções previstas neste dossiê.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s